Respeito à identidade

Alunos transgêneros da Califórnia poderão escolher banheiro que vão usar.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 15 de Agosto de 2013

O governador da Califórnia Jerry Brown acaba de assinar uma lei permitindo que estudantes transexuais escolham o banheiro ou vestiário que desejam usar nas escolas. A medida, válida para alunos do jardim de infância ao ensino médio, entrará em vigor em 1° de janeiro de 2014.

Com a decisão, uma aluna transexual que nasceu homem, mas que se identifica como mulher, poderá frequentar o banheiro feminino. A medida sancionada pelo governador Brown já está provocando polêmica nos Estados Unidos.

A Califórnia é o primeiro estado norte-americano a levar em consideração a identidade de gênero dos alunos nas escolas publicas.

Em Massachusetts e Connecticut existem leis que garante proteção aos transgêneros, mas nada especifico como a lei californiana.

O aluno transexual Devon Marchant , da Folsom Lake Community College, vê a medida como positiva. "Dará a oportunidade a esses alunos de participar de atividades extracurriculares e de esportes, sem medo de discriminação ou preconceito”, declarou ele em entrevista à rede de notícias CNN.

Na mesma entrevista , a mãe de aluna Maria Garcia se mostrou temerosa com a medida. “Não é porque eles estão confusos que têm que confundir os outros também”, observou.

O autor da lei, o democrata Tom Ammiano entende que a convivência com os transexuais vai diminuir o preconceito e o estranhamento como o de Garcia.

“Os alunos transexuais vão deixar outras crianças desconfortáveis? Talvez. Não quero minimizar a questão, mas novas experiências são sempre desconfortáveis. E isso não pode ser uma desculpa para o preconceito”, concluiu o Ammiano.

Comentários (8)
  • em 20-08-2013 às 01:29 TERESINA - A futura Dubai brasileira
    L I B E R D A D E !!!
  • em 18-08-2013 às 14:35 SP 31
    Não vai da muito certo isso.
  • em 15-08-2013 às 19:01 Miguel
    Isso aê, Brown! À medida que alguns lugares forem aprovando o uso do banheiro de acordo com a identidade de gênero do indivíduo e com o tempo as pessoas perceberem que não vai acontecer nada demais, o mundo vai poder ter um exemplo para seguir. As pessoas imaginam que tal medida vai permitir que um homem se vista de mulher para entrar no vestiário/banheiro feminino. Minha gente, para quem está mal intencionado, essa lei não faz diferença, fariam com a lei ou sem a lei! Ninguém pode pensar em privar o direito dos outros, ou continuar a perpetuar o preconceito e desconforto de uma parte da população pensando em casos super extraordinários, na exceção da exceção. É uma falácia achar que essa lei vai promover as pessoas se travestirem para fazer sacanagem.
  • em 15-08-2013 às 16:22 RIVO 99MG
    VAGABUNDOS!!!
  • em 15-08-2013 às 16:21 RIVO 100MG
    ESTÃO SEMPRE INDO DE ENCONTRO À TUDO QUE É IMORAL. INSISTEM EM CONTINUAR DESTRUINDO TUDO O QUE HÁ DE NORMAL, VERDADEIRO E DE BOA ÍNDOLE NO MUNDO.
  • em 15-08-2013 às 16:10 RIVO 100MG
    ESSA GENTE ME ENOJA!
  • em 15-08-2013 às 16:02 Recado para o Primeiro comentário
    É por existirem idiotas, ignorantes e bichas afetadas como você que assuntos como estes caem na ridicularização e baixaria
  • em 15-08-2013 às 12:25 primeira
    os banheiros agora são unisex. vai virar tudo swing. men x men, women x women, men x women. hard sex. diliciaaaaaaaaaaa