Tolerância zero

Obama critica Rússia e diz que não tem paciência com países homofóbicos.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 08 de Agosto de 2013

Na última quarta-feira (07), em entrevista ao programa "The Tonight Show", da rede NBC, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, comentou sobre as medidas intolerantes que a Rússia tem tomado com relação a comunidade LGBT e afirmou que não tem paciência com países homofóbicos.

"Sem tolerância para os países que tentam intimidar gays, lésbicas e transgêneros, de uma maneira prejudicial a eles", declarou Obama.

O apresentador Jay Leno comentou ainda sobre os Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecerão em 2014 na Rússia, que viraram motivo de pressão para que o país revogue as leis conservadores que cercam homossexuais, como a proibição de Paradas gays ou qualquer tipo de manifestação que "promova a homossexualidade".

"Eu acho que eles entendem que a maioria dos países participantes dos Jogos Olímpicos não toleraria que gays e lésbicas fossem tratados de forma discriminatória", afirmou Obama.

Segundo o presidente dos Estados Unidos, é importante que em qualquer parte do mundo prevaleça a igualdade e a justiça. "Uma coisa que é importante para mim é ter certeza de que as pessoas serão tratadas de forma respeitosa e com justiça. É isso o que defendemos, eu acredito que esse preceito não é exclusivo para a América. É algo que deve ser aplicado em todos os lugares ", concluiu.
Comentários (14)
  • em 11-08-2013 às 19:45 ernane
    quando dizem que os E.U.A, ocupam um lugar de destaque no mundo, que o diferenciam dos demais países .tá ai o porque,parabens presidente Obama pela coragem de bater de frente contra a hipocrisia e o falso moralismo.criticando esses bárbaros russos que insistem em viver na idade da pedra.Quem dera outros chefes de Estado se posicionassem dessa forma.inclusive a nossa.
  • em 10-08-2013 às 22:12 PRIDE
    ESTE É UNICA QUE Ñ FALTA POR AQUI SEMPRE PRESENTE TÁ EM TODAS ! BARACK XL CLUB OBAMA ! EUA USA ! HAPPYS IS HAPPYS !
  • em 10-08-2013 às 18:16 Subversivo
    Ontem um grande beijaço em frente a embaixada da Rússia na Antuérpia, Bélgica. Os bigodões nos beijos e abraços. Vamos aos consulados e diplomacias deste país machista e fazer um estardalhaço em pról dos GLBTs russos. Vamos subverter, veados, e que os direitos sejam universais!
  • em 10-08-2013 às 08:38 Ivan
    Ontem, Barack Obama pronunciou que não será possível boicotar os jogos de inverno para não atrapalhar a realização de atletas, que já se preparam há tempos e incentivou para que atletas gays ganhem medalhas de ouro e prata para mostrar que têm capacidade. A Rússia temendo disse que sua lei radical contra os gays não afeta os estrangeiros. Já em Nova Iorque manifestantes gays, frequentadores de bares quebraram várias garrafas de vodka russa em protesto ao radicalismo daquele país. Uma repórter da globo news disse que a manifestação é apenas o começo de hostidades contra a arcaica Rússia.
  • em 10-08-2013 às 06:58 rico
    OBAMA FORÇA, É ISSO MESMO ESSES RUSSOS MALDITOS E AUTORITARIOS SEM UM PINGO DE RESPEITO AO SOFRIMENTO HUMANO...........
  • em 09-08-2013 às 01:30 Paulo Henrique
    É isso aí, Obama. Corte relações com países ditadores que não respeitam as liberdades individuais.
  • em 08-08-2013 às 20:37 Rick DF
    Eu acho que todos os países decentes, o q infelizmente nao inclui o nosso, deveriam se negar a participar dos jogos na Russia em respeito aos seus atletas gays (que nao sao poucos) e aos gays russos. Seria o mínimo.
  • em 08-08-2013 às 19:58 Arnold Filho
    Corrigindo o meu texto anterior, o último período deve ser lido assim: A futura aprovação, via Legislativo, é importante, mas o fato de ainda não ter ocorrido, não impede a concretização tanto da união estável homoafetiva, como do casamento entre iguais. (Por um lapso meu, eu tinha colocado o termo impede, quando o correto é não impede).
  • em 08-08-2013 às 19:55 Arnold Filho
    Uma informação: o Brasil já aprovou o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O fato de não ter sido através do Congresso Nacional não diminui a conquista dos grupos LGBT. A decisão do Supremo Tribunal Federal de equiparar a união homoafetiva à união heteroafetiva e a posterior decisão do Conselho Nacional de Justiça de autorizar o casamento igualitário são normas definitivas, para as quais não haverá retrocesso. A futura aprovação, via Legislativo, é importante, mas o fato de ainda não ter ocorrido, impede a concretização tanto da união estável homoafetiva, como do casamento entre iguais.
  • em 08-08-2013 às 19:51 titi
    Pessoal os homossexuais vao ter os mesmos direitos dos outros é tudo uma questão de tempo.
  • Mostrar mais comentários...