Discriminação

Pastor defende jovem gay que sofria homofobia em sua igreja, e acaba demitido.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2012

Pastor Sérgio Emílio Meira Santos.Pastor Sérgio Emílio Meira Santos.

BAHIA - Uma denúncia de homofobia contra um adolescente de 16 anos, supostamente praticada por membros do conselho administrativo e frequentadores da Igreja Batista da Graça, em Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador, virou caso de polícia, com abertura de inquérito e desdobramentos na Justiça. A queixa foi prestada à delegada Karla Rodrigues de Souza, no Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep), no final da tarde desta terça-feira, pelo pai do adolescente, Carlos André da Silva, 44 anos, acompanhado pelo denunciante, o próprio pastor da congregação, Sérgio Emílio Meira Santos.

De acordo com Santos, que há 18 meses ministra cultos na igreja, o rapaz passou a ser constrangido pela direção e alguns membros em função de sua orientação sexual. A iniciativa, ainda segundo ele, teria gerado desconforto entre os membros do conselho, que decidiram pelo seu afastamento da condição de pastor. Santos declarou que foi informado da sua demissão por meio de uma carta, encaminhada pelo conselho, alegando que ele não estaria cumpria a contento suas atribuições de pastor, ausentando-se de cultos e das visitas domiciliares.

O advogado Raimundo Alves da Cunha falou em nome da igreja e contestou as denúncias. "Nada do que ele fala é verdadeiro. Quem conhece o conselho sabe que ele sempre pregou apoio aos homossexuais, sem distinção a ninguém. Isso é um álibi que ele usa em sua defesa, mas as provas que temos mostrarão o contrário. Procurem levantar os nomes dos membros do conselho e saberão quem está com a verdade. Os fatos estão comprovados e descritos na petição. A Justiça é quem irá decidir", sustentou.

"Essas alegações foram apenas uma nuvem de fumaça para encobrir os reais motivos da minha demissão. O motivo foi uma reunião na casa de um dos membros do conselho, onde foi declinado o nome do rapaz, falando sobre a sua orientação sexual e que eu o havia apoiado, permitindo que o mesmo ensaiasse no grupo musical da igreja. De forma alguma a palavra de Deus nos orienta a ficar na porta da igreja questionando as pessoas sobre a orientação sexual delas", disse o pstor, justificando sua atitude. "Toda nossa formação é orientada para que possamos incluir as pessoas. O próprio nome 'graça' tem 25 significados e um deles é acolhimento", argumentou Santos, que continua no mesmo cargo, aguardando decisão judicial sobre o processo movido contra ele pelo conselho. "O silêncio é que gera a intolerância", arrematou.

O jovem, que frequenta a congregação há um ano e meio no bairro Alto Maron, confirma as denúncias. "Sempre houve afastamento, exclusão por parte de alguns membros devido à minha orientação, e isso num local que deveria dar apoio às pessoas", desabafou. O pai, a mãe, irmãos e outros seis membros da família frequentam a mesma igreja. Ao comparecer à delegacia para prestar queixa, o pai disse ter tido a convicção de que o filho, de fato, havia sofrido discriminação por conta de sua homossexualidade. "Quero continuar frequentando a igreja, quero que meu filho seja ganho para Cristo, seja ganho para o Senhor. Não quero que ele seja um jogado aí na rua, desprezado pelo fato de ser um homossexual", afirmou.

A coordenação do Grupo Safo, entidade que defende os direitos do público LGBT, também prestou queixa na delegacia. "Não como homofobia, porque não é crime, mas por discriminação por orientação sexual. Vamos ingressar com processo e também acionar o Conselho Tutelar e os organismos de direitos humanos", anunciou a coordenadora do grupo, Rosilene Santana.

Fonte: Terra
Comentários (131)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 20-08-2012 às 01:25 kassiolive@live.com
    resposta para: pro kassio e ceb. do rio de janeiro14/01/2012 12:59 vcs julgam os outros e ainda fala em nome de deus, devia ler a biblia novamente e aprender nao julgar os outros, vcs sao os piores seres q existe VIADOS HOMOFOBICOS era só isso q faltava nesse mundo, a igreja somos nós seus imbecis, cheios de defeitos e nada santo digo assim de passagem thomas... " eu não estou a jugar meu amigo eu só estou a dizer que a casa de deus é um lugar santo, e tem que ser respeitada, e que eu leio a biblia e sei que eu estou em pecado mais eu pesso a deus misericordia ... e que não cabe a mim jugar ninguem pois quem é eu pra jugar, a não ser ajuda o meu proximo... e outra vc tem que ser mais maturo primeiro ler, entender pra depois dar sua opinião... e obg pela sua critica pois vai mim ajudar futuramente...
  • em 26-06-2012 às 00:32 neneko veiga
    isso que eu acabei de ler é uma discriminação não é? poi se todos somos filhos do mesmo deus. bom é pecado isso e aquilo pois os padres que por baixo da batina esconde muita coisa, e os pastores que pregam uma coisa e fazem outra, como por exemplo fazem sexo com os homo sexuais e não épecado e dizem vamos orar que deus nos perdoa e no dia seguinte faz o mesmo novamente é só orar que deus perdoa mas uma coisa é certa as igrejas exisrem só para tirar o dinheiro dos ignorantes um exemplo a igreja universal bota os fiéis no seraza se não pagar o disimo isto esta na blibia? se esta eles que colocaram abraços gostei desse saite
  • em 31-01-2012 às 22:15 Pah
    Como esses pastores esperam que os gays se tornem fiéis? Jugando? as igrejas precisam de pastores assim.. qu fazem a diferença.. em vez de valorizar eles expulsam e ainda por cima caluniam... mais acredito em um Deus justo.... não em pastores ladrões...
  • em 29-01-2012 às 12:28 Wes
    Gostei muito da atitude desse pastor o mundo precisa de mais pessoas asim boas q fica do lado do bem acima de tudo eu odeio pastores odeio crente mas odeio pq muitos pastor e crentes fala q gay e doença porisso odeio mas como dizem nem todos e do mal nem precoceituosso gostei desa atitude fiquei feliz :D
  • em 25-01-2012 às 14:41 Alfonso
    o mestre jesus tb expulsou aos mercaderes do templo. A palavra de DEUS e gratis para a Criacão entera,e como falou João Batista que cobra o dizimo e da raça das víboras.
  • em 24-01-2012 às 12:12 VICTOR KENEDY
    MUITO IMPORTANTE VERMOS OS DOIS LADOS DA HISTÓRIA, LI A CARTA MANDADA PELA IGREJA E PELO VISTO O PASTOR ERROU FEIO E NÃO FOI DEMITIDO PELOS MOTIVOS CITADOS NA REPORTAGEM! LEIAM A CARTA VCS TBM!
  • em 23-01-2012 às 14:10 CARTA ABERTA À POPULAÇÃO
    A Igreja Batista da Graça lamenta informar: 1. O Sr. Sergio Emílio Meira Santos, foi Pastor Interino da Igreja Batista da Graça, pelo período de julho de 2010 a dezembro de 2011, nomeado pelo Conselho de Administração, o qual em dezembro de 2011 deliberou por não renovar a interinidade a partir de 1º de janeiro de 2012. 2. A decisão da Igreja foi baseada na postura inadequada de Sérgio Emílio Meira Santos, ao se comportar de forma incompatível para o cargo, com absenteísmo frequente e ofensas a membros do Conselho de Administração e da Igreja, chegando a afirmar publicamente: “vocês estão lidando com a pior pessoa do mundo”. 3. Após ser formalmente comunicado da sua exoneração por carta, devido se negar a receber o Conselho, alegando não ter tempo na primeira semana de janeiro, Sérgio Emílio Meira Santos, já como ex-Pastor, no dia 03 de janeiro de 2012, invadiu o templo da Igreja Batista da Graça às 04 horas da manhã, subtraindo alguns dos bens de maior valor da Igreja (guitarra, computador, impressora e veículo Kombi), os quais só foram devolvidos por determinação do Sr. Delegado de Polícia de Repressão a Furtos e Roubos, que ordenou a devolução no prazo de 24 horas, durante audiência para a qual Sérgio Emílio Meira Santos foi intimado por aquela Autoridade Policial. 4. Após esta sequência de fatos lamentáveis, Sérgio Emílio Meira Santos, em desesperado ato de vingança criou a mentira talvez mais grave da sua vida, ao acusar a Igreja Batista da Graça de discriminar, devido à sua preferência sexual, um menor que frequenta a igreja juntamente com seus pais, embora nenhum deles seja membro da mesma, mas continuam benvindos e dignos de respeito. 5. Esta acusação leviana e mentirosa tem o propósito ardiloso de desviar a atenção da população, da imprensa e das autoridades policiais da péssima conduta de Sérgio Emílio Meira Santos. 6. A Igreja Batista da Graça desafia publicamente a Sérgio Emílio Meira Santos a provar suas torpes acusações. 7. A Igreja Batista da Graça dispõe e disponibiliza farta documentação, tais como, atas registradas em cartório, relatório da empresa de segurança com detalhe de data e horário da invasão da Igreja, boletim de ocorrência policial e assinatura da maioria dos membros da Igreja Batista da Graça assumindo as decisões tomadas. Tais documentos são capazes de contestar as calúnias e comprovar a delinquência, as falácias e as mentiras de Sérgio Emílio Meira Santos. Vitória da Conquista, Ba., 16 de janeiro de 2012
  • em 21-01-2012 às 15:33 Erivelton
    Sou homossexual e sou evangelico não foi escolha minha ser gay, e toda minha familia sabe e me critica quando vou para a igreja, gosto de estar sempre com Deus, se na biblia dizer que é pecado homem com homem ou mulher com mulher se relacionar eu deixo de ser o que sou, e para quem traduziu a biblia ocultou muitas coisas.
  • em 18-01-2012 às 23:27 Andrew
    O MAIS IMPORTANTE NA VIDA É O AMOR ... PARABÉNS PARA ESSE PASTOR, REALMENTE É HOMEM DE DEUS QUE NÃO ACEITA ESSES ABSURDOS IMPOSTOS POR UMA IGREJA QUE NÃO ACREDITA E NEM PREGA AMOR .. LEMBRANDO QUE DEUS É O AMOR, PAZ, SABEDORIA .. E PARA OS HOMOSSEXUAIS JESUS AMA TODOS VOCÊS.
  • em 17-01-2012 às 17:49 Para Ivan
    Porque você é um ser-humano, e não um simples animal.
  • Mostrar mais comentários...