Assine o MundoMais

Curas que matam

Terapias que prometem curar gays serão alvo de protesto em Brasília no próximo dia 17.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 10 de Maio de 2011

BRASÍLIA - No dia 17 de maio celebra-se o Dia Internacional contra a Homofobia, Lesbofobia e Transfobia, comemorando que em 1990, num feito histórico, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aceitou oficialmente a homossexualidade como uma variação natural da sexualidade humana. Uma vigília ecumênica marcada nesta mesma data acontecerá em Brasília, com início às 19h, na Biblioteca Nacional, que fica ao lado da Rodoviária do Plano Piloto. A campanha, nomeada CURAS QUE MATAM, exige que os governos respeitem o princípio da laicidade na América Latina e países do Caribe, além de tomarem medidas concretas para combater as "terapias" que prometem curar os gays. O protesto quer ainda que o sistema público de saúde exclua de seu quadro os profissionais que realizarem a “cura” da homossexualidade.

O consenso médico e político também vem crescendo em todo o mundo no sentido de adotar o mesmo enfoque sobre a transexualidade.

Opondo-se a isto, algumas vozes conservadoras ainda pregam e promovem a chamada “terapia reparativa”, muitas vezes com o apoio de correntes religiosas e, às vezes, inclusive como consentimento de instituições do Estado.

Estes “tratamentos” não apenas são ineficazes como também reforçam os sentimentos de culpa e a baixa auto-estima, aumentam o sofrimento psicológico e, em alguns casos extremos, levam pessoas ao suicídio. Por outro lado, ao incentivar a homofobia, lesbofobia e transfobia, incitam a discriminação, a violência e os assassinatos.

A grande campanha latinoamericana e caribenha “CURAS QUE MATAM” se opõe a qualquer terapia que pretenda “curar” a homossexualidade e a transexualidade.

Comentários (19)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 16-05-2011 às 16:52 Paulinho BSB
    Cuidado com os argumentos que parecem incontestáveis, pessoal! Acho que compreendo o raciocínio do amigo abaixo, mas é fácil derrubá-lo. Se ele visse pelo lado de que a Eva era da mesma carne que o Adão, como é blíblicamente dito e portanto seriam, talvez, como pai e filha, seria fato melhor fundamentado. Mas as leis provém de Deus e Ele pode tudo, inclusive tornar o incesto sem efeito. E poderia tê-lo realisado, por haver apenas um casal, na época, inclusive, de maneira muito simples, para o Criador: Sua criação, homem e mulher, era perfeita, logo, livre de defeitos genéticos. o Divino não está sujeito às leis da natureza, uma vez que elas só existem porque Ele permitiu. Nem penso que Ele as criou, mas apenas deixou que se desenvolvessem, num mundo colocado à mercê de si mesmo, talvez, conforme o revelado na doutrina cristã, como castigo pela desobediência humana. A rebeldia é da nossa índole. Somos mesmo desobedientes. De modo pouco profundo, os contestadores podem, simplesmente, argumentar com a perfeita possibilidade Daquele que criou tudo ter criado, também, outros humanos, depois da primeira dupla. Ou também, que os problemas congênitos vieram daí, uma vez que o homem preferiu viver sob seu próprio arbítrio, perdendo, com isso, a proteção da Perfeição Divina. É simples perceber também, pra quem acredita no Ser Supremo, que o entendimento do pensar e da sabedoria do Eterno é inatingível para a inteligência humana. Há outros meios mais seguros de nos sentirmos acolhidos pela Salvação ( Deus, Jesus ) expressa na Bíblia, como, por exemplo, observar a mensagem e as palavras de inclusão e preterir as de condenação, porém, tamando consciência de ambas. Pena que é dificílimo não se perder no medo das duras ameaças contidas, sobretudo, no Pentateuco ( Antigo Testamento ). Já abordei esta idéia de forma bem direta, noutras oportunidades. Bjs! Já estou com saudades de muitos de vocês, mesmo sem termos nos conhecido.
  • em 15-05-2011 às 14:21 Rodrigo
    Bom, eu estudei a Bíblia por 1 ano, e já fui Testemunha de Jeová, porém eu parei, parei por que naquela época, já sabia o que eu era, aliais, desde que tive consciência em pensar, eu já sabia que era um pouco diferente do que via, meu irmão falando em meninas, e eu preocupado com outras coisas, não bonecas ou algo feminino. Porém como disse, estudei a Bíblia durante 1 ano e me senti sufocado, pois em vez de falarem em Deus, somente em Deus e Jesus, eles falam que o mundo será destruído e quem não seguir o que Deus manda, será destruído, parece uma tortura, ou querem fazer o nosso pai Deus de carrasco, só pode. Porém se formos ler a Bíblia e tentar entender ela ao pé da letra, ou ficamos doido ou não, a Bíblia é o mais antigo livro de história do mundo, claro que existem coisas enviadas por Deus, mas não e nunca existiu o termo homossexual, o qual foi adicionado pelas igrejas, para dizer que eles estão certos, porém quando se fala em homossexual, o que os padres e pastores usam como desculpa? Que Deus fez Adão e Eva para povoar o mundo, e então meus queridos eu pergunto, se Deus fez Adão e Eva, isso quer dizer que naquela época o incesto era permitido, pois Eva teve dois filhos homens com Adão, e como nasceram outros? Só se Eva teve mais filhos de Adão ou filhas, ou filhos ou filhas dos seus próprios filhos, ou ela teve filhas e suas filhas tiveram filhos e filhas de seus irmãos. Entendeu como se formos analisar as coisas, chegamos a isto, e hoje na Bíblia incesto é pecado.
  • em 12-05-2011 às 21:38 De Renato para Marcelo JR
    Concordo contigo em partes. Religião desde que não usada para praticas discriminatórias é super válida! Só frequenta a igreja quem quer. E existem religiões que respeitam as diferenças muito bem e não pararam no tempo. A questão aqui é relativa a "liberdade de expressão" desde que esse não fira o estado democrático de direito. Vc não é obrigado a gostar de ninguém, mas respeitar é o dever de todos! ;)
  • em 12-05-2011 às 16:45 Marcelo jr
    Eu acho que ninguem derevria era mexer com isso... assim estamos tirando a liberdade de uns e consequentemente nos permitindo a tirarem a nossa.... isso é uma questão de religião... ninguem esta sendo obrigado a passar por isso, é livre e espontaneo, se não esta feliz na sua religião, mude, tem igrejas glbts no brasil que nos aceitam... isso é o mesmo que entrar numa igreja catoloica e querer tirar os santos, ou proibir cultos em terreros umbandas ou proibir oq quer que seja... gente liberdade de expressão e atos... fora isso protesto deve ser feito qdo prejudica alguem de verdade, querer mudar ensinamento de um lugar ou religião ñ vale.. e isso não prejudica ninguem, aceita quem quer.
  • em 12-05-2011 às 05:12 De Renato para Carlos
    A OMS já disse que essas terapias não funcionam e que podem gerar problemas ainda maiores para quem já sofre problemas! Para que investir nisso? Garantia de que existe "cura" a mesma oferecida na expulsão de demônios, curas de dores de cabeça e coisas do gênero charlatanismo e por isso continuar a perseguição com a prática do bullying psicológico com os homossexuais? Homossexualidade não é doença! A questão é criar leis que garantam a integridade moral e física dos homossexuais para que os mesmos não tenham que andar escondidos! Veja o caso de Uganda e vc me fala em laicacidade? Seu discurso é sofista amigo!
  • em 11-05-2011 às 19:37 Carlos
    ISSO QUE EU ACHO ERRADO, SE HOMOSSEXUALISMO NÃO TEM CURA DEIXA ELES PERCEBEREM ISSO PELAS AÇÕES DELES, PO PAREÇE QUE TEM GENTE QUE TEM MEDO QUE DESCUBRAM ALGO PARA REVERTER A SEXUALIDADE, SE NASCEMOS ASSIM MEDO DO QUE? DEIXEM ELES PERCEBEREM QUE ISSO NÃO É DOENÇA E ELES E PARA OS QUE ESTÃO NO ARMARIO TEM TODO DIREITO DE TENTAR SER HETERO AFINAL ESTAMOS FALANDO DE LAICAIDADE NÃO?
  • em 11-05-2011 às 13:22 daniel colin
    É uma pena Carlos q v pense assim, eu sei o q eu digo por que eu li a biblia e nao achei a palavra de vida só encontrei machismo, odio e um deus sanguinario, se esse é o seu deus tenho pena do que ele guarda pra voce.
  • em 11-05-2011 às 10:58 Carlos
    Da nem para comentar, entrei nesse site para ler essa matéria e incrível como gays pensão sobre a Bíblia e Deus e querem que os princípios bíblicos e cristãos sejam moldados a sua forma, e criticam de forma a afrontar os ensinamentos deixados para que as pessoas possam herdar o Reino dos Céus, colocam ex evangélicos, como mesmo eles disseram ex evangélicos, não cristãos verdadeiros que por não se libertarem acusam por seu bel prazer àqueles que verdadeiramente mudam e se convertem e largam definitivamente através do Poder do Evangelho a prática da homossexualidade. Podem achar estranho porque estou aqui nesse site comentando isso mais navegando achei e vi a matéria da vigília não resiti e tive q comentar, não sei se colocaram porque aqui pelo visto gostam de criticar, evangélicos verdadeiramente cristãos que nasceram do Espírito Santo e mudaram de comportamento e conduta através da pura e cristalina Palavra de Deus que os convido a aceitá-la verdadeiramente nas suas vidas, a Palavra que traz vida e não morte, que salva e não mata, que transforma e não oprime ninguém mais que faz com que todo ser humano que verdadeiramente a aceita tenha vida e vida em abundância e no porvir a Vida Eterna, não faz nenhuma "terapia" pra curar homossexuais pois a decisão é da própria pessoa. Até mais espero que publiquem meu comentário
  • em 11-05-2011 às 09:22 SID
    Apoio o comentário do Paulinho BSB, sou cristão...vivi 15 anos dentro da igreja católica, participava da RCC (Renovação Carismática Católica), como em todo lugar existem os fanáticos, mas como na propria biblia diz, temos q ter discernimento para ignorar certas coisas, eu filtrava muita coisa boa de lá, a biblia está repleta de historias do amor de Deus, e isso é o suficiente para mim...
  • em 11-05-2011 às 07:09 Beto Palmeira
    Se nos ativéssemos àquilo que diz a Bíblia, nós, homossexuais, jamais seríamos cristãos. Sua linguagem é extremamente homofóbica. E a Igreja Católica se coloca contra nós, em quase todos seus pronunciamentos, numa clara contradição. O número de representantes do clero católico que são gays é imenso, e visível. Só não enxergam os cegos de coração ou aqueles que continuam católicos, apesar de toda a rejeição de que somos alvo no Catolicismo. Questão de fé, mas fé não raciocinada, ou tradição familiar. Minha família é católica mas, há muito tempo, graças a Deus, abandonei os templos católicos, e não sinto falta. Ao contrário. Quem ficar limitado aos textos bíblicos nunca evoluirá na sua Espiritualidade, porque os chamados Livros Sagrados são um poço em que afundamos, sufocados pelos preconceitos e pela visão estreita e míope de quem os escreveu, dentro do momento histórico. Essa percepção bibílica da realidade é retrógrada, especialmente do Velho Testamento, como obsoleta é a interpretação do mundo de hoje feita pelo clero católico, reprimido ao extremo em sua sexualidade, mas praticando-a nos bastidores. Olha o clero pedófilo, por exemplo, que não nos deixa mentir. Cada um tenha sua fé, mas apanhar de uma religião e continuar nela não é atitude, convenhamos, inteligente. Vamos professar credos que nos acolham, não nos punam nem nos condenem por buscarmos nossos direitos como cidadãos, como foi o caso da vitória do STF, criticada e desprezada pelo clero católico. A inveja corrói a alma, santa...
  • Mostrar mais comentários...