Apenas uma utopia

Anuncio de Papa Bento XVI celebrando casamento gay causa polêmica.

por Redação MundoMais

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013

Um anuncio de uma companhia de energia da Nova Zelândia vem causando polêmica no país. A empresa Powershop resolveu fazer uma peça publicitária a favor do casamento gay.

Na imagem, o Papa Bento XVI aparece todo feliz celebrando o casamento de dois rapazes. Alguns cidadãos da Nova Zelândia consideraram que o anuncio é uma ofensa a Igreja Católica.

A empresa de energia se defende, dizendo que liberdade e igualdade fazem parte dos valores da companhia.

A entidade máxima de controle da publicidade do país, ao receber solicitações de que o anúncio seria desrespeitoso com a Igreja, rejeitou os pedidos e deu apoio à empresa de energia.

Comentários (57)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 03-02-2013 às 18:52 P Teófilo
    Quero que o papa, a sua igreja e você vão para o qdi com essas teorias medievais? Traduza!
  • em 29-01-2013 às 00:26 Teófilo
    Acho um absurdo tais propagandas! Porque quando o Papa orienta a respeito da sexualidade, fala aos fieis, para que eles busquem uma vida mais sóbria e equilibrada, a final a Igreja pra quem não sabe em seu catecismo afirma que: §2358 Um número não negligenciável de homens e de mulheres apresenta tendências homossexuais profundamente enraizadas. Esta inclinação objetivamente desordenada constitui, para a maioria, uma provação. Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á para com eles todo sinal de discriminação injusta. Estas pessoas são chamadas a realizar a vontade de Deus em sua vida e, se forem cristãs, a unir ao sacrifício da cruz do Senhor as dificuldades que podem encontrar por causa de sua condição. §2359 As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Pelas virtudes de autodomínio, educadoras da liberdade interior, às vezes pelo apoio de uma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem se aproximar, gradual e resolutamente, da perfeição cristã. Que ofensa há aqui? Ela Propõe que: Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á para com eles todo sinal de discriminação injusta. Estas pessoas são chamadas a realizar a vontade de Deus em sua vida e, se forem cristãs, a unir ao sacrifício da cruz do Senhor as dificuldades que podem encontrar por causa de sua condição. Pergunto e por que a igreja tem que validar a união homossexual se o Matrimônio é recebido em virtude da procriação e não pelo simples ato de se unir? É muita ignorância, me desculpe, falar sem conhecer todo o processo que a Igreja realizar para saber se um casal está apto ao matrimônio sem se quer saber o que ela entende por casamento e matrimônio termos próprios da religiosidade. Penso que quando o Papa orienta os fiéis, faz como uma mãe que às vezes nem entende os filhos que tanto ama, e dai orienta seus filhos a partir de sua experiência de vida, formação recebida emitindo assim um juízo de valor.
  • em 28-01-2013 às 16:29 Fabio
    Pais protestante. Blah
  • em 27-01-2013 às 16:18 Franca
    Espero q um dia esse anucio seja real , q a igueja catolica perceba de vez q toda forma de amor e abencoada por Deus.
  • em 27-01-2013 às 11:12 Gitano Fuego
    Vá tomar no cú o papa e os eus seguidores.
  • em 26-01-2013 às 13:00 p/ D K ES
    cara vc A-R-R-A-S-O-U disse tudo
  • em 26-01-2013 às 12:18 Diego
    o que mais tem e gay na igreja pro traz da batina, manda o papa se fuder.
  • em 26-01-2013 às 11:28 Julio
    O nosso casamento eh considerado uma abominacao, pecado e uma aberracao social em muitos lugares, porem nossos impostos sao bentos como o papa para a sociedade, se gays sao tao impuros, pq aceitam nosso dinheiro para manter esta sociedade tao pura?
  • em 26-01-2013 às 09:30 EdisonBR
    Tenho dificuldade em entender os que se submetem à espera da migalha de quem sempre nos vilanizou. Quem precisa disso? Eu não reconheço nesse senhor a autoridade para a intermediação na minha aproximação das coisas sagradas e recuso a ingerência dessa religião em minha vida. O que eu quero são direitos civis igualitários.
  • em 26-01-2013 às 00:35 Dioney
    Igreja não precisa de seus deveres,seu beócio maricão.
  • Mostrar mais comentários...