Assine o MundoMais

“Sou 80% gay”, diz vocalista do REM

Michael Stipe, 51 anos, declarou em entrevista a jornal britânico que odeia o termo bissexual.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 09 de Março de 2011

Michael Stipe: sexualidade sem rótulosMichael Stipe: sexualidade sem rótulos

Michael Stipe, vocalista do grupo R.E.M., afirmou ao jornal britânico The Guardian que é "80% gay", ressaltando que não gosta do termo "bissexual"."Eu odeio e me recuso a adotar o termo bissexual para mim. Não parece apropriado. Parece que é apenas um rótulo".

O cantor contou ainda como tem sido sua vida sexual. "Eu tive sexo com mulheres e gostava, até que conheci alguém e me apaixonei por ele, que agora é meu namorado", disse, referindo-se ao companheiro Thomas Dozol, que é fotógrafo.

"Em uma escala de sexualidade, eu me coloco em torno de 80% para 20%, mas eu definitivamente prefiro homens às mulheres", explicou Stipe.

O músico confessa ainda que cresceu em meio a sentimentos angustiantes e confusos sobre sua sexualidade. "Sentia que não havia espaço para mim. Por uns tempos sentia-me em conflito, depois veio a Aids que foi uma era que marcou profundamente as pessoas da minha idade. Foi difícil para mim ser franco e honesto acerca da minha sexualidade. E uma altura assustadora para pessoas que, como eu, não conseguiam fazer os testes anonimamente, sem sentir receio. Quero dizer, na altura, sob a posse de Reagan, onde chegou a falar-se em campos de internamento para quem fosse soropositivo. Até hoje nunca pude doar sangue à Cruz Vermelha porque tive sexo com um homem..."

O grupo R.E.M. acaba de lançar o seu 15º álbum, Collapse Into Now. Confira aqui o trailer:

Comentários (36)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 16-03-2011 às 14:18 Zomb
    Mais ridiculo ainda é você que nunca deve ter PARADO para ouvir R.E.M., nem sabe quem é/foi Michel Stipe e ainda por cima, fala do intelecto dos outros sem saber nem uma simples concordância da "sua" língua. Opaaa.. parei para ler outros comentários.. Acho que você não é único ridiculo aqui. ahshuahsuahsuahsaushuahsa Brasil, um país de todos... suhasausuhaushaushaus
  • em 14-03-2011 às 04:34 anonimo
    VC É RIDICU-LO ,RIDICU-LO,USAR O TERMO QUE ODEIO O TERMO BISEXUAL, VC ME DEIXE TEM PESSOAS QUE AINDA ESTAO EM UM GRAU POUQUISSIMO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO INTELECTUAL,QUE NAO SE CONFORMA COM A ELECAÇAO DE OUTRAS PESSOAS,PESSOAS ASSIM SAO PESSOAS DE MUNDINHO PROPIO E PEQUENO ALEM DE SEREM TÃO IGNORANTE,RSRSRRS BIIIIIIIIICHOOOOOONAAAAAAAAA.
  • em 14-03-2011 às 01:43 Paulinho BSB
    Há sim bissexualidade. Eu sou um exemplo disto, embora me declare homosssexual. E não tem nada a ver com galinhagem. Gosto de ser fiel a quem amo. Todos, homens e mulheres tem seus encantos e desencantos, mas estou a procura apenas de alguém que me ame pra eu amar. O que me faz ter preferência pelos homens, é o fato de eles serem mais transparentes e simples. A mulher é geralmente muito complicada e materialista, embora algumas tenham uma capacidade imensa de amar e isto me fascina. Meu tesão não é só carnal. Me sinto muito atraído por personalidades e almas quentes e do bem. Abraços e felicidades a todos.
  • em 14-03-2011 às 01:38 Para :)
    Ele disse que era 80% homossexual. Ou seja na escala de kinsey provavelmente ele obteria o grau 5 predominantemente homossexual, apenas eventualmente heterossexual. ;)
  • em 14-03-2011 às 01:30 Para Pedro
    Existe a escala criada por Kinsey. Vai de 0 à 6 onde 0 é exclusivamente hetero e 6 exclusivamente homo. Meu teste saiu 2,82 confirmando minha bissexualidade que já sabia. Não tem erro, se as respostas forem dadas com honestidade o resultado é certo. Para fazer o teste o site é esse: youthnetsouthampton.org.uk/breakout/kleingrid.php
  • em 14-03-2011 às 01:21 :)
    Essa bicha aí da foto com essa cara de passiva até a morte é Bi? Me poupem.
  • em 13-03-2011 às 17:24 Marcelo
    Olha, mais uma vez o preconceito dos gays com nós bissexuais, nem tudo na vida é 8 ou 80. Existe sim o meio termo SIM!!!! Gosto simplesmente das pessoas, independente daquilo que carregam nos vãos da perna, comigo rola tanto com homem quanto com mulher, aquela química, pele, aquela vontade de beijar. Isso é ser bissexual, isso é maravilhoso, mas é um problema também, somos questionados por heteros e homossexuais que não acreditam em nós. Acredito que existam muitos bissexuais entre os heteros e homossexuais. Tenho certeza que o mundo é BIssexual,uns tendem mais para um lado que o outro, mas todos nós temos uma sexualidade flex.
  • em 13-03-2011 às 16:38 Marcos
    Eu também não acredito nisso, esses que dizem que são bi, transam com mulheres forçando o pau na cama e pensando em homens; mas é mais cômodo se enganar do que aceitar esse fato. Mas não tenho nada a ver com isso e respeito quem se diz bi, nunca questiono nem nada para não ser preconceituoso. Cada um acha o que quiser de si, é um direito.
  • em 13-03-2011 às 16:35 Pedro
    Só me expliquem uma coisa, como ele chegou nesse percentual? Existe um tesômetro? rsrsrs
  • em 13-03-2011 às 03:28 RE: Quanta ignorância... e (2) e a quem
    Não conhecia o Relatório Kinsey, mas parece fazer sentido as 11 ou mais escalas que possam existir. Todos somos diferentes em nossas essências e o desejo sexual por um determinado gênero deve ser tão aleatório e diversificado quanto ao prazer ou não de tomar leite, por exemplo. Confesso, prefiro não me envolver em relacionamentos sérios com bis, tris ou pans, seja lá o nome que for dado a estes. Não é preconceito, mas parece que eles só pensam em sexo indiscriminado, seja com um ou com outro gênero. Fora ainda que é mais comum ekes serem preconceituosos e discriminatórios com os gays, pois muitos deles, ditos pais de família, estão tendo vidas duplas, às escondidas, porque, de fato, a sociedade quer isso, mas estes bis, tris ou pans não fazem nada pra melhorar essa situação, porque é mais cômodo viver assim, refugiados em sua opção de poder ficar com pessoas do sexo oposto e socialmente aceito, na impossibilidade de ficar pessoas de ambos os sexos. Mas essa discussão não vai levar nada a lugar algum. As pessoas que fazem o uso de discriminação por preconceito são pessoas, que merecem ser respeitada da mesma forma como as intelectuais que têm um pessamento mais crítico sobre o sujeito. Entretanto, quero deixar aqui um sugestão para essas pessoas que não se dão o trabalho de pensar um pouco mais, mas que se dão o trabalho de agredir os diferentes: existe um ambiente paralelo muito mais interessante e grandioso que está disponível para aqueles que tem a boa vontade de querer ser feliz num mundo em que liberdade e respeito são básicos e o amor é visível em todas as suas formas.
  • Mostrar mais comentários...