Entrar na área VIP

Ariadna faz revelações

Saiba o que acontece após a transformação através da experiência bem-sucedida da ex-BBB.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 10 de Março de 2011

Ariadna em ensaio para o site <em>Paparazzo</em>Ariadna em ensaio para o site Paparazzo

Quem não se lembra da mais famosa transex brasileira, Roberta Close? Sim, a moça ficou famosa ao estampar a capa de uma revista masculina em 1984. E agora, Ariadna Thalia Arantes, também famosa por ser ex-confinada do reality show global, repete o feito. Este mês a cabeleireira publica fotos mais que insinuantes, provando que depois da cirurgia de mudança de sexo que fez em 2001, está realizada e feliz com o corpo. Operei na Tailândia com um médico indicado por uma amiga e assim que acordei da anestesia me lembro da alegria que senti ao conferir que tudo tinha sido feito mesmo (risos), revela.

A morena afirma que só faltava o procedimento para sentir-se mulher de verdade. Mudou um pouco de tudo: minha personalidade, meus desejos e a forma de viver. Hoje tenho qualidade de vida e tudo se transformou para melhor, confessa.

Segundo Ariadna, o procedimento e o pós-cirúrgico foram bem tranquilos e ressalta que não sentiu dor. A ex-BBB afirma que não teve nenhuma consequência no pós-operatório. Hoje, vou ao ginecologista como uma mulher normal, faço controle hormonal para ver se está tudo certo no canal vaginal e na uretra e minha vida depois da participação no programa está repleta de oportunidades, com novos trabalhos e o carinho do público que eu adoro. Ariadna promete aproveitar o espaço e quer seguir carreira como modelo fotográfica e de passarela, além de fazer um curso de teatro futuramente.

Para o urologista Carlos Adib Cury, pioneiro em cirurgias de mudança de sexo no Brasil, o País vem evoluindo nessa área, embora esteja atrasado 50 anos em relação à Europa porque o procedimento era proibido por aqui até 1998. O médico, que tem 40 anos de profissão e uma centena de cirurgias realizadas, traz à tona a realidade nacional: Há um transexual masculino para cada 30 mil homens e um transexual feminino para cada 100 mil mulheres. É preciso aceitar e respeitar o desejo de cada um. Embora muitos transexuais já tenham conseguido o novo registro civil com mais facilidade após o procedimento, ainda existe muito preconceito. Cerca de 10% da população brasileira é homossexual, bissexual ou travesti. Já os transexuais são raros. A diferença é que o travesti se veste de mulher, mas traz trejeitos masculinos, assim como uma agressividade típica, enquanto o transexual é mulher, explica.

Quanto ao prazer, o cirurgião afirma que o feixe vásculo nervoso do pênis é preservado em toda sua extensão, e transformado em um clitóris. Colocamos a glande no fundo da vagina que está sendo construída, preservando assim toda a sensibilidade. No caso das mulheres, elas tomam hormônios masculinos que aumentam de volume o clitóris cerca de 4 a 5 cm e na cirurgia ele é solto da vagina, proporcionando e mantendo a sensibilidade e o prazer.

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • Rafa-RS

    boa tarde , descordo de vc Eric não há nada de ridiculo nela simplesmente fez a que lhe faria e faz feliz e está no diretito dela. As pessoas na sua maioria precisam entender e compreender que é necessário respeitar o limite do próximo e mais saber reconhecer seus defeitos e virtudes antes de julagar ou criticar as atitudes de terceiros.

    em 16 de março de 2011, às 14:36
  • resposta p paulo

    independentimente se ela tem ensino fundamental ou naum agora ela é celebridade, coisa que vc naum é recalcada

    em 16 de março de 2011, às 14:18
  • Eric

    Pra mim, a Ariadna é um homem mutilado. Apesar de eu ser gay, acho "esquisito" travestis e transsexuais, é tão ridículo...

    em 16 de março de 2011, às 04:09
  • roberta

    linda,maravilhosa.o resto e,bla,bla,bla

    em 15 de março de 2011, às 13:04
  • Cris Veras

    Será que ela goza ? Digo com ejaculação ? Porra mesmo ? Sim pois disseram que preservam tudo.....!

    em 14 de março de 2011, às 23:45
  • Duwa Tavares

    Gente vamos ser consciente querer transformar a Ariadna em referencial gay no Brasil é demais ,ter conhecimento é tudo na vida do ser humano independentemente de orientação sexual.

    em 14 de março de 2011, às 15:56
  • Pedro

    Ela é muito linda.

    em 14 de março de 2011, às 15:17
  • Paulo

    Ela q é cabelereira e ex prostituta agora quer ser modelo? atriz????? Ela terminou ensino fundamental?

    em 14 de março de 2011, às 11:48
  • lucas jr

    A globo gosta de usar esse BBB pra esculhambar com os gays, viu. Depois do ano passado com a bicha mais desmunhecada da face da terra e o drag fofoqueiro, agora esse ano vem uma travesti feia e barraqueira, um gay baixo nivel e horroroso... credo, esse BBB é o queima filme dos homossexuais. E o povo que já é desinformado pensa que todo homossexual é assim.

    em 14 de março de 2011, às 11:17
  • Damiao - Arapiraca _ AL

    eca

    em 14 de março de 2011, às 08:38