Papaizão no Cinemão

por Amigo Fortal

Terça-feira, 08 de Dezembro de 2009

Tive uma boa experiência que me rende frutos até hoje, por isso estou aqui relatando os fatos, principalmente para aqueles que tem preconceito ou medo de arriscar. Tenho 25 anos e preservarei a minha identidade e a da outra parte envolvida.

Tudo aconteceu em um conhecido cinema pornô da cidade de Fortaleza-CE. Eu havia chegado há poucos instantes e resolvi dar uma circuladinha pelos corredores laterais. Havia poucas pessoas no cinemão naquele dia.

De repente, observo um homem que achei interessante na parte de trás. Chego mais perto e constato que se trata de um jovem senhor, forte e bonito. Como eu também gosto de homens mais velhos resolvi sentar ao lado dele e pude perceber que ele não rejeitou a minha proximidade. Muito pelo contrario, começou a me encarar.

Resolvi chegar mais perto e coloquei a mão entre as pernas dele. Ele não estava com o pau pra fora, mas eu senti um delicioso volume por cima da calça. Pude observá-lo melhor estando bem perto, e vi uma aliança reluzir em meio à penumbra. Constatei que era um homem casado a fim de uma gostosa sacanagem extra-conjugal. Era um homem que me pareceu ter uns 46 a 50 anos, forte, tinha uma leve barriguinha durinha e sexy, pêlos no peito e nos fortes braços roliços, estava com a barba por fazer, realmente um belo exemplar de macho.

Resolvi arriscar e chamá-lo para subir para uma cabine. No começo ele não gostou muito da idéia, mas depois ele me fez uma proposta. Só iria comigo para a cabine se eu deixasse ele gozar em minha boca, pois ele queria me ver bebendo o seu leitinho de macho bem quentinho. Aceitei a condição e ele atendeu ao meu pedido, e fomos para uma cabine.

Chegando à cabine, tranquei a porta, acendi a luz e sentei-me. Ele se posicionou à minha frente começou a desabotoar o cinto. Naquele momento eu torci para ter feito a coisa certa, pois dizem que homens gordinhos tem pau minúsculo. Continuei a observar ele desabotoar a calça, baixar o zíper e ficar só de cueca. Vi um volume considerável. Ele enfiou a mão dentro da cueca, e para a minha surpresa, puxou um cacetão enorme, grande e grosso, todo trabalhado em veias. Segurou o pau já completamente duro e encostou em meus lábios. Senti o pau ardendo em brasa tocar em meus lábios com aquele delicioso cheiro de pica, e não resisti... caí de boca passando a linguinha em cada detalhe, me arrepiando de tanto desejo, sentindo o gosto daquela pica, daquela cabeçorra gostosa e macia. Ele segurou a minha cabeça e começou a fazer leves movimentos de vai-e-vem com o pau na minha boca, como se estivesse fodendo a minha boca. Depois ele sentou-se no banco e eu continuei a ordenhar aquele cacetão enquanto ele dizia que a minha boca era quentinha e molhadinha.

Passei um bom tempo brincando com aquele mastro, descendo a linguinha pelo saco, passando pelas virilhas, fazendo com que aquele macho se arreganhasse todo pra mim. Enfiei a cara no sexo dele, passando a linguinha no períneo. Eu estava completamente inebriado com o cheiro dos feromônios daquele macho. Um leve cheiro de suor com testosterona mexia com a minha cabeça e começei a sugar e chupar com força aquela parte lisinha abaixo do saco, fazendo com que o coroa gemesse de tanto prazer e abrisse as pernas cada vez mais. Eu chupava e lambia enquanto acariciava as coxas grossas e durinhas do coroa perfeito, quase um urso. Ele gemia e falava que gostava do jeito que eu fazia, bem putão!

Em seguida coloquei uma camisinha no cacete dele e lambuzei o meu cuzinho com um sachet de gel KY que eu sempre carrego para um caso desses. Pedi que ele permanecesse sentado. Daí comecei a sentar lentamente no pau dele, fui descendo aos poucos, no meu ritmo. O que não foi nada difícil, pois o pau ele se mantinha ereto, duraço, latejando de tesão.

Quando eu consegui sentar completamente, comecei a leves movimentos de sobe e desce. Havia instantes em que eu descia e parava com o cacete atolado dentro de mim. Continuei por um bom tempo até amaciar meu cuzinho por completo. Chegou o momento que eu esperava... Meu cuzinho já havia dilatado e o pau já entrava com facilidade. Levantei e pedi que ele me fodesse. Fui atendido de imediato. O coroão enxuto e gostoso pediu que eu ficasse na posição de quatro, encaixou a cabeça do pau e meteu de uma vez. Segurou na minha cintura e mandou ver... Começou a bombar forte... Ele gemia feito um louco... Me comia como se estivesse há um ano sem trepar, com uma fome e um desejo incontrolável. Ele rebolava com tamanha destreza e enfiava o pau em mim com gosto como se quisesse entrar todo dentro de mim.

Variamos algumas posições, até voltarmos à posição de quatro, na qual ele mais uma vez fodeu com gosto. Era alto o barulho das estocadas que ele dava em mim, da sua pélvis batendo em minha bunda. Até que ele avisou que iria gozar. Retirou o pau e puxou a camisinha rapidamente, pediu que eu sentasse e abrisse a boca. Enconstou a cabeça do pau em meus lábios e começou uma punheta para logo em seguida explodir fortes jatos de porra, do seu esperma grosso e quente. Um jato de esperma caiu fora da minha boca, em meu rosto, e ele passou a cabeça do pau na gala como se fosse uma colher e recolocou em minha boca, dizendo que era pra tomar tudinho. Depois eu ainda chupei o pau dele gozado. Depois de toda a transa, trocamos os números de celular para marcarmos outras vezes, o que de fato aconteceu.

Depois de algum tempo ele me segredou que não estava mais transado com a sua esposa, pois queria guardar todo o leitinho pra mim, até porque ele foi perdendo o interesse por ela. E me contou que o maior tesão dele é outro cara beber o esperma dele, que é uma tara. E de fato todas as vezes que transamos ele gozou em minha boquinha. Na hora de gozar ele faz como um ritual, o maior prazer dele é ver a pessoa tomando o seu leitinho. Estou com ele até hoje, e fazemos exames de saúde de 3 em 3 meses para garantir as nossas deliciosas brincadeiras. E o que é melhor... Hoje tenho um pau só pra mim! rsrsrs...
Comentários (52)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 09-02-2019 às 16:50 Alan
    Que delicia. Sonho com um macho assim. Adoro casados e peludos. Tenho 19 anos incompletos. Já dei o cu várias vezes, mas pra peludo e de pau grande foram só 2 vezes. A última inclusive foi com um delegado super peludo. Pra aguentar o pau dele dentro de mim foi muito difícil devido a grossura e tamanho. Não medi, mas era imenso. Este gizou na minha boca. Este fez eu beber na marra. Adorei o gosto da porra. Adorei sua história também. Beijos
  • em 29-07-2018 às 12:03 sili
    gostei do conto, desde muito jovem que gosto de homens corpolentos e já bastante maduros, e de preferencia peludos adoro ser a femea dum macho assim. e gozada na boca adoro
  • em 12-04-2018 às 09:09 Neidson de salvador
    71991364104
  • em 25-11-2015 às 12:32 Casado - Caiobá - PR
    Bom conto
  • em 04-03-2014 às 18:51 toninho (diadema sp. abc.)
    nossa, que delicia, eu procuro um koroa assim, pra ser só meu, e que seje só ativo, adoro mama bem gostoso, sinto falta de mama uma rola....
  • em 15-12-2011 às 09:39 Fabio Meirelles
    Que cara maluco,vai logo tomando o esperma de um desconhecido e so depois se preocupa em fazer exames a cada tres meses. A vida e a saude é mais importante do que qualquer prazer,lembrem-se disto pessoal.
  • em 30-08-2011 às 09:00 Euller fortaleza
    Vcs só esquecem de uma coisa: Doenças, hiv, hepatite, sifilis, tudo se pega em uma chupetinha também, então...CUIDADO galera!
  • em 30-06-2011 às 03:07 dúvida???
    ele tinha a barriga dura ou era gordo? Porque você entrou em contradição colega ai tem algo kkkkk tá vendo tá loka ainda com a foda que nem lembra.... Kkk
  • em 17-05-2011 às 06:33 XWYXmcPKyI
    Wow! Great thinikng! JK
  • em 20-03-2011 às 22:31 anjoseduz@hotmail.com
    N gosto de conto contado por bixa.... só de caras... Quando fala, pica deliciosa, todo trabalhado em veias. .. Porra é..... fora isso,,, tava bom mesmo!!
  • Mostrar mais comentários...