Assine o MundoMais

Quebra de decoro

Relator do caso Bolsonaro no Conselho de Ética aceita denúncia por preconceito.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 30 de Junho de 2011

Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) pode responder por preconceito a homossexuais e racismo.Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) pode responder por preconceito a homossexuais e racismo.

Em relatório preliminar lido na sessão do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (29), o deputado federal Sérgio Brito (PSC-BA) aceitou a representação do PSOL contra o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) por suposta quebra de decoro parlamentar. Para o processo seguir no conselho, os demais integrantes devem apoiar a decisão do relator.

Brito, que é relator do caso, considerou pertinente a instauração do processo contra o parlamentar por ele ter violado o código de ética da Casa. Na hipótese dos autos, o representado é detentor de mandato de deputado federal, justificou o relator.

Na ação do PSOL há indicação de três ações de Bolsonaro. A primeira foi de discutir e ofender a senadora Marinor Brito (PSOL-PA) em 12 de maio, durante a Comissão de Direitos Humanos do Senado, que debatia o projeto de lei que criminaliza a homofobia.

O segundo motivo da ação se baseia na divulgação de Bolsonaro, no mesmo dia, de panfleto contra o kit anti-homofobia, em elaboração pelo Ministério da Educação, com “afirmações mentirosas, difamatórias e injuriantes”, segundo o PSOL, sobre a causa LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

E o terceiro se refere à participação de Bolsonaro, em 28 de março, no programa de televisão CQC, no qual a cantora Preta Gil o indagava sobre o que faria se o filho dele se apaixonasse por uma negra. No episódio, o parlamentar disse que não iria “discutir promiscuidade” e que não correria esse risco porque seus filhos “foram muito bem educados e não viveram em um ambiente como, lamentavelmente, é o teu” (em referência à Preta Gil). Logo depois, em nota, ele negou que seja racista e disse que se confundiu com a pergunta.

Para justificar sua decisão, o relator disse que “há programas de televisão e reportagens que relacionam a ele os fatos narrados e, ao menos em tese, o abuso da prerrogativa da imunidade parlamentar constitui ato incompatível com o decoro parlamentar”.

Outro lado

Bolsonaro reagiu com indignação. Ou sou cassado ou sou absolvido. Eu não engulo isso aí [as representações], disse o deputado quando teve a palavra durante a sessão desta tarde. A argumentação do parlamentar é a de que as falas condenadas pelo PSOL são fruto da liberdade de expressão dele.

Quanto à manifestação contra a cantora Preta Gil, ele reitera que não é racista, apenas zela pelo que chamou de “moralidade”. Quem defende o ‘kit gay’não tem moral para acusar os outros, afirmou o deputado.

Fonte: UOL

Comentários (24)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 06-07-2011 às 11:33 Iltamar - Paraná.
    Só tenho uma coisa a dizer! Eu vivi em um país civilizado até 1985 quando o MILITAR mandava, estudei em Colégio Militar e Público tive o melhor estudo e a melhor fase da minha vida. Hj vivemos em um país onde o direito da familia esta dentro do lixo, esta dificil vc ficar hj com sua familia na frente de uma televisão, é SEXO, DROGAS, PORNOGRAFIA INFANTIL e o carro chefe é a poderosa REDE GLOBO. Digo para os HIPÓCRITAS ' Ditadura é o que vivemos hj'. Precisamos no Brasil penas mais severas e não soltar bandidos, e programas voltados a familia e a educação. Mais com esse governo vamos continuar vendo isso que esta aos olhos de todos. Amo meu BRASIL e respeito as Leis MILITARES. obs: Sou um cidadão trabalhador e civil.
  • em 03-07-2011 às 15:05 drawot@ig.com.br
    Gente, direto do Monkey News... Zé Simão na uol... Sabe qual o nome da primeira mulher do Bolsô??? ROGÉRIA. Pense a respeito.
  • em 03-07-2011 às 14:49 preto gil
    Não estou entendendo a redação do mundo mais.Bolsonaro já foi absolvido pela camara dos deputados no dia 30 de junho.Sim, Sérgio brito acatou a representação do PSOL contra bolsonaro.Mas ele ganhou por unanimidade após a dita representação ir a votação á tarde.Que tal nos esmerarmos para oferecer aos leitores do mundomais notícias atualizadas?Afinal nós assinantes e o público não-assinante merecem uma imprensa gay de qualidade.
  • em 02-07-2011 às 23:06 Miguel
    Onde vamos parar com a ideia extrema do politicamente correto? Não é necessário cassá-lo por quebra de decoro parlamentar. Ele apenas representa um lado da nossa sociedade que pode e deve ser representado assim como o nosso. Mesmo que queiramos "extinguir" esse tipo de pensamento das pessoas, pois achamos que é errado, temos que entender que eles pensam o mesmo a nosso respeito, portanto temos que vencê-los com argumentos e contra-argumentos, com exposição dos fatos e dados estatísticos, e, se necessário, pelo cansaço (confesso que, às vezes, dá aquela vontade de dar uma surra num homofóbico, principalmente um cabeça-duras ou que se faz de cego e surdo). Também não gosto do Bolsonaro, nem da bancada evangélica, nem daqueles que dizem defender a moral e integridade da família (e geralmente eles mesmos não a respeitam), afinal a moral é um conjunto de valores de uma sociedade e é mutável, não há como negar. É através disso que a sociedade pode caminhar para um estágio melhor, mas por medo do que é novo, diferente, essas pessoas se sentem ameaçadas e fazem de tudo para manter seus valores e que as novas gerações também os mantenham.
  • em 02-07-2011 às 14:24 Dih
    Esse Bolsomerda não sei não viu, pq ele implica tanto com os gays? tanta coisa pra ser preocupar,ele não devem se aceitar, quer impedir os outros que são felizes de serem felizes, ele me lembra um personagem do filme Beleza Americana, que tiver a oportunidade de assistir, vai achar o mesmo.
  • em 02-07-2011 às 06:58 Ruan
    Liberdade não é um direito absoluto, é limitado por outros direitos individuais, como dignidade da pessoa humana. Aqui no Brasil não se pode falar o que quer ou o que pensa, se ele fosse uma pessoa "normal" e tivesse falado isso na tv já estava preso, racismo é crime inafiançavel e se ele fugisse e voltasse daqui a 50 anos ainda assim ia ser preso, pq tb é imprescritível.
  • em 01-07-2011 às 15:59 adolfo
    a liberdade e para tds ou se nao vcs nao teriao os direitos porque vcs nao brigal por tdos oa direitos nao so por o que vcs querem .
  • em 01-07-2011 às 08:09 Nelson
    Esse homem é um lixo! Exemplo mais puro de grosseria, estupidez e de falta de ética. E pensar que milhões de pessoas seguem sua linha de pensamento e se tornam tão ou mais horríveis do que ele.
  • em 01-07-2011 às 00:49 Verdade
    não to defendendo os homoxessuais e nem os contra ao homoxessualismo,mas olhem oque passou no jornal,os seguidores do bolsonario fazendo violencia,uma guerra,homofobia. Então dai se tira
  • em 30-06-2011 às 23:57 drawot@ig.com.br
    o que espanta é que os programas de televisão deem espaço à criatura.
  • Mostrar mais comentários...