Assine o MundoMais

Final Feliz?

A personagem Sueli, de Insensato Coração, demonstra apoio ao filho gay, depois de manifestação em seu quiosque.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 13 de Julho de 2011

O casal gay de "Insensato Coração", da Globo", vai dar mais um passo rumo ao final feliz.

Ao menos, é o que dá a entender a cena que foi gravada nesta terça-feira (12) na praia do Leme, no Rio de Janeiro.

No local onde funciona o quiosque de Sueli (Louise Cardoso), ocorre uma manifestação de apoio aos gays.

Em uma das faixas, era possível ver a frase "Eu Tenho Orgulho do meu Filho Gay".

Sueli já havia afirmado que não "admite" filho gay e pedido ao namorado do filho Eduardo (Rodrigo Andrade) que se afastasse dele.

Na cena, Natalie (Deborah Secco) marca presença e é assediada por drag queens e outros participantes do evento.

A cena contou com a participação de Ricardo Tozzi, Leonardo Miggiorin e Rosi Campos, entre outros.

Natalie marca presença na manifestação gay.Natalie marca presença na manifestação gay.
Comentários (33)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 25-07-2011 às 14:39 ...PIRAJU
    Nao DEixemm de conferir minha best friend sallete campari e fernanda carrara em insensato coração. .. . . . .
  • em 20-07-2011 às 11:13 Pata Kada 31
    Pako Salurte, refletir sempre é bom, aliás se todos costumassem pensar antes de agir o mundo seria melhor. Reflita você também, um negro, um nordestino,um gay não deve ser responsabilizado pelas atitudes daqueles que compartilham o mesmo qualificador. Pois existem outros milhões de qualificadores, como riqueza, pobreza, feiura, beleza...Se alguém coloca milhões de pessoas no mesmo saco para dizer gay é assim ou assado, com certeza tal pessoa além de simplista e preconceituosa, é inculta. Ou seja, Não merece ser levada em consideração. E quanto o quesito violência(Imagine, sou a pessoa mais pacífica do mundo se não pisarem no meu calo ou tentarem me tirar da cama antes das 10 da manhã), mas o movimento gay só existe porque uns gays corajosos resistiram contra a agressão policial em NY(e na época o nomiram de vândalos de Manhatan).Beijo, amiga.
  • em 18-07-2011 às 07:22 Paco Salurte
    Pata Kada 31, é bom que vc reflita. Concordo que os héteros fazem muitas bobagens também. Esses exemplos que vc deu são inteligentes e reais, mas a verdade é que somos muito mais visados pelos nossos atos em função dos preconceitos que despencam sobre nós. No caso dessa boate, dois frequentadores estavam urinando na frente dela, molhando uma cômbi. O proprietário os questionou, pedindo que não o fizessem. Sabe o que responderam ? Disseram: " Fica quieto porque senão vamos botar fogo nela". Companheiro, dá para defender e apoiar pessoas que agem assim, sejam héteros ou homossexuais ? Se na cracolândia existe um enorme número de héteros, isso não justifica que os imitemos e espalhemos que ser drogado é bom, correto e saudável. Acorde, companheiro ! A liberdade tem limites. Se vc quer ser respeitado, inclusive pelos vizinhos, respeite-os. Se não o fizer, não terá direito nem razão de reclamar do comportamento deles. O fato de os héteros terem suas atitudes perdoadas pela sociedade, pela impunidade, não nos autoriza de imitá-los naquilo que eles têm de pior. A vida é muito mais ampla do que vc e eu percebemos hoje, diante de nossas grandes miopias simbólicas.
  • em 18-07-2011 às 07:05 Saulo dos Desafios
    Um dia, meu irmão, tu vais compreender que a realidade, não só esta que todos nós enxergamos no dia a dia, é muito mais vasta que podemos, hoje, perceber. Vamos trazer o grande Emmanuel ao debate, com todo o respeito a ele e a ti: "A agressão pertence ao agressor". Se não conheces Emmanuel, procura te informar.
  • em 18-07-2011 às 01:22 Allan Augustus
    Salety Campary! Linda. *-*
  • em 17-07-2011 às 22:05 Saulo dos Desafios
    Parabéns aos Pontos de Interrogação. Enfim, também há nas redes sociais gente inteligente, que pensa, contesta e não engole tudo que lhé imposto. Por falar em engolir, há uma coisa com que muitos de nós adoramos conjugar esse verbo. Precisamos pensar e tirar conclusões. Pontos de Interrogação abre nossas cabeças nesse sentido. Merece muitos aplausos. Nossa imagem coletiva de homossexuais fica enriquecida com contribuições públicas assim. Salve, Pontos...! Nós, que gostamos de vida inteligente no planeta, te saudamos !
  • em 17-07-2011 às 01:12 Solange Mex Irca
    É verdade que o personagem Léo se tornará um transex no fim da novela???Meus amigos da Globo dizem que é uma bomba....
  • em 17-07-2011 às 01:08 pata kada31
    Terapia para todo gay que não foi amado pela família! Somos iguais a todos sim, heteros não sem melhores nem piores, essas bibas sofredoras coitadas, sempre querendo justificar a sua existência, sempre querendo aceitação...Hetero tb faz muita bobagem, olha o monte de criança abandonada, foi gay que fez? E o monte de prostituta ,com gay que elas naum ganham dinheiro.Vc já foi na cracolândia, tem um monte de gente hetero numa pior tb....E qto ao papo de gay mal resolvido que na novela não precisa do beijo, me poupe, qtos casais heteros beijam e transam o tempo todo na tv e temos que aguentar enojados????Pelo que sei até o Ministério da Justiça acha salutar exibir um beijo gay na tv aberta, q aliás nos Estados Unidos foi exibido há mais de duas décadas pela primeira vez...
  • em 16-07-2011 às 23:29 Paco Salurte
    É louvável que a novela exponha aspectos do mundo homossexual, inclusive seus conflitos, às vezes bem dolorosos. Mas, muitas vezes, somos desrespeitados, discriminados e vistos como marginais pelos comportamentos irresponsáveis e lesivos ao bem comum que adotamos. Perto da minha casa, há uma boate para nós. Só funciona às sextas-feiras e aos sábados. Instalaram-na numa zona residencial. É sofisticada, mas se resume a um grande espaço onde funcionava um depósito. Quando a criaram esqueceram - ou quiseram economizar - de protegê-la com um revestimento acústico, evitando que o som de bate-estacas vaze para as moradias dos vizinhos. Durante a noite, a trepidação de paredes angustia quem mora nas proximidades. A vida daquela comunidade passou a ser um inferno. Eles simplesmente não conseguem dormir. Além do som enlouquecedor, vizinhos cansam de ver casais de homens e mulheres praticando sexo em via pública, esfregando-se na calçada. Some-se a isso o consumo de drogas pesadas na rua, cocaína e êxtase, o que faz com que as pessoas transitem nela, defronte a boate, conforme a vizinhança, como se fossem zumbis. Preconceitos à parte, se essas informações são, de fato, verídicas, mostram como muitos de nós, homossexuais, não temos direito de reclamar por sermos vítimas de uma sociedade que nos considera pessoas à margem do convívio social. Ou alguém de bom senso vai concordar com esses que agem de tal forma junto à boate ? Quem der aval a esses procedimentos estará cometendo um dos maiores disparates do mundo. E mostrando que, sob o ponto de vista humano e ético, se iguala a eles.
  • em 16-07-2011 às 12:42 ceara
    PARABENS AO GILBERTOR BRAGA, pelas belas cenas do mundo gay, pra que beijo, bando de viado safado, as cenas mostradas ja dizem tudo, aff chega de apelação
  • Mostrar mais comentários...