Assine o MundoMais

Democrático

APOGLBT inicia concurso para escolha do tema da 16ª Parada Gay de SP.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 01 de Novembro de 2011

A APOGLBT (Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo) inicia campanha para escolha do tema da 16ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, que ocorre em junho de 2012. Para estimular a participação, a entidade premia os autores das três melhores frases com acesso ao trio elétrico de abertura da manifestação, com direito a um acompanhante cada. A campanha iniciou na segunda-feira (31) e segue até o dia 18 de novembro. Além do e-mail, as sugestões podem ser feitas através do Twitter e do Facebook.

Segundo o presidente da Associação, Fernando Quaresma, a iniciativa de promover um concurso cultural visa aproximar os participantes da organização da Parada e democratizar a escolha do tema: É um convite para que todos construam a Parada junto com a gente. No ano passado, fatores administrativos nos impossibilitaram de socializar a discussão sobre o tema e sofremos muitas críticas por isso. Apesar da repercussão da 15ª Parada ter sido satisfatória, a diretoria da APOGLBT avalia que a interação de todos é sempre o melhor caminho, acrescenta Quaresma.

O slogan deve traduzir uma reivindicação dos LGBT sobre direitos humanos e civis, cidadania, visibilidade e igualdade social, ou ainda um protesto contra os diversos fatores que afetam a dignidade da população LGBT, como o preconceito, a exclusão, a rejeição e a homofobia. Neste ano, a Associação admite ainda sugestões de tema que tenham caráter de autoafirmação e aceitação – no estilo do projeto “It Gets Better” – ou celebrativo, em referência às conquistas já alcançadas.

O tema da Parada norteia todas as atividades do Mês do Orgulho LGBT de São Paulo, que também inclui o Ciclo de Debates, a Feira Cultural LGBT, o Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade e o Gay Day. Ele é usado também em todos os materiais gráficos, como cartazes, banners e panfletos, além de camisetas, fundos de palcos, telas dos trios e eventuais produções audiovisuais.

Como participar

Esta é a primeira vez que APOGLBT mobiliza as redes sociais para a escolha do tema, tornando a ação mais dinâmica e abrangente. Para participar pelo Facebook, basta acessar e curtir a página da Parada em www.facebook.com/paradasp e compartilhar a sugestão no mural.

Para participar pelo Twitter, primeiro é necessário seguir a @paradasp e depois twittar a sugestão utilizando a hashtag #temadaparada antes ou depois da frase, por exemplo: "Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia! #temadaparada " ou "#temadaparada Vote contra a homofobia: Defenda a cidadania!"

Para quem não utiliza as redes sociais ou não tem familiaridade, a Associação disponibiliza ainda o e-mail tema@paradasp.org.br. Todos podem enviar quantas sugestões quiserem, através de qualquer uma das ferramentas.

As mensagens recebidas até o dia 18 de novembro serão analisadas pela diretoria e coordenadores da entidade. No dia 21 de novembro, a APOGLBT divulga as três opções selecionadas e inicia uma enquete em sua homepage, para que o público escolha a melhor. O tema mais votado até às 23h59 do dia 4 de dezembro será o escolhido para a 16ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo e o resultado final estará divulgado no dia seguinte.

Seleção e premiação

Os autores dos três melhores temas eleitos pela a APOGLBT serão contemplados com o acesso ao trio elétrico oficial da Parada, o primeiro do trajeto e que tradicionalmente faz a abertura da manifestação, reunindo personalidades, políticos e lideranças do movimento LGBT. O autor do tema mais votado pelo público terá ainda a alegria de ver de perto o resultado de sua contribuição, ao lado de toda a organização e parceiros da Parada, comenta Quaresma.

O contato com os escolhidos será feito no dia da divulgação do resultado parcial, 21 de novembro, através do mesmo mecanismo de participação. Na ocasião da Parada, cada premiado poderá levar um acompanhante para o trio.

A Associação se reversa no direito de deliberar sobre as escolha das três melhores frases e, se necessário, realizar algumas adaptações para que o tema possa refletir devidamente as necessidades da população LGBT. Participantes de outras localidades deverão arcar com a viagem, estadia e demais despesas em São Paulo.

Temas anteriores

Desde sua primeira edição, a "Parada do Orgulho LGBT de São Paulo" sempre trouxe um tema para debater as demandas do movimento e reverberar suas ações por toda a sociedade. Num primeiro momento, as frases enfatizavam o reconhecimento e a visibilidade dessa população, que se encontrava à margem de qualquer integração social e extremamente repreendida.

Mais adiante, as Paradas passaram a reivindicar por direitos civis, como o reconhecimento das uniões estáveis e famílias homoafetivas. Mais recentemente, a manifestação exige especificamente a criminalização da homofobia em âmbito nacional, a partir da aprovação do Projeto de Lei 122/2006.

Confira todos os temas da Parada:

1997 - Somos muitos, estamos em todas as profissões

1998 - Os direitos de gays, lésbicas e travestis são direitos humanos

1999 - Orgulho gay no Brasil, rumo ao ano 2000

2000 - Celebrando o Orgulho de Viver a Diversidade

2001 - Abraçando a Diversidade

2002 - Educando para a Diversidade

2003 - Construindo Políticas Homossexuais

2004 - Temos Família e Orgulho

2005 - Parceria civil, já. Direitos iguais! Nem mais nem menos

2006 - Homofobia é Crime! Direitos Sexuais são Direitos Humanos

2007 - Por um mundo sem Racismo, Machismo e Homofobia

2008 - Homofobia Mata! Por um Estado Laico de Fato

2009 - Sem Homofobia, Mais Cidadania – Pela Isonomia dos Direitos!

2010 - Vote Contra a Homofobia: Defenda a Cidadania!

2011 - Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia!

Comentários (37)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 15-11-2011 às 12:16 Dara Danonela
    Adoro a Parada mas os danos que ela tem causado a São Paulo não podem ser negados.Nunca houve tanta homofobia como hj onde gay não pode caminhar pela Paulista depois da meia noite sem levar porrada. O mais justo seria tirar de vez o tom de protesto, a suposta luta pelos direitos gays e assumir de uma vez que é uma micareta gay. Assim todo mundo olharia o movimento com bons olhos e iria lá se divertir. Famílias e crianças não compareceriam para ver o movimento. Adoro a festa da Parada em São Paulo, a pegação que rola solta e bem promíscua(afinal o povo vem de longe para trepar na Paulista),gosto das palhaças fantasiadas, gosto do monte de bofe disposto a uma rapidinha...O problema é misturar isso com discurso político para represntar uma classe: sai tudo muito torot e ofensivo, causando mais preconceito,conflitos e revolta,depois é olhos roxo na certa. Menos hipocrisia, em São Paulo Parada Gay é so folia
  • em 13-11-2011 às 16:09 EDUCARIOCA
    Gente, prestem atenção em uma coisa! A Parada Gay é simplesmente um carnaval fora de época. Não dá para dizer o contrário. É diversão, alegria, música, ... Não cumpre com o seu propósito de manifestação para os direitos dos homossexuais. Ponto! Isso só vamos conseguir com informação. O dinheiro que se gasta com a Parada Gay, poderia estar sendo melhor usado em campanhas chamando a atenção da sociedade para os direitos dos homossexuais. A Parada Gay, enquanto carnaval fora de época, pode existir. Desde que, a prefeitura dê todo o suporte e segurança para que não aconteçam desgraças como tem acontecido.
  • em 13-11-2011 às 07:55 Viva a Parada da diversidade
    Em uma Parada, nfelizmente, atitudes inpensadas daqueles que acham que ser gay é expor seu lado devasso em público, quando famílias vão para prestigiar-nos e se envergonham ao ver cenas de repúdio, e acabam estigmatizando todo um grupo social, porém a Parada não se resume a cenas obscenas, há alegria, som de boate, carnaval fora de época, turistas, curiosos, minguados protestos e movimenta toda uma classe de trabalhadores e um aumento no faturamento de empresas. Falta de ética e pudor está em todos os nichos. Não diria que todos os gays discretos sejam ordeiros e prudentes, condenando os afeminados por desordem pública. Temos de respeitar nossos irmãos travestís, os afetados por natureza, assim como os machos, lógico, desde que façam por merecer. Quanto à condição social, MundoMais sendo um site pago, porém com 80% de acessibilidade gratuíta, têm além dos veados ricos, os médios e os pobres e que a dignidade depende do caráter de cada elemento das classes.
  • em 12-11-2011 às 17:21 EDU CARIOCA
    Existem mais gays no mundo do que todos podem imaginar. Até os gays com o seu famoso radar "gaydar", não podem assegurar quem realmente é gay. E sabem porque isso!? Duvido que as bichas ricas, inteligentes, pegadoras, .... daqui do site sabem! Porque uma quantidade incalculável tem vergonha das bichas escandalosas, do sexo gratuito, dos gestos afeminados e forçados, ... Eles não tem vergonha de ser gay. Eles não vão poder fugir desse sentimento!!! Esses certamente estão vencendo na vida, com postura adequada e por méritos próprios. Já aquelas que vão se exibir na parada gay, mostrando para o que vieram ao mundo "fazer sexo na rua para levar porrada e depois mostrar a cara toda inchada nos jornais e tv", certamente vão ser isso até o fim da vida!!! À todos aqueles que respeitam o próximo, que tem um ideal na vida, que lutam com honestidade para serem respeitados, ... aqui deixo o meu respeito e carinho! E a esses eu já peço desculpas se ofendi!!!
  • em 11-11-2011 às 12:20 Sirica Redonda
    Ah, e o que quer dizer com inconcientemente rica?
  • em 11-11-2011 às 12:19 Siririca Redonda p/ a que se acha
    Faz me rir alienada! Que figura dantesca...Vá vestida de Sherazade na Parada que é bem a sua cara. Cuidado, pois a sua loucura está muito explicita. Cada vez que entro aqui me deparo com mais sandices. Pegou o proprio texto e fez alterações e depois ainda diz que sou eu...Me poupe,vá tomar um remedinho por que a senhora é louca. Aliás tem uma grande distorção de auto imagem...Busque ajuda.
  • em 10-11-2011 às 14:47 Coitada!
    Repetindo meu texto e acrescentando coisas de sua própria mente doentia. Argh! Adoro pessoas ricas decentes e não das que o são sem merecer e desprezam os menos privilegiados! Para esse trem, querida!
  • em 09-11-2011 às 16:35 P Recalcada
    Se liga, metida a rica, sonhadora! Acha-se o máximo porque conheceu países no mundo. Grande bosta! A inconscientemente rica, que não percebe o quanto é pobre! Hoje em dia, qualquer brasileiro com um dinheirinho a mais e sem ter o que fazer na vida, viaja. Vai aprender um pouco de cultura e se reeducar para ter mais classe e saber viver. Alucinada! Repito o que eu disse porque eu posso! Detesto gente rica, prefiro um trabalhador braçal me levantando...
  • em 09-11-2011 às 16:32 lendro sp
    Concordo com os posts inteligentes dos colegas ae.. realmente a parada gay não reinvindica absolutamente nada.. FICA AQUELA COISA HORROROSA NOS TELEJORNAIS DA NOITE, OU SEJA, AS DRAG QUEEN SE ACHANDO O MÁXIMO, AQUELE MONTE DE PELANKA QUE NEM O Dr. Hollywood DÁ JEITO E OS "BOMBADÃO" SE SENTINDO A ÚLTIMA GOTA DO OCEANO EM CIMA DAQUELES TRIOS...Acho que é possível fazer um protesto decente..ou seja, todo mundo bonitinho de camisa, mostrando que tem foco e sabe aonde quer chegar... Do contrário a sociedade vai continuar achando que os gays são promíscuos mesmo.
  • em 09-11-2011 às 16:02 Deco da Frei p o Ai eu posso
    Carinha me identifico com você. Também acho todas essas bichas que ficam comentando aqui umas fracassadas e sem estudo. Quem tem tempo para ficar entrando aqui não deve mesmo ter coisa melhor para fazer,né? Amo a Parada,malho o ano todo para poder ficar sem camisa e sempre sou elogiado. Enquanto estiver solteiro marcarei presença na Parada porque sempre encontro rapazes atrás de sexo rápido. E vamos fazer o que se gays são isso mesmo: travestis,drags,tias velhas e feias,portadoras, pobres,fedidas ,porque somos mesmo a margem da sociedade(com raras exceções) e a parada mostra sem medo quem somos.Inclusive com muitos viciados em sexo,com sexualidade exibicionista e doentia,precisando mesmo de tratamento clínico...Tudo reflexo da vida dificil que levamos. Que eles nos engulam na Paulista trepando a céu aberto. Vamos mostrar para que viemos!
  • Mostrar mais comentários...