Assine o MundoMais

Benefício Trans

Empresas pagam pela cirurgia de mudança de sexo a seus funcionários nos EUA.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011

Perder um bom empregado ou pagar pela sua cirurgia de mudança de sexo? Essa foi uma dúvida que perseguiu grandes empresas americanas durante muitos anos.

De uns cinco anos para cá, as coisas mudaram. E hoje, grandes companhias, como Coca-Cola, Yahoo, American Express e AT&T estão expandindo a cobertura do seguro-saúde para atender empregados que necessitam mudar de sexo, já que uma cirurgia desse tipo custa $75 mil dólares (aproximadamente R$125 mil).

Gina Duncan (foto) foi uma das primeiras funcionárias do banco Wells Fargo a aproveitar os benefícios oferecidos pelo patrão. Ela hoje tem 55 anos e ainda trabalha no banco. O Wells Fargo incluiu o aumento da mama e a reconstrução genital entre as despesas cobertas pelo plano de saúde de seus empregados.Ela é muito grata aos patrões: Escuto tantas histórias de pessoas que eram como eu e que, por falta de apoio total, perderam a família, o emprego, os amigos e ficaram à margem da sociedade.

Diante da pergunta sobre quem tem direito ao benefício da cirurgia, uma executiva do banco esclareceu que a autorização dependerá de um diagnóstico médico. E só serão atendidas aquelas que realmente necessitarem de tratamento.

Mais empresas devem oferecer o benefício a partir deste ano, já que o Código de Igualdade Corporativa de 2011 da Human Rights Campaign vai exigir a inclusão da cirurgia de transgenitalização como um dos benefícios do seguro saúde dos funcionários. Algumas empresas demonstraram resistência com a medida, com medo de um prejuízo no orçamento, mas estimativas apontam que cada empresa de grande porte teria no máximo 3 funcionários transexuais que solicitariam o benefício.

Comentários (13)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 14-03-2011 às 16:18 Ricardo Pessoa Lindenberg, parlamentando, ou&
    CRIAÇÂO DE UM PARTIDO POLÍTICO LGBT Para que não hajam mais e maiores frustrações da comunidade, já é bom irem pensando em partido próprio, ora que tal? Demorou, né? Prometo dar meu maior rrrrrrraaaapoio. Mas saibam vocês, que não é tudo o que eu tenho para dar, tenho muito,mas muito mais mesmo. E como símbolo, o peru. Claro tem tucano porque não pode ter peru? Tem partido evangélico, porque não pode ter partido gay? Toni, vamo ver aí, menino!!!...As próximas eleições??? Já estou preparando os santinhos.Tem até música própria. Faixas exclusivas e tribuna, não é chique no úrtimo? Podemos até escolher a quem daremos alianças e a quem denegar coligação. Mas olha, Toni, nada de neopotismo, nada de fisiologismo, e sem tergiversar.E sim tudo como o preto no branco ou o contrário disso e muita ética. Não pretendo ser presidente , porém como secretário geral eu aceito meu nome.Quer o nome? Peçam as comentaristas deste e de outro sites do gênero que os amigos irão sugerir muitos. Abraços.
  • em 09-03-2011 às 00:55 CÁSSIO
    Vamos usar os termos corretos? Não existe cirurgia de mudança de sexo. O que há é a READEQUAÇÃO SEXUAL, ou seja, o sujeito transexual tem os órgãos genitais readaptados conforme sua orientação sexual. Isso após sério processo de acompanhamento psicológico e psiquiátrico.
  • em 01-03-2011 às 16:42 Rebecca Fernandes
    Gnt sou trans cabelereirae sempre fui feliz tanto na vida social como afetiva e com minha familia,apenas temos q viver nossa vida, e nao qerer alem disso,bjs a todos sejam gays ou heteros,
  • em 25-02-2011 às 12:43 Euzim
    Bem se vê que vocês não leem muito sobre sociedade e capitalismo. Achar que o EUA aceita gays é muita falta de informação. Lá existem ONGs sustentadas pelo governo que são exclusivas para combater os direitos dos homossexuais. Assistir o mundo da janela de casa só nos fazer ter pensamentos precários como esse que você sustentou.
  • em 25-02-2011 às 05:29 jr
    Tem que pagar no Brasil também!!!
  • em 23-02-2011 às 09:26 Baraúna Atenta
    Palmas para todos nós com essa conquista. Uma conquista da civilidade, dos direitos humanos, do respeito às diferenças. Quem lutou por ela só merece aplausos, e muitos. Vitória para todos nós, gays. Que alívio saber que nem tudo está perdido... Se isso não for mera estratégia mercadológica das empresas multinacionais, o capitalismo parece começar a deixar de ser um pouco menos selvagem. Empresas, podres de ricas, pagando cirurgias para troca de sexo...Que avanço... Que triunfo para todos nós. Fico imaginando esses companheiros, submetidos a tantos conflitos, que agora podem assumir a identidade física que lhes é inerente. Isso é maravilhoso. Parabéns a eles e a nós todos.VIVA A CIDADANIA e o respeito ao ser humano.
  • em 23-02-2011 às 00:14 Miguel
    eu tenho nojo de vc seu "Nojo" que preconceito é esse? aposto que deve ser uma maricona enrrustida que n pode se assumir para familia e queria estar na pela da bicha que fez a cirurgia....affff morreCapeta!!!
  • em 22-02-2011 às 18:01 nojoo
    credoo
  • em 22-02-2011 às 17:09 andre
    tem muita coisa ai que pra ser deiscutida tanto cm 1ª mundo cm empressas que ja estão bem sucedidas.o importante é que td que se faz la fora se copia aki dentro então espero que copiem isso deles demora mas quem sabe daki a uns 300 anos isso aconteça kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
  • em 22-02-2011 às 14:32 P/ Euzim
    Isso q vc está falando é relativo... Nos EUA em alguns estados é permitido o casamento gay (ou união homoafetiva) sendo q isso ainda passa longe da maioria dos países, incluso o nosso querido Brasil onde nem se pode ter um beijo homoafetivo na TV e a bunda das mulheres é escancarada na TV durante o carnaval... Além disso, culturalmente, sabemos q os homossexuais são bem mais respeitados nos EUA q em vários países da América Latina, então eu concordo com o comentário do Léo: 1º mundo né?
  • Mostrar mais comentários...