Hostel São Paulo (Parte 1)

por Rafael

Sexta-feira, 05 de Junho de 2009

Estava procurando algo mais animador a minha ida a São Paulo, sempre no mesmo hotel, no quarto sozinho, solidão à noite. Em um bate papo com um amigo meu, ele me contou sobre os albergues. Gostei da ideia e resolvi experimentar. Em uma breve busca, achei dois Hostels (albergues). Um me achou a atenção por estar próximo a Av Paulista. Vi algumas fotos e fiz a reserva. Iria ficar na capital por 5 dias fazendo um curso. Bom, eu me chamo A. H., tenho 26 anos e estudo jornalismo. Tenho 1,85 de altura, peso 90kg, tenho um corpo legal, malho há dois anos, uma vez por semana.

Cheguei ao hostel na parte da tarde, por volta das 17h. Fui recebido por cara super simpático e bonito, e ele me levou até o quarto onde tinha mais duas pessoas. Me acomodei e fui tomar um banho. O banheiro era coletivo, tinha um rapaz tomando banho, o cumprimentei, tirei minha roupa e entrei no box. Fiquei de olho nele, não deu para ver muito o pau dele, mas a bunda dele era muito gostosa, marquinha de sunga, lisinha, pernas definidas...

Acabei de tomar meu banho e estava meio excitado. Resolvi trocar de roupa no quarto e, quando abri a porta, o carinha do banheiro estava dentro do meu quarto, na cama na minha frente. O cumprimentei novamente, sentei na cama e tirei minha toalha, mostrando meu pau para ele que estava meia bomba. Ele não olhou diretamente, mas não fiquei encarando para dar uma oportunidade dele olhar sem ficar com vergonha, me levantei ficando pelado na frente dele e estendi minha mão para ele falando meu nome. Ele apertou com muita força minha mão e disse que chamada Italo. Ele não olhou para baixo neste momento. Então, vesti minha cueca e continuei me vestindo com calma e conversando com ele. Ele era de Manaus e iria passar uns dias em São Paulo. Eu tinha que ir para o curso. Então, me despedi dele e saí. Na saída - claro - pisquei o olho para o recepcionista falando: valeu!.

Retornei por volta das 22h30. O recepcionista gatinho ainda estava lá. Uma breve conversa com ele, e subi. Entrei no quarto estava o Italo e o outro carinha com o nome de Jaime (toda cama tem os nomes colados) deitados e quietos. O Italo parecia que estava de cueca e com lençol somente na bunda. O Jaime cobrindo das pernas. Ele era gatinho, novinho. Deveria de ter uns 20 anos. Era meio gordinho, mas muito gato.

Tomei um outro banho. Desta vez, o banheiro estava vazio. Voltei ao quarto de cueca e, desta vez, de pau duro. Entrei com a luz apagada, tirei a toalha, e fui dobrando minha roupa. Fiz um pouco de barulho proposital ao abrir o armário,. Guardei minha roupa e peguei um short largo para dormir. Retornei à cama ainda pelado com o short na mão. Arrumei minha cama e deitei. Estava morrendo de tesão e resolvi tocar uma, mas por baixo do lençol. O Jaime se mexeu, se levantou e foi ao banheiro. Notei que ele estava meio excitado, mas fiquei com medo de tentar algo. Ele voltou e ficou um tempo na porta com ela aberta e entrou depois. Notei que, como eu estava de frente à porta e com a luz do corredor, ele tentou me ver ou ver que eu estava fazendo, mas ele se deitou e virou para o lado. Acabei não gozando e dormindo.

No outro dia, quando me levantei, os dois já tinham saído. Fiquei o dia todo pensando na cena do Jaime na porta. Novamente, chego ao hostel às 22h30, e encontro o recepcionista. Ele tinha cabelos grandes, aparentava ter um corpo legal, era super simpático comigo. Subi e estava o Jaime e o Italo conversando os dois debaixo do lençol. Cumprimentei os dois e fui tomar um banho, mas tirei a roupa no quarto, ficando somente de cueca. Estava com uma sunga vermelha, enrolei na toalha e fui. Não demorei muito e voltei com o pau meia bomba. Foi difícil deixar ele assim, mas entrei no quarto com a cueca na mão. Os dois conversando, entrei na conversa. O assunto era Floripa. O Italo tinha acabado de chegar de lá. Fiquei super curioso nas dicas e entrei no papo. Depois de um tempo, me levantei e, na frente do Jaime, tirei minha toalha. Na hora, ele parou de falar por uns segundos. Meu pau estava mole, mas estava lisinho. Me virei. O Italo também estava parado. Fui em direção ao armário naturalmente e peguei meu short.

Voltei com ele na mão, sentei na cama e me cobri com o lençol. Aí, pronto! Já estava ficando excitado, mas continuando com o papo. O Italo falou que deu um curso de defesa pessoal em Floripa. Entrando no papo de defesa, o Jaime pediu para mostrar como se safar quando cara te pega com uma gravatada. Parecia zuação comigo. Eu estava pelado, de pau duro, e o Italo em pé de cueca me pedindo para ficar de pé. Me levantei dando as costas para o Italo. Ele chegou por trás de mim, me pegando e dando uma gravata. Putz! Meu pau ficou mais duro ainda. Latejava de tesão. Italo me pedindo para tentar sair e meu pau balançando. Eu via tudo em câmera lenta.

Jaime se levantou, pegou no meu pau e começou a chupar. O Italo viu e me soltou na hora, descendo as mãos no meu peito, passando pela minha bunda. Fui ao delírio na hora! Me afastei e perguntei se não era perigoso. Italo me puxou, dizendo "não esquenta, relaxa...". Peguei ele no beijo. O Jaime, de joelhos, chupando meu pau e do Italo, que era um puta pinto, meio tortinho para o lado, sacudo e com uma moita de cabelo. Italo pede para me chupar. Etavam o Jaime e Italo disputando minha rola com a língua. Jaime saiu e foi ao armário pegar camisinha e lubrificante. Se lambuzou, e me pediu para comer ele ficando de frango assado na cama.

Coloquei a camisinha e fiquei batendo meu pinto do cu dele, colocando e tirando a cabeça. De cara, coloquei tudo para dentro com ele querendo gemer e ficando em silencio. Italo estava atrás de mim, tirando um sarro na minha bunda. Sem me pedir, passou lubrificante no meu cu e colocou seu pinto na porta. Nunca senti uma sensação tão boa quanto esta. Me arrepiei quando ele colocou para dentro. A dor se misturou com o tesão e eu pedi mais. Ao mesmo tempo, metia mais no Jaime. Gozei de tanto tesão, mas continuei metendo no Jaime, fazendo ele gozar.

O Italo pediu para meter nele para fazê-lo gozar. Ele ficou de frango assado. O Jaime foi na frente e meteu nele de uma vez, metendo forte e rápido. Jaime saiu e me deu a vez. Fiz o mesmo. Italo estava de punhetando de tesão. Jaime passou uma perna por cima do Italo e colocou o pau dele na portinha do Italo com meu pau lá dentro. Eu tirei meu pau e colocamos as duas cabeças juntas. Quando entrou, Italo pediu para parar e gozou. Não me aguentei, e bati mais uma em cima dele. Jaime ficou me beijando e colocando o deto no meu rabo. Não demorei muito. O Italo veio de boca no meu pau quando gozei.

Estava todo lambuzado e fomos tomar um banho. Detalhe: os três pelados atravessando o corredor para entrar no banheiro. Tudo bem, a porta era de frente ao do quarto, mas era um risco assim mesmo. Quando eu entro no banheiro, tinha um cara fazendo a barba. Eu parei, mas o Italo e Jaime me empurraram para dentro e, fechando a porta sem ver ele, entrei no prmeiro box, que era próximo à porta. Sem graça, o cumprimentei. - Tudo bem? - Sim, tudo! respondeu. Nem vi que os dois fizeram. Sei que este cara demorou para sair dali. Quando ele saiu, rapidamente, eu saí do box e corri para o quarto. Entrando, fui logo para a cama, me cobrindo e vestindo o short. Depois entra os dois rindo do ocorrido e de mim. No final, acabei rindo também e fomos dormir. De manhã, novamente, acordei, mas os dois já tinham saído...

Nota:

Bom, vou partir esta historia em três partes. Posso adiantar que, neste dia, o cara do banheiro contou para o recepcionista o que viu. Quando cheguei, o recepcionista veio falar comigo e me chamou para conversar na lavanderia. Me gelei todo na hora, mas ele estava afim mesmo de um sarro. O cara do banheiro peguei no meu último dia no hostel e, para completar a viagem, transei com um senhor no ônibus, voltando para o Rio. Conto tudo nos outros contos.

Meu MSN: adribh@hotmail.com

Comentários (9)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 05-01-2019 às 12:19 Alan
    Meu zap 71 98831-1020 podem me adcc queria saber informações de um hostel bom pra ficar.
  • em 05-01-2019 às 12:18 Alan
    To indo pra sampa passar 6 dias. Qual nome desse hostel? Meu e-mail
  • em 04-06-2018 às 07:04 Claudio
    Qual hostel vc ficou? Um amigo meu ficou em um lado da paulista e rolou duas vezes c ele.
  • em 04-06-2018 às 07:03 Claudio
    Cara queria saber resto da historia. Ja rolou lance comigo em hostek tb e achei sua historia massa.
  • em 21-12-2011 às 01:15 FOR MAN
    quero saber mais sobre o recepcionista do hostel conte-me mais
  • em 22-09-2011 às 17:43 Reanto
    que albergue ´este, cara? dá a dica ...
  • em 17-07-2011 às 22:40 AOhmLKKcnfOjCmR
    Stands back from the kyeborad in amazement! Thanks!
  • em 12-03-2011 às 00:42 nichollas
    puta da hora Queria eu participar...
  • em 13-08-2009 às 13:25 Paolo Rambald
    Que sacanagem gostosa.....Hummm.....q excitação