Assine o MundoMais

Na família da gente é mais difícil

Edmundo fala sobre a aceitação do filho gay Alexandre Mortágua e expõe o medo de que ele sofra preconceitos.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 17 de Maio de 2011

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo desta segunda-feira (16), o ex-jogador de futebol Edmundo falou sobre o breve relacionamento com Cristina Mortágua, mãe de seu filho Alexandre, que assumiu recentemente ser gay.

Sempre gostei pra caramba de mulher. Até mais do que deveria. Mas quando maria-chuteira se aproveitava de mim, eu me aproveitava dela também. Acho até que, de verdade, tive pouco filho fora do casamento. Eu era recém-casado com minha ex-mulher e, durante uma noitada, engravidei a mãe do Alexandre - hoje com 16 anos. Não tivemos um relacionamento, declarou ele, ao se referir à ex-modelo.

Trabalhando hoje como comentarista da Band, Edmundo disse que foi um pai ausente devido à atitude de Cristina que, segundo ele, usou a gravidez para se aparecer. Não tivemos um relacionamento, mas ela fez questão de mostrar a gravidez para aparecer. (...) Bem, daí fui me afastando. Recentemente teve a história da agressão (Alexandre foi à delegacia denunciar a mãe por maus tratos). Tentei apoiá-lo e me aproximar. Começamos agora a fazer terapia. Ele faz uma sessão, eu faço outra, depois fazemos juntos.

Apesar de entender a orientação sexual de seu filho, Edmundo revelou que não gostaria de ter um filho gay, por causa do preconceito que ele pode sofrer. O ex-jogador contou ainda que nunca ouviu de Alexandre a frase "pai, eu sou gay", até porque isso era totalmente visível. Ele nunca me falou: "Pai, eu sou gay". Mas claro que não sou idiota, ele tem aparência total. E vi a mãe dele falando na TV. Mas não muda nada. Respeito e admiro igualmente. Tenho muitos amigos gays. Mas é claro que quando é com o outro é mais fácil, mais legal. Quando é na nossa família fica mais difícil. Por mais que não seja preconceituoso, ninguém quer ter um filho homossexual, até pelo preconceito que ele vai sofrer, disse.

Mesmo preocupado com o preconceito que um homossexual enfrenta, Edmundo parece se importar mais com o que seus "amigos homens" vão pensar caso o seu filho se comporte de forma "exagerada". Respeito a opção [sic], mas quero que ele tenha um comportamento íntegro na sociedade. Não que ser gay não seja íntegro, mas pô, comportamento nos lugares, né, porque não acho legal o cara afeminado com roupas extravagantes. Opção sexual [sic] é uma coisa, vestuário é outra, comentou.

Por fim, o ex-jogador comentou que Alexandre "pode ser gay, mas que tenha uma postura". Já viu quando você está numa festa e chega uma bicha querendo aparecer? Exagero não é legal. Mas é chato, né? Tem meus amigos homens que comentam.

Comentários (56)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 22-05-2011 às 10:53 Anônimo
    Se alguém é contra os afeminados, a maneira como falam, a maneira como andam, ..., está sendo preconceituoso! O importante não são as as características externas, mas, sim, os valores que esses seres humanos carregam! Canso de escutar pessoas falando: não sou preconceituosa, mas (...) quando citam o mas, está sendo preconceituosa. Aceitação é como Amor de Mãe: INCONCICIONAL, sem restrições.
  • em 21-05-2011 às 06:04 Luciano Alves - Maceió-Al.
    Preconceito é PRECONCEITO de qlq forma. Não consigo entender tanta polêmica sobre homossexualismo. Minha gente, acordemos, precisamos melhorar nosso país. Tirar do poder esses políticos FDP. Melhorar nossa educação, nossa habitação, nosso eco-sistema... Lutar para termos melhores condições de vida. Já conseguimos o reconhecimento da união HOMOAFETIVA. Vms buscar mais. PQP com tanta coisa pra se buscar ainda, as pessoas ficam se preocupando com O RABO DOS OUTROS!!! Sei não....
  • em 20-05-2011 às 19:41 Tudo errado 2
    Eu também não gosto de pessoas espalhafatosas, mesmo que as vezes pareçam engraçadas, porque a maioria sempre quer APENAS chamar a atenção. Ter uma plateia. Porém discordo de que seja uma regra homossexuais serem promíscuo. O que parece ocorrer é que muitas pessoas tiveram mesmo distúrbios/traumas sexuais que terminam refletindo por toda ou quase toda a vida. Além disso a questão de manter uma aparência faz com que homossexuais mantenham uma vida dupla, deixando o homossexualismo apenas para se satisfazerem sexualmente. Também é cada vez mais ocorrente a infidelidade tanto em casais héteros como homo. Uma vez um amigo hétero me disse que parecia mais fácil entre os gays porque não "encarnavam" num relacionamento, enquanto ele malmente podia levar uma garota no novo ap dele que logo ela já queria "casar". Eu que vivo em Salvador, "a cidade da putaria", bem sei como é difícil encontrar alguém descontraído que queira um relacionamento sério. Abraço a todos.
  • em 20-05-2011 às 19:19 Tudo errado
    Acho horrível bichinhas que querem se passar por mulher, escandalosas, falam alto o que vem à boca não respeitando o direito e as outras pessoas não gays. Nada pior do que ver um bando de bichinhas mexendo com "bofes" nas ruas, total falta de respeito. É por isso que TODOS os gays são discriminados e sofrem agressões de homofóbicos, todos tem raiva de pessoas que não sabem seu lugar, não sabem ter postura. Sou indignado com essa vida de Gay, como bem disse o Rogério, ser gay e querer algo sério é muito difícil, pois ninguém quer nada sério, só pensam em putaria, frequentam banheiros e cinemões e quando encontram uma pessoa legal, de respeito, não se satisfaz e vão à caça a procura de mais pois parece que o desejo é insaciável. Namorei por 3 anos com um cara e achava que ele era fiel comigo (EU PREZO MUIIIIITO A FIDELIDADE INCONDICIONAL) acabei o pegando com outro cara, meu mundo desabou e passei a ter ódio de relacionamento com homens, arrumei uma namorada e ficamos juntos por 6 anos, nesse tempo, não fiquei com homens, por raiva, por decepção, por nojo. Depois, conheci uma pessoa muito legal, que me pareceu confiável e que poderia ser uma pessoa na qual poderia confiar pois tenho o sonho de morar juntos, ter uma vida a dois, crescer juntos, no entanto, um belo dia descobri que ele ficava na Web cam em salas de bate papo e quase terminamos tudo... Ainda estamos juntos mas não consigo esquecer isso e fico sempre pensando que ele pode fazer algo... Por que os gays são tão promíscuos, pq não podem ser como pessoas normais, monogâmicas? O que há de errado? O único motivo de eu não ser satisfeito por ser gay é esse... Se pudesse ter escolhido, seria hétero, constituiria uma família, procuraria ser feliz, teria meus filhos e pararia de dispor meu amor a cachorros e outros animais.
  • em 20-05-2011 às 17:43 Marcello
    Concordo com o Ian. Muitos dirão que somos gays enrustidos e homofóbicos mas, vejo que não é legal nem hétero querendo ser hétero demais ( do tipo que cospe, coça o saco e a cada 10 palavras 11 dizem sobre mulher, sexo, futebol e cerveja) que dirá de um gay querer ser o que nunca será: uma mulher. Eu me assumi a pouco tempo e justamente por medo do estereótipo me mantive "no armário" por 29 anos. Eu acho que ser gay é apenas ter vontade de vivenciar uma relação homo-afetiva com outro cara, ou que seja apenas transar´, mas que se mantenha a postura, a dignidade e não é querendo impor uma atitude de "biba louca" que se vai conseguir respeito e reconhecimento: pelo contrário. Isso agride e só gera mais preconceito, pq o proprio gay afeminado se coloca numa posição do tipo "nada me afeta" pq é do tipo que fala tudo o que pensa sem respeitar a individualidade do outro... sempre escandaloso, dando pinta e rindo alto. Será que isso é ser realmente gay? enfim... posições devem ser respeitadas, mas que sejamos coerentes conosco mesmos.
  • em 20-05-2011 às 16:21 Ian
    Olha, é triste, é preconceituoso, mas o fato é q as bichas afetadas é q trazem toda esse preconceito aos gays! Nem elas sentem-se atraídas por elas mesmos, os gays discretos na maior parte das vezes ficam no armário por medo de serem indentificados como da "classe" de bibinhas femininas. P qualquer pai já é dificil aceitar a homossexualidade do filho, e qdo aceita, passa a sonhar q pelo menos o filho seja discreto e nao ande por aí desmunhecando p envergonhar a família! Na maioria esmagadora dos casos de agressões de homofobicos sao a bichinhas afetadas, nunca vi gay macho musculoso ser agredido por ser gay. Nos empregos, que tipo de gays sao discriminados e ate deixam de ser contratados em certas profissoes por serem gays?....bichinhas afetadas! Tenho sorte de ser um gay discreto do tipo q ninguem desconfia, q curte ser homem e gosta de coisas de homem,. Mas sei q ha pessoas q por mais q se esforcem nao conseguem deixar de ser efeminados, creio q eles pagam um preço mt alto por isso!
  • em 20-05-2011 às 02:05 HK
    ( Pai Gay de Filho Hétero ). Cara, você disse tudo. Palmas que você merece. ^^
  • em 20-05-2011 às 01:47 Pai Gay de Filho Hétero
    Sou gay e pai de um garoto, que ao que me parece, gostará só de mulher. Se ele se tornar gay ( ele tem pouco mais de 3 anos, impossível afirmar qualquer coisa ), receberá todo o meu apoio, mas vou ensiná-lo que gay é homem que gosta de homem, e se ele quer ser um "gay" admirado, que aja como homem, por que isso é o que o fará interessante para quem ele quiser conquistar. Bicha afeminada, está no seu direito, que seja feliz, mas a verdade é que não são desejadas por quem parece e gosta de homem! Uma dessas "afetadas" mesmo não transaria com outra do mesmo naipe! Entendo perfeitamente o Edmundo. Ele não entende nada deste nosso mundo. Ele está se esforçando..infelizmente duvido que o filho dele irá contribuir muito, porque parece ser desprovido de neurônios, como a maioria das pessoas que postam aqui, fato claramente observado pelos crimes absurdos cometidos contra o português! * Não tenho nada contra as "escandalosas", mas para mim é um outro universo também, não consigo entender, mas por exigir respeito por ter sido "presenteado" com a DISCRIÇÃO ( sim, presenteado, pois não optei, nasci assim!) , também tenho respeito a mais pintosa das bichinhas..Acho que essas são obrigadas a lutar o dobro para exigirem respeito. E em todas as campanhas deveria ser ressaltado essa diversidade dentre nós mesmos, e que os direitos têm que ser para todo tipo de homossexualidade, bissexualidade, etc..
  • em 19-05-2011 às 17:33 binho
    rogerio,gostei mto de sua observação,penso deste mesmo modo que vc, e tive algo paracido oq vc teve , caso vc veja esse meu comentario eu deixo aqui o meu msn,quem sabe com a sorte podemos nos falar,, meu msn é: seriohboy@hotmail.com vlw, abrss a todos... opção nao existe, o que realmente é a maneira que cada um viver e ser oq q quiser,sou gay sou assim nasci assim. se tudo for baseado numa opção bom eu então tenho a opção de ser exatamente eu....
  • em 18-05-2011 às 19:24 @gabe_neitzke
    Ele não quer um filho afeminado e extravagante,e,é extamente o que o Alexandre é,so quem vê as fotos dele no twitpic ate pintar o rosto como a Lady Gaga,para ir em festas ele pinta. :D
  • Mostrar mais comentários...