Assine o MundoMais

Consciência gay

Evento discute cidadania LGBT e promove shows, em João Pessoa.

por Redação MundoMais

Sexta-feira, 04 de Novembro de 2011

Começou nesta quinta-feira (3) em João Pessoa, a "XI Semana Paraibana da Consciência LGBT", no auditório da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Paraíba, na Praça João Pessoa. A programação do evento vai até o sábado (5). Já no domingo (6) será realizada a "10ª Parada do Orgulho e da Cidadania LGBT" na cidade, com expectativa de participação de 70 mil pessoas.

Com o tema Por uma Paraíba livre da homofobia, o movimento pretende refletir sobre a intolerância. Segundo Felipe dos Santos, secretário executivo-adjunto do Fórum LGBT/PB, a Paraíba está em 1º lugar no ranking dos estados brasileiros, com 20 assassinatos contra LGBTs só em 2011.

Somente através de um pensamento pacifista é que a gente conseguirá acabar com todas as desigualdades que existem hoje na sociedade, como a violência, a pobreza e a exclusão. É necessário ter uma compreensão que o combate à homofobia está inserido nesta pauta. Com esse evento a gente traz essa discussão pra sociedade: somos todos iguais perante a lei e toda forma de preconceito deve ser criminalizada, afirma.

A programação da semana teve início nesta quinta-feira (3), às 19h, com uma palestra sobre as conquistas e os desafios da população LGBT. Na sexta-feira (4), às 9h, serão debatidas políticas públicas nas áreas de saúde, segurança, direitos sociais, trabalho e geração de renda. As atividades serão encerradas no sábado (5) com a plenária das entidades que compõem o fóruma.

No domingo (6), a partir das 16h, começa a concentração da Parada na orla de Cabo Branco. A organização espera reunir lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e simpatizantes. O evento contará com música eletrônica em trios elétricos e DJs que se concentrarão em frente ao balneário do Sesc Cabo Branco. Em seguida, os participantes seguem em caminhada até um palco montado no Busto de Tamandaré, onde haverá performances de drag queens, transformistas e shows da bandas Brasis, Osorno, Diana Miranda e Malu Morena.

Haverá ainda distribuição de preservativos, materiais informativos sobre cidadania, além de dicas sobre prevenção contra o HIV/AIDS, hepatites virais e outras doenças sexualmente transmissíveis. No trio da Comissão da Diversidade Sexual e Direito Homoafetivo da OAB-PB estarão presentes mães e parentes de vítimas de crimes homofóbicos.

Dicas de segurança

A organização recomenda que os participantes levem apenas a quantia de dinheiro necessária e evitem levar objetos de valor (joias, celular, câmera, relógio). O recomendável é utilizar apenas o documento de identidade, se possível, uma cópia autenticada.

Serviço

XI Semana paraibana da Consciência LGBT

Quando: De quinta (3) a sábado (5)

Onde: Faculdade de Direito da UFPB (Praça João Pessoa, Centro)

10ª Parada do Orgulho e da Cidadania LGBT

Quando: Domingo (6)

Horário: Concentração às 16h

Onde: Praia de Cabo Branco, João Pessoa

Comentários (26)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 14-11-2011 às 15:30 will_piter
    Parabens a tds os paraibanos gays por mais uma conquista de luta contra um preconceito besta e bobo!!!! So desta forma nossos governates olharão pra um gay e enchergarão q ele tbem e um cidadão como um outro qualquer!!!!!lutando tds terão uma sociedade mais justa e igual!!!!Parabens a td organização da parada d jão pessoae dt Paraíba!!!!!bjs aos meus conteranios!!!!
  • em 11-11-2011 às 14:55 Respondendo ao homofóbico do Eu
    Acha mesmo que todos os gays são malhados e ricos? Nossa, que mundo legal então esse em que você vive.
  • em 07-11-2011 às 12:40 Ivan
    O preconceito está no mundo inteiro, em qualquer parte da sociedade. O Brasil sempre foi um país machista, onde a regra era: mulher, em casa, cuidando-a e das crianças, enquanto o homem trabalhava e ditava o destino da família; hoje, tudo está se mudando. Quando, antigamente, se via rodinhas de gays ou sapatinhas lindas, se beijando? Claro, que no reduto! Olha, que moro em Ribeirão Preto, interior de SP. Existe uma frase filosófica, um ditado que diz: em se tratando de gays, "o pobre é preconceituoso", e, tem seu fundo de verdade, embora, em menor número, proporcionalmente, há ricos, também. O pobre por ter menos instrução, menos recursos, e, no entanto, baixa auto-estima, discrimina qualquer um que foge do padrão da maioria, ao ponto de partir para a violência. Lá no nordeste, a grande maioria é pobre, mas não é só lá, não. São Paulo, considerada a cidade mais rica, tem pobreza a dar e sobrar. Essa mudança da evidência dos gays ocorre no mundo inteiro. Os "machos" estão perdendo terreno e poder, pois todos, na sociedade, devem ter seu espaço, e é o que vem ocorrendo nos últimos anos. Nascemos, vivemos e morremos, então, que tenhamos os mesmos direitos. Parada, eventos, leis, neles! Os que são contra as manifestações, mesmo com entremeios, que fiquem no ostracismo!
  • em 07-11-2011 às 09:13 Eu (para Rone)
    Vc percebeu que seu comentário é uma antítese? Vc afirmou no fim, o que vc mesmo negou no início...e aí acabou concordando comigo..kkkkk.
  • em 07-11-2011 às 09:04 Eu...(respondendo ao "P/Eu")
    Meu caro, evidentemente, não sou tão insensato e mesquinho para não entender que em toda regra há exceção, portanto sei que existem sim muitos gays(graças a Deus) que estão fora desse perfil que apresentei, mas o fato de me posicionar assim foi exatamente para provocar discussão; foi digamos assim, um recurso de comunicação frente a uma indignação que creio ser de muitos. Isso é justamente para colaborar pelo soerguimento de uma futura cidadania gay mais digna, quem sabe; para que, no futuro, se estivermos afim de pegar uma sauna, por exemplo, não precisássemos "buscar uma sauna normal para homens", pois todas elas seriam "normais para homens", pois os homens que lá fossem frequentar tb seriam normais e homens de verdade(no sentido cidadão), mesmo sendo gays. O dia em que não houver mais essa distinção: lugares "normais e dignos" para os normais e "lugares depravados para gays" (exatamente por serem destinados a gays), aí, realmente, alcançaremos a cidadania que queremos, não só para os gays, mas para todos. Mas, obrigado, meu querido, valeu a sua opinião, pois ela me permitiu arvorar mais esse comentário e implementar ainda mais a discussão. Um abraço.
  • em 07-11-2011 às 08:38 PARAIBANO QUENTE PASS (PB)
    AÉ VEERDADE NAO SEI SE POR VERGONHA OU MEDO O NORDESTINO É VIOLENTO EM TERMO DE PRECONCEITO, MAS FAZEM GOSTOSO VIU TEM PEGADA QUENTE PELO MENOS AQUI NO INTERIOR GUARABIRA TEM CARA QUE CURTE DEMAISSSSSSSSSSSSSSSS ADOROOOOOOOOOOOOOO
  • em 07-11-2011 às 07:35 anonimo
    OS NORDESTINOS SAO SUPER PRECONCEITUOSOS, AQUI ONDE MORO, LESTE DE MINAS, SEMPRE VEM NORDESTINOS PRA ESTUDAR E LEMBRO QUE TODO ANO TINHA UM NA MINHA SALA E SEMPRE ELES ERAM PRECONCEITUOSOS, ME XINGAVAM DE VIADO, DE PRETO (SOU MORENO), DE TUDO QUE HA. GERALMENTE OS BAIANOS OU SAO NEGROS OU BEM BRANCOS, QDO SAO BRANCOS ELES XINGAM VOCE SE VOCE FOR MORENO OU NEGRO, E SE FOR GAY PIOR AINDA.
  • em 06-11-2011 às 22:16 P/ Eu
    Querido, não queira generalizar! No meio gay tem as casas de prostituição, assim como tem no hétero. Se queres pegar uma sauna sem ver dark room, pegação, vá em clube ou na sauna normal para homens. Também, há tantos bares gays,discretos. Homossexuais que prezam a ética como você roga, está cheio, porisso, sim, que temos de lutar por direitos e cidadania; não ache que pensamos só em sexo. Está enganado de que a sociedade só nos vê pelo lado libertino, álias, poucos que não sejam do meio vão a esses antros. Não cansa de ver Martas Suplicys, STF, imprensa e boa parte da população nos defendendo? Ou não quer enxergar? Gays desviados, drogados, bocudos, de língua ferina, que se acham, está cheio, por aí. Não, por isso, deva pensar que todos fazem essa linha.
  • em 06-11-2011 às 19:44 Eu
    Dá vontade de rir quando se fala em cidadania gay. Basta analisar a imensa carga de preconceito, ricularização de velhos, de pessoas de menos aparência etc e tal, pra descobrir se gay tem alguma cidadania. Querem impor respeito e aceitação, mas que os outros os respeitem, mas eles mesmos não sabem respeitar, vivem numa realidade onde os valores que enxergam se resume em baladas, álcool, fumo, trepada, pau duro e corpo sarado. E tudo que se estrutura no universo gay tem essa marca. Gay não sabe ir a uma sauna, por exmplo, e tomar sauna de maneira comum, e nem é possível existir uma sauna gay sem filmes de trepação, dark-room e muita pegação. Não sabem levar uma vida sem esses elementos. Isso mostra como a sociedade nos trata; só nos vê por esse ângulo... o pior é que maioria de nós colabora com isso...é uma pena!! Cidadania gay? Está longe!!!!!!!!!!!!!! Gay não sabe ser cidadão nem entre si.
  • em 06-11-2011 às 11:52 PARABÉNS
    AO SITE MUNDO MAIS PELA ESTA BELISSIMA DIVULGAÇÂO....
  • Mostrar mais comentários...