Assine o MundoMais

Triagem homofóbica

Polícia apura denuncia de discriminação e homofobia no único shopping de Piracicaba, SP.

por Redação MundoMais

Segunda-feira, 12 de Março de 2012

Felipe Bicudo e Bruno Campos acusam o shopping de atitudes homofóbicas.Felipe Bicudo e Bruno Campos acusam o shopping de atitudes homofóbicas.

A Polícia Civil de Piracicaba, interior de São Paulo, investiga uma denuncia de discriminação e homofobia contra o único shopping center da cidade. Um grupo de gays registrou boletim de ocorrência porque, segundo eles, foram barrados na entrada do local e receberam de um funcionário a alegação de que o centro de compras faz uma “triagem” para selecionar o público.

O autônomo Felipe Junior Bicudo da Costa, de 23 anos, e o estudante Bruno José Campos, de 22, procuraram a polícia na sexta-feira (2) para relatar o ocorrido no dia 24 de fevereiro. Nós fomos barrados ainda no estacionamento. O segurança disse que cumpria ordens e então procuramos a administração, relata Costa.

E este não é o único relato. O professor universitário Rodrigo Moda conta que na última semana tentou entrar no shopping com o namorado, mas também foi barrado na entrada. Quando eu cheguei já havia um tumulto porque eles estavam barrando outras pessoas. Então, eu disse que queria entrar para jantar com meu namorado e ele disse que eu não podia, conta.

Turma do rolê

Segundo Campos, que pertence a uma organização não governamental (ONG) dos direitos dos gays, lésbicas e simpatizantes, a “triagem” vem ocorrendo há pelo menos um ano e os principais alvos são os jovens que se reúnem todas as sextas em frente ao shopping e se autodenominam “turma do rolê”.

Campos afirma ter uma gravação na qual um funcionário da administração do shopping diz que não pode liberar a entrada de todos aqueles jovens porque muitos deles estariam, para o funcionário, envolvidos na venda de drogas e atos de vandalismo.

Teoria derrubada pela major da Polícia Militar, Adriana Sgrigneiro, que garante que não há registros de ocorrências de caráter criminoso com o grupo que se reúne ali. É uma criançada, molecada só. Pela falta de opções culturais da cidade, eles se reúnem ali. Mas a maioria é de bairros periféricos e depende de ônibus, então, não fica até muito tarde, disse.

Caso de Polícia

O professor doutor da Faculdade de Direito da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), Everaldo Tadeu Gonzales, explica que, se confirmada, a atitude fere a constituição, caracteriza crime de racismo e é passível de multa para o estabelecimento.

Pelo artigo quinto da Constituição Federal, todos são iguais perante a lei. Não podemos discriminar ninguém. E um estabelecimento que proíbe a entrada de qualquer tipo de pessoa, inclusive homossexuais, está cometendo crime e poderá responder perante a polícia, explica.

A delegada do caso, Eliana Rodrigues Carmona, do 4º Distrito Policial de Piracicaba, registrou o caso como injúria e informou que fará uma investigação para identificar o autor, ou seja, quem é o funcionário que barrou o grupo na entrada do shopping.

O crime de injúria depende da intenção das vítimas em representarem criminalmente. Identificado o autor, se for interesse deles, será feito um termo circunstanciado e o caso será enviado para o tribunal de pequenas causas, informou.

Gonzales explica, entretanto, que além do funcionário, o shopping também pode ser responsabilizado caso fique constatada a prática. Ele pode ser condenado a pagar indenização por danos morais, explica.

Outro lado

Nenhum diretor do Shopping Piracicaba quis dar entrevista, mas a assessoria de imprensa do centro divulgou nota na qual nega que haja a citada “triagem” e garante que não há restrição de acesso em nenhuma das entradas, em nenhum dia da semana. A administração informa, ainda, que vai “averiguar com rigor os procedimentos e seguranças envolvidos” e que o shopping “repudia toda e qualquer ação preconceituosa, seja de raça, credo, opção sexual ou classe social”.

Fonte: G1
Comentários (25)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 20-03-2012 às 00:27 Para Ivana
    Ivana, quer livros didáticos pra ler??? Sou professor. Tenho bastante pra vc, quer? Sua loka...
  • em 17-03-2012 às 18:34 guilherme de piracicaba
    se vc gosta tanto de ler livros didaticos, pq fica caçando no banheiro???? e outra se vc é tão culto como diz, pq fica exitado com qualquer um no banheiro, e já sai beijando????? assuma q está errado e pare de tentar transferir sua culpa para os outros.
  • em 15-03-2012 às 09:06 Ivan
    As pessoas referem-se ao ato de, de repente, durante uma compra você entra em um banheiro, sem a real intenção de caçar, e se depara com um cara simpático, excitado e lhe insinuando, e, vem o interesse imediato e por um súbito, se aproxima e acaba rolando um contato vigiado, rápido, e o beijo, e já julgam-me como o que faz a linha banheirão. Para seus governos, não tenho coragem de fazer como muitas bichas, velhas ou não, aposentadas ou não, que sentam em bancos próximos a banheiros de praças, shopping ou rodoviárias e ficam ali, nas nuvens, na expectativa de entrar alguém interessante e ir atrás. Prefiro ler um livro, estudar um didático ou ver um filme, ou se o tesão estiver no ponto forte de libido, ir em lugares mais adequados, ou quem sabe nos próprios banheirões da vida, mas de passagem, pelo acaso. O que, de fato aconteceu comigo no shopping, vou tentar tirar a ambiguidade do argumento: o beijo já havia rolado e o rapaz ido embora, pois percebia em si que estava ressabiado por talvez já conhecer a rotina dos seguranças. Eu estava no box, sózinho, urinando, quando de repente um segurança, com o cacetete, deu uma batida na porta do banheiro e forçando a sua abertura; foi aí que eu lhe chamei mal educado, quando ele se desculpou dizendo que reclamaram de haver homossexuais no banheiro. Foi aí que procurei a administração para reclamar do episódio. Se não foi o bastante para entenderem, interpretem da forma que queiram. Ah! E dizer que o termo culto "blasé" e bem explicado nos bons dicionários é chucro, que nem quem é do interior o use; desculpe-me, mas devo discordar e dizer que o seu vocabulário é pobre. Outra coisa, as pessoas que geralmente julgam certas condutas, como a de quem caça em banheiros, é porque entendem bem do assunto e, até, fazem parte dele.
  • em 14-03-2012 às 21:09 BETO AMERICANA - PARA IVAN
    POIS É DONA IVANETE, PELOS COMENTÁRIOS VC VÊ QUE A GRANDE MAIORIA NÃO CONCORDA COM A SRA. PORQUE? PORQUE A MAIORIA SÃO PESSOAS SENSATAS, E DE BOM SENSO, ACORDAAAAAA ALICE , A SRA. ESTA ERRADA O SEGURANÇA ESTA CERTO, CERTISSSIMOOOOOOO, BJOS QUERIDA, E SEJA MAIS DISCRETA QUANDO FORA BEIJAR (CAÇAR) OUTRA DENTRO DO BANHEIRO...
  • em 14-03-2012 às 13:00 Dara Danonela
    vou abrir meu coração, sou lindo de um jeito que nào gostaria de ser , sou másculo ao extremo, machão padrão,voz grossa, corpão forte, tudo isso quando não estou montada no salto. Imagina o que acontece comigo? Tenho nojo de mulher. Jamais transei com uma ou farei isso. só de pensar tenho ódio. Mas todo dia levo cantadas de mulheres loucas por um amcho. São cantadas agressivas e como as desprezo elas ficam loucas, já tive muitos problemas por causa de malucas apaixonadas por mim. E isso, com certeza, todas vcs gays defensoras do mundo heterossexual devem achar normal. Uma vadia destruindo a vida de um gay porque ele não a qr. O mundo heterossexual tá aí configurado, a gente tem mais é que se apoiar e se dar força para criar o nosso espaço. Eu queria tb ter a chance e o direito de dar uma bofetada nessas amapoas que ficam de zanza pro meu lado. Mas tenho que respeitar os desejos heteros, que eles nos engulam. Happy pride sempre! sorte aos gays!
  • em 14-03-2012 às 09:14 p/ Ivan
    Cara, a unica pessoa q tá se fzdo de vitima aqui é vc. Ninguem está falando q é Santo. Só pq alguns nao concordam com comprotamento promiscuo em lugares publicos e frequentados por pessoas de todas as idades nao siginifica q se deve ser canonizado. Significa q se é uma pessoa sensata q respeita os outros e q sabe q há lugar p tudo. Nao é o seu caso. Vc transborda viadice em tudo q escreve aki, é mais uma dessas PCO afetadas q causam asco na maioria das pessoas. É bem a linha banheirao mesmo.
  • em 14-03-2012 às 03:46 Linx
    Henrique 23 .. Em que mundo vc vive ? Heteros sao mais felizes aonde ?.. Sao mais hipocritas isso sim.. Vc acha mesmo que eles nao ligam para aprencia kkkkkkkkkkkkkk querido vc fumou, Cheirou ou o que ? Hetero ou gay tudo da mesma linhagem... So que como as pessoas costuman estigmatiza .. Acaba sobrando para os gays.. Mas o nivel de infidelidade entre casais heteros e maior do que entre casais gays ..
  • em 14-03-2012 às 01:01 guilherme de piracicaba.
    o ivan, como eu já disse no sexto comentário, vc foi convdado a se retirar porque fez o que ñ devia, o shopping de piracicaba pode ser pqueno e do interior, e justamente por isso seu publico alvo são senhores e crianças, sou gay como já disse, vou lá sempre, o povinho do role e barra, mas eles ñ tem nada a ver com o seu caso, e outra como eu disse, so é convidado a se retirar quem merda faz, e vc fez, e confessou ai no seu comentario o bicha tonta, no banheiro seja discretamente ou não, ñ é lugar de dar beijos, é um local publico q exige respeito, e se a sua cidade é tão boa, volta pra lá, e para de arrumar confusão no shopping daqui, vc é aqueles gays com mania de perseguição, idiota e burra, e "blasé" dá licença, nem eu que sou do interior falo isso né, mi poupi, agora vai arrumar um homem q te coma direito e pare de ir ao shopping, q lá e lugar pra gente q gosta de moda e de ccompras.
  • em 13-03-2012 às 23:18 Henrique 23
    Ivan, você deve ser o típico homossexual que só pensa em gays bonitos e sarados, nem deve notar aqueles que são simpáticos e agradáveis, então não deve poder se quer avistar um gay bonito que mesmo dentro de um banheiro faz ali mesmo, já que não resiste, e ainda vai fazer reclamação. Cara, tudo bem se você é igual a maioria dos gays que só pensa em beleza, mas convenhamos, banheiro não é lugar para dois homens, duas mulheres ou heteros beijarem-se. Por que os gays só pensam em beleza meu Deus. Às vezes tenho vontade de cometer suicídio por eu ser gay. Os heteros são tão diferentes e felizes.
  • em 13-03-2012 às 21:59 Ivan
    Se as pessoas tivesse ao menos um certo nível em interpretar textos, não ficariam falando pela ventas por aí. Odeio caçassão em banheiros públicos, prefiro ir a um cinema, sauna ou até no bosque da minha cidade. Fiz um comentário em relação aos gays que gostam de caçar nos banheiros, mas são discretos em seus atos, e disse de uma situação acontecida comigo, porém, rara porque se quer tenho tempo de ficar nesses locais, e vêm certos homossapiens distorcer o assunto e se dizerem os politicamente corretos, e de fato são os que se fazem de vítimas e santinhas do pau oco. Cruuuuuuuuuuuzes! Livrai-me, Deus, dessas pessoas insípidas, vagas, sandeias e blasés.
  • Mostrar mais comentários...