Assine o MundoMais

No Horário de Almoço

Normalmente sou ativo, mas uma manhã estava no trabalho e senti uma vontade enorme de dar. Entrei no bate-papo e encontrei o cara perfeito para satisfazer esse meu desejo.

por Hummer

Terça-feira, 26 de Outubro de 2010

Tenho 25 anos, sou gaúcho e moro em Brasília. Tenho 1,75m, 73kg, cabelos crespos curtos, pernas grossas com pelos e corpo normal. Não sou o exemplo de masculinidade e tampouco saradão. Sou um guri normal.

Trabalho em um escritório onde fico sozinho a maior parte do tempo. Quase nunca tenho tempo para aprontar alguma coisa e quando apronto sou ativo. Só que nestes últimos dias entrei aqui no site e estava apreciando uns vídeos com caras que são versáteis no ato sexual. Isso me despertou uma vontade enorme de dar e comer ao mesmo tempo, só que o problema maior era onde e com quem. Os caras que conheci e que curtem ser versáteis sempre acabam por ser passivos e não sabem ser ativos (tipo, pegar de jeito sem forçar nada). Já estava há mais ou menos um ano sem dar para um cara. Assistindo aos vídeos, o tesão foi crescendo e crescendo. Como estava só no escritório, pensei em entrar na net e ver o que conseguia.

Depois de um bate-papo com alguns, nada rolou. Uns eram feios, outros gordões, outros casados, outros de programa e fui desistindo. Quando decidi sair da sala de bate-papo e bater uma para me saciar, um carinha puxou papo comigo numa boa e fui conversando. Disse para ele que minha intenção era dar, que fazia tempo que não dava e o local para fazermos isso seria no meu escritório. Não poderia ser nada muito demorado, só que também ele não podia ser muito afoito devido ao tempo que eu estava sem dar. Ele concordou e meu coração disparou na hora. Mas fui corajoso.

Nas vezes que dei, sempre sentia uma dor horrível e sempre parava na metade do caminho, voltando novamente a ser ativo. Eu sempre perdia o tesão no meio e meu pau broxava.

Perguntei para ele quantos centímetros tinha e a sua resposta fez o medo bater de novo: 20X5. Pensei: “Caralho, como vou dar para um cara que tem esse pau enorme?” Mas eu estava disposto a tentar.

Combinamos no horário do almoço e eu nem reparei na foto dele, só queria dar. Eram 10h da manhã, fui ao banco e no horário combinado, 12:15, ele me ligou para dizer que já estava no prédio onde eu trabalhava. Passei o número da sala e o andar. Quando ele chegou, uma surpresa: ele era lindão. Da mesma estatura que eu e cabelos bem baixos (devia usar máquina 2 ou 3).

Abri a porta e o convidei para entrar. Pedi para ele se sentar, tranquei a porta e apaguei as luzes. Quando me virei para ele, já fui logo beijando aquela boca gostosa. Tentei não pensar no tamanho do pau para não desistir. Que beijo maravilhoso! Ele me beijava com gosto, com prazer, com desejo.

Do jeito que ele estava sentado, fui tirando o pau dele para fora da calça. Estava meio mole ainda, mas quando dei um beijinho, o pau do cara ficou duraço bem rápido, me deixando ainda mais louco com a grossura e o tamanho. Adoro chupar um pau e sendo grande, melhor ainda.

Ele deixou eu chupar bem gostoso e sem pressa, sem forçar o pau na minha garganta. Depois me pegou de jeito, virando-me para que pudesse ver minha bunda e falando com uma voz grossa: “Que delícia de bunda é essa?” Foi um elogio tão gostoso que não pude recusá-lo. Só pedi a camisinha e fui beijando ele enquanto encapava aquele lindo pau.

Ele me perguntou como eu queria e eu disse para ele ficar sentado que eu queria ir devagar. Quando fui colocando, a dor foi enorme! Meu pau murchou na hora, mas não desisti. Ele me virou ao contrário, de frente para ele, e disse para eu ir bem devagar. Ele sabia ser carinhoso e ter calma mesmo.

Fui sentando e sentindo aquele pau enorme entrar devagar. Quando senti minhas coxas nas dele e o calor que elas transmitiam, fiquei com mais tesão ainda. Ele ardia em fogo, me beijando e me fazendo sentir uma vontade enorme de dar para ele. Aguentei fundo e sentei de uma vez! Foi maravilhoso a dor e o prazer do beijo, tudo junto. Ele me proporcionou delírios de prazer, misturado ao medo de alguém chegar.

Fiquei sentando e ele mexendo minha cintura para ficar rebolando naquele pauzão. Foi ótimo, quando me acostumei comecei a levantar e sentar muito. Não consegui por muito tempo porque a dor voltou e pedi para parar. Ele me levantou bem devagarinho e me colocou na mesa de frango assado. Puxou-me com uma vontade tão gostosa que, quando me dei conta, o pau dele já estava entrando de novo em mim. Que sensação maravilhosa! Inexplicável sentir o pau entrando sem ter dor. Ele colocou tudo dentro de mim e me beijava dizendo que faria com muito prazer e que minha bunda era tudo de bom e que ele não iria tirar o pau dali por nada. Ele foi metendo bem devagarinho e eu estava no paraíso, sentindo um pauzão dentro de mim e sem dor, somente prazer. Quando ele começou a meter forte, pedi para parar porque começou a doer de novo.

Ele tirou e me beijou, pegando-me pela cintura e me colocando de quatro. Apoiei-me na mesa e disse para ele colocar o pau dentro de mim de novo.

– Tem certeza? Não quer que eu pare? – ele perguntou com um jeito muito safado.

Nem respondi, apenas fiquei quietinho sentindo aquele pau enorme. Ele metia e beijava a minha nuca. Quando encostei no meu pau, não demorei para gozar.

Eu pedi para ele gozar, aí ele tirou, me entrelaçou nos braços e bateu até gozar. Quando ele gozou, me deu um beijo tão gostoso que pirei.

Fui ao banheiro, me recompus e nos vestimos. Conversamos por mais uns minutos e abri a porta para ele, não sem antes trocamos mais um beijo super atiçado com promessa de bis. Ele disse, antes de ir embora, que iria almoçar todos os dias ali perto para me comer de sobremesa.

Só que não tivemos mais tempo para ficarmos juntos, só promessas... Esta noite marcamos para nos encontrarmos na casa dele. Estou ansioso para ir...

Para quem quiser entrar em contato: mschummer@bol.com.br

Comentários (28)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 07-02-2011 às 17:11 Pedro Lima
    Adorei! Quero vc.
  • em 04-01-2011 às 12:34 Roxx
    Safadinha, minha linda, nunca ouviu falar em chuca? Tem que fazer antes de dar querida, higiene é bom e todo ativo gosta viu!! Merda na transa não rola, não mesmo!! Faça a chuca com a ducha higiênica ou com a mangueira do chuveiro, faça várias vezes até a água sair do cuzinho bem limpinha..
  • em 01-01-2011 às 13:17 SAFADINHA
    PESSOAL EU SOU UMA PASSIVA ME FALA UMA COISA QUANDO VCS DÃO SAI MERDA DO CU ?? POR Q NOS FILME Ñ SAI NADA POR Q ??
  • em 23-12-2010 às 01:03 lek_vp
    muito massa esse conto véio....aêêê qm tiver afim d um lek de 18 anos passivo naum afeminado metido a machinho mas q na real curte uma saknage no sigilo add no msn aêê.. lek_skng@hotmail.com flow
  • em 19-12-2010 às 01:31 Wooftysson
    Acho que ele era larguinho estava fazendo a linha apertadinha....kkkkkkk adorei o conto
  • em 16-12-2010 às 09:57 boyzimbsb
    Me identifiquei com o seu conto...passo pelo problema de não conseguir dar por causa do desconforto e da dor fico logo de pau mole quando tento...mas estou muito afim de dar aos interessados oten.ce@hotmail.com sudoeste!
  • em 15-12-2010 às 06:11 Gugu elektro house
    É RUIM HEIN DA O CÚ PRA UM KRA PAUZUDO. DAR PRA CARAS PAUZUDO SÓ PRESTA PRA DEIXA O CUZINHO DOS PASSIVOS FOLÓ DEUS ME LIVRE DE UM DIA EU DA PRA UM KRA PAUZUDO PRA MIM O MELHOR MESMO É SER ATIVO DA MAIS TESÃO!.. É ASSIM MESMO CADA UM TEM SEU GOSTO FLW!... GALERA
  • em 13-12-2010 às 21:58 Hermes
    Que delícia de conto...gozei pra cacete
  • em 01-12-2010 às 10:42 isaias
    adorei o conto cara!!! ativões de Beagá me add aew isaias.venancio@hotmail.com
  • em 24-11-2010 às 18:35 eduardo
    oi gente me add no msn eduardo.96edu_@hotmail.com
  • Mostrar mais comentários...