Terça-feira, 24 de Setembro de 2013
CONTOS DOS LEITORES
Fantasias 2
Desta vez o PM resolveu algemar JX, o bagunceiro e pauzudo do bairro, e me convidar para uma sacanagem no meio do mato.
por William Saints

Eu tinha passado a manhã de sábado inteira me masturbando. Meu pau grande e grosso já estava dormente e parecia que meu esperma estava acabando. Minhas bolas grandes e redondas doíam muito.

Passei a mão sobre o meu abdômen trincado espalhando a porra branca sobre os gomos. Senti um arrepio e uma onda deliciosa de prazer percorrendo o meu corpo nu quando eu deslizei os dedos molhados de esperma nos meus peitos apertando-os lentamente. Depois me curvei sobre o meu pau e chupei a sua cabeça limpando o semên que ainda brotava em gostas. Eu era mesmo um garoto insaciável. Às vezes eu me assustava com isso. Perguntava-me se isso era algo normal.

O sol entrava pelas cortinas do meu quarto. O dia estava maravilhoso lá fora. Meu notebook estava ligado ao lado da minha cama junto com as revistas pornôs do meu pai. Encostando a cabeça no travesseiro pude ver o vídeo que passava: Um carinha de corpo sarado com rosto de moleque estava de quatro em uma cama recebendo três varas ao mesmo tempo no cuzinho que ficava cada vez maior. Eu tinha ouvido falar da tripla penetração no mundo do pornô gay, mas vê-la me rendeu duas punhentas bem gostosas.

Para um cara agüentar três paus ao mesmo tempo no próprio rabo tem que ser muito macho. Eu ouvia os gemidos e via o bolo de corpos musculosos e nus sobre a cama.

Eu amava pornô. Era com ele que eu aprendia as coisas gostosas da vida. E como sonhei em me tornar um ator pornô. Viver do prazer. Deliciar-me com os modelos super gostosos. Só de imaginar já sentia vontade de me punhetar de novo.

Espreguiçando-me levantei da minha cama e fui tomar um banho. Segurei-me para não tocar uma enquanto a água quente caia sobre o meu corpo e as nuvens de vapor rodopiavam pelo boxe. Saí do chuveiro e parei em frente ao grande espelho do banheiro. Estudei meu corpo magro e esguio. Meus cabelos estavam bagunçados e meus olhos verdes pareciam mais vivos. Minha atenção como sempre se prendeu no meu pênis, saindo de uma moita de cabelos escuros meu pau meio adormecido era de dar inveja. Sua cabeça vermelha estava pendurada. Com um impulso o movimentei e logo o sangue correu por toda sua extensão deixando as veias à mostra enquanto ele endurecia.

Voltei para o meu quarto com a toalha pendurada na cintura e a marca do meu pau duro visível sobre a toalha. Sentei sobre a minha cama lendo o bilhete que o meu vizinho Samu tinha me deixado:

"Cara, isso foi demais. Melhor que comer mulher. Te encontro amanhã na mata. Já estou com saudades. S."

Meu pau pulsou ao imaginar aquele PM super gostoso. A vontade de foder aquele cu rodeado por pelos dourados correu pelo meu corpo deixando meu pênis a ponto de bala.

Como faltava muito para o nosso encontro. Deitei-me de novo sobre a minha cama e pegando meu notebook naveguei pela internet procurando os vídeos do meu ator preferido: Jason Grew.

O cara é demais. Um dos modelos mais desejados do mundo pornô, um dos mais safados, versátil, além do mais quando está com tesão mete o próprio pau no cuzinho.

Ok. Eu não tinha culpa se era apaixonado por ele. Mas o cara é o cara. Segundo uma pesquisa que eu tinha feito na internet, 3 em cada 10.000 homens seriam capazes de praticar auto penetração, inserindo o pênis no próprio ânus e Jason era um desses sortudos. Se falta homem, o cara consegue se satisfazer sozinho, metendo o pau no próprio cu. .

Eu sonhava em ter uma boa foda com Jason Grew. Em enfiar o meu mastro junto com o pênis dele em seu ânus ao mesmo tempo. Abri o vídeo e vibrei ao vê-lo ficar de pau duro, deitar de frango assado e comer o próprio cu enfiando e tirando os seus 22 cm. O vídeo terminou com ele gozando na própria boca.

Sentindo-me cansado e com o pau doendo, acabei adormecendo. Quando eu acordei já estava de tarde. A toalha que eu usava estava embolada sobre a cama e o meu pau mole caído sobre a minha barriga. Abri o guarda-roupas e vesti uma camiseta e uma bermuda. Não me dei ao trabalhado de usar cueca. Eu gostava do meu pênis livre batendo em minhas bolas enquanto eu andava.

Assim que respirei o ar do mato senti o tesão correr por minha pele e acordando o meu pênis. Olhei para minha bermuda e vi o volume que se formava. A natureza me deixava completamente excitado. O tesão que eu sentia no meio do mato era algo que eu não conseguia sentir em outro lugar.

Meu pau durão começou a se contrair à medida que eu entrava cada vez mais fundo para dentro do mato. Inspirei o cheiro da terra e das folhas das árvores. Aquele aroma gostoso só me deixava com mais tesão.

Cheguei ao lugar aonde eu sempre ia me masturbar e encontrei o Samu. Para a minha surpresa ele não estava sozinho. Samu virou-se para mim me dando um sorriso safado, ele usava sua farda da PM.

– Pensei que você não vinha, cara. – disse ele sorrindo.

Olhei para o cara parado ao seu lado. Ele tinha um ar de arrogante. Era magro, e alto. Seus cabelos eram cor de palha.

Sem jeito e desconfiado eu olhei para o cara ao seu lado. Seguindo o meu olhar o Samu sorriu e disse:

– Trouxe um amigo.

Olhei para o garoto que não devia ser mais velho que o Samu e notei que ele estava com as mãos algemadas atrás das costas.

– Cara, o que cê ta fazendo? – perguntei sem entender o que estava acontecendo e o que o Samu estava querendo comigo e com um cara algemado no meio da mata.

– Relaxa, maninho. Eu só trouxe o JX aqui pra respirar um pouco de ar puro enquanto a gente se diverte. – A voz do Samu estava completamente sacana.

JX? Eu conhecia esse apelido. Olhei para o rosto abaixado do cara algemado e depois de alguns minutos o reconheci. JX era o garoto problema da rua. O cara era uma gracinha. Todo machinho e marrento. Uma ou duas vezes ele tentou arrumar problema comigo mais eu logo caí fora. Brigar com o JX não era uma boa idéia. As minas eram loucas com a piroca do cara. A fama dos seus 28 centímetros correu como o fogo em palha e logo o cara se tornou o comedor mais popular do bairro.

O Samu devia ter ficado louco. O PM devia ter surtado.

– Relaxa, cara. – sua voz sedosa me tirou dos meus devaneios e senti um arrepio quando aquele policial militar delicioso se aproximou de mim segurando a minha geba dura em uma de suas mãos. – Cara to vendo que você já tá a ponto de bala.

Senti o calor do seu hálito em meu pescoço. Seu corpo musculoso contra o meu. O desejo apagou qualquer receio que eu estava sentindo. O Samu mordeu o meu pescoço de leve indo até o meu queixo e parando em minha boca. Ele sabia como me deixar louco.

Sua mão cheia de calos por causa da academia deslizou pela minha barriga e brincaram com os meus pentelhos antes de agarrar a base do meu pau e o tirar para fora. Antes que eu pudesse me esquivar o PM já estava de joelhos enfiando cada pedacinho do meu pênis na sua garganta.

Ele estava faminto e nem um pouco preocupado com o JX parado algemado a pouca distancia de nós que agora olhava com cara de assuntado o policia me mamar feito um bezerro.

Aquilo tudo devia ser um sonho. Um sonho muito louco e excitante. Massageando as minhas bolas o Samu me fez gemer. Eu já não estava ligando com mais nada. O prazer ardia como o fogo e ter o Samu me chupando enquanto era visto pelo JX me levava ao delírio.

Depois de matar a saudade do meu caralho, o Samu se levantou, me beijou mordendo a minha boca e se virou para o JX tirando a arma da cintura.

– Acho que tu deve tá curtindo isso, não é, JX? – ele disse se aproximando enquanto apontava a arma para o rosto do JX. – Não foi isso que te peguei obrigando aquele moleque a fazer contigo mais cedo?

– O moleque me provocou. Andava muito marrento. – JX respondeu com a voz mansa. Senti um arrepio correr pela espinha com o seu jeito malandro de falar. – E ele sempre gostou de chupar essa vara aqui. – disse por fim puxando aqueles lábios provocantes em um sorriso safado.

O Samu sorriu, encostou a arma no rosto bonitinho do JX e deslizou a mão sobre a protuberância enorme que eu não tinha notado antes agora havia se formado sobre a sua calça de moletom.

– Cara, aquele moleque tava quase sufocando com essa sua tora.

– Tava nada, aquela garganta já é acostumada – JX deu um sorriso malicioso.

– Se ajoelha. – O Samu mandou. JX não desobedeceu; ter uma arma apontada para o seu rosto não é nada legal. – Agora tu vai chupar o meu pau que nem aquele moleque estava chupando o seu.

O Samu parecia outro cara. Era um verdadeiro PM falando, o garoto jovem dera lugar a um homem bonito e dominante.

Ele desabotoou a calça deixando o pau grosso e perfeito bater na cara do JX. E colocando a arma em sua cabeça enfiou a cabeça vermelha do seu pau em sua boca. Sua barriga sarada ficou a vista, cheia de gominhos.

Eu fiquei ali parado. Embasbacado com o que estava acontecendo. O Samu havia pegado o JX dando de mamar a um garoto e tinha resolvido colocá-lo em nosso encontro particular no meio do mato.

JX não reclamou de nada. Chupava com habilidade. Mesmo com as mãos algemadas atrás das costas.

– Agora chega. – ele ordenou. – Quero que tu chupe a vara do meu maninho aqui.

Eu não o esperei falar duas vezes. Morrendo de tesão entrei logo na brincadeira. Me aproximei do Samu com o meu pênis pulsando e babando e o coloquei na boca do JX.

Hum. Nossa. Que boquinha quente. O cara sabia como chupar. Nunca em toda a minha vida senti uma boca tão doce como a dele. O Samu passou um dos braços pelo meu pescoço e se aproximou para me beijar.

Revezamos dando de mamar ao JX e vez ou outra fazendo com que ele chupasse as nossas duas rolas ao mesmo tempo. Sem perder mais tempo o Samu mandou o JX se levantar, tirar a sua calça revelando o seu mastro lindo e se sentar sobre uma pedra. Nossa o cara tinha o pênis perfeito. Parecia ter sido esculpido, enorme, branco com veias, uma lança com cabeça roxa e duas bolas grandes penduradas por um saco marrom. JX não podia ser jogado fora e a oportunidade de transar com ele e o Samu também não.

O Samu logo caiu de boca no JX ficando encurvado e deixando suas calças de PM abaixadas até os tornozelos. Oferecendo sua bunda dura e com aquele buraquinho rosinha pra mim.

Cuspi no meu pênis e meti no rabo do Samu sem dó. Ele gemeu com a boca ainda no pau do JX. Seu cu era quente e macio, perfeito para abrigar a minha anaconda. O JX gemia esticando as pernas e fechando os olhos. O cara já havia se entregado aos prazeres e as fantasias da carne.

Eu metia como se não houvesse o amanhã. Mordendo os meus lábios enquanto olhava para a cara linda do JX. Que me fitava com os seus olhos escuros cheios de desejo. JX comia a boca do Samu enviando com força. O cara parecia estar descontando toda a sua raiva por estar preso na boca do PM.

Eu ouvi o estalo das nádegas duras e firmes do Samu batendo em minha pélvis e os nossos gemidos sem fim. Pra quem tinha uma namorada e dizia ser hétero, até que o Samu amava receber uma piroca no cu apertadinho.

Ele não fez cerimônia ao cavalgar nos 28 centímetros do JX enquanto eu deslizava minha língua pelo seu corpo perfeito e bronzeado, chupando seus peitos duros como pedras, mordiscando seus bicos rosas e deslizando a língua pelos gomos da sua barriga enquanto ele subia e descia sentado no colo do JX.

Não conseguindo me conter, me aproximei do rosto do JX enfiando a língua em sua boca e saboreando o gosto do seu beijo. E ele sabia como beijar. Tirou todo o meu fôlego. Senti o cheiro gostoso de macho que ele tinha e lambi os pelos escuros que saiam debaixo do seu braço.

Gozei com a sua boca quente no meu pau ao mesmo tempo em que ele enchia o cu do Samu de porra. O Samu cavalgou por algum tempo e espirrou sêmen para todo o lado enquanto gozava e gritava.

Exaustos, caímos uns sobre os outros respirando pesado, enquanto éramos envolvidos pela sonolência do fim de tarde que confundia tudo o que acabávamos de fazer com sonho e realidade.

Por favor, deixem o seu comentário e se puderem me ajudem a escrever as próximas fantasias dando sugestões no meu email: williamsaints19@hotmail.com e dêem uma olhadinha no meu blog: http://fantasywillsaints.blogspot.com.br.

Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (11)
Anderson15/06/2015 9:55
Anderson15/06/2015 9:55
curti muito, sempre fiz sexo no mato e é verdade o mato excita pra caralho abraço e obrigado pelo conto
Pedro05/05/2015 20:17
Pedro05/05/2015 20:17
Isso aconteceu com meu padrasto, tenho hoje 28 anos e na época tinha 16 anos e meu padrasto me fudia todo dia, depois que minha mãe ia trabalhar, em dado momento minha mãe faleceu e fiquei morando com ele e sou sua mulher até hoje. Ele é meu único macho, sempre chega em casa com alguns colegas dele, pra me fuder e adoro fuder, fazer suruba, adoro negros, podem me adicionar no watsap 81 85104216
Digão29/09/2014 23:57
Digão29/09/2014 23:57
Cara, QUE DELÍCIA!!! Tanto o primeiro como o segundo conto são demais! Você realmente sabe escrever histórias como essa! Espero que vc faça uma terceira e não demore muito. Suas histórias dão de dez em muitos filmes pornôs por aí! Deveria ser roteirista, rs! Abção!
MulatoCarioca09/05/2014 23:08
MulatoCarioca09/05/2014 23:08
muito bom o conto.......adorei
me liga vlw
jean pierre05/11/2013 14:51
jean pierre05/11/2013 14:51
Conto maneiro. Cheirinho da relva deixa a gente doidin pra dar uma... Fiz muito isso quando garoto. A molecada curtia o troca-troca na mata. Valeu!!!
Felipe Bauru 07/10/2013 16:20
Felipe Bauru 07/10/2013 16:20
Caraça que tesão de conto Parabéns, sou casado curto casados alguém no sigilo região de Bauru gatopix@live.com
PAULO MT02/10/2013 18:02
PAULO MT02/10/2013 18:02
MUITO BOM O CONTO! PARABÉNS!
GOSTOSO DE BH25/09/2013 8:01
GOSTOSO DE BH25/09/2013 8:01
Sensacional. Gozei demais e gostoso. Quero participar de uma dessas. Me add douglas131313@hotmail.com
gatto tarado25/09/2013 6:19
gatto tarado25/09/2013 6:19
cara gostei do conto so um pouco exagerado 28 cm adoro mamar uma boa pica cabesuda mamo com vontade sp santo amaro
Anderson24/09/2013 17:04
Anderson24/09/2013 17:04
Delicia de conto. Tô com o pau rasgando a cueca. Sou da Z/o de São Paulo e curto ser passivo. Não sou nem curto afeminados. Sou branco, olhos e cabelos castanhos, 1,75,75kg. Se tiver algum cara afim de real deixe contato aqui. Valeu!!!
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

Garotos de programa