Amor, seja como for

Governo do RS lança campanha contra homofobia, nesta semana. Confira!

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 29 de Agosto de 2013

O governo do Rio Grande do Sul lança nesta semana a campanha “Amor, seja como for”, com fotos de três casais homossexuais. A agência responsável pela campanha abriu inscrição para participação popular e não usou modelos.

A Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos do estado, aproveitando que na quinta-feira (29) é celebrado o Dia da Visibilidade Lésbica, vai colocar 30 outdoors na região metropolitana de Porto Alegre e 80 banners em ônibus da capital gaúcha.

A intenção da campanha, segundo o coordenador estadual de Diversidade Sexual da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos, Fábulo Nascimento da Rosa, é o respeito à diversidade sexual e promoção da igualdade.

Comentários (19)
  • em 03-09-2013 às 00:42 Craimee
    É isso ai mesmo!
  • em 02-09-2013 às 20:51 Sérgio Gaúcho
    Ainda que o Estado pareça ser pouco homofóbico, tente cantar um "boyzinho" gaúcho. Sei lá, acho que no Nordeste, mesmo com todo o machismo, as bibas são mais felizes... Elas saem prá lá e prá cá e os "boyzinhos" curtem com elas. Esta é a expressão> fulano curte, fulano não curte, e a MAIORIA CURTE!!! Ok, o Grupo Gay da Bahia não concordaria comigo, outros grupos de Pernambuco, etc também não, mas há grande concentração gay na noite das Capitais dos Estados Nordestinos. E o Rio? Quer lugar onde os gays, dentro do possível, se dão tão bem... TÔ falando já no Sudeste.......
  • em 02-09-2013 às 16:43 Arnold Filho
    Os gays, discriminados há séculos, inclusive pelas próprias famílias, começaram a ganhar visibilidade e a ter direitos reconhecidos há pouco tempo. Esses direitos se ampliaram com a o reconhecimento da união estável homoafetiva, pelo Supremo Tribunal Federal, e pela regulamentação do casamento homoafetivo, através do Conselho Nacional de Justiça. Infelizmente, as pessoas intolerantes começam a reagir a essa visibilidade dos homossexuais. É preciso combater a homofobia, pelos meios legais, criminalizando a discriminação homofóbica, e principalmente com educação, porque a ignorância é o caldo de cultura do preconceito. São necessárias políticas de Estado, abrangendo as 3 esferas, União, estados membros e municípios. O governo do Rio Grande do Sul e a Prefeitura do Rio de Janeiro através de campanhas de combate à homofobia, dão bons exemplos, que precisam ser seguido pelos demais órgãos públicos e privados do País.
  • em 30-08-2013 às 23:24 colorado - Porto Alegre p/ Ivan
    Ivan isto é bem mais antigo, pelo que sei é algo histórico, no seculo passado em Pelotas, os filhos de famílias ricas eram mandados para estudar na França e ao retornar vinham com jeito mais requintado, educado, com classe... O que os moradores da cidade estranhavam, já que tinham a mentalidade machista de um bom gaúcho de meados do inicio do seculo passado. Por isto dizem que pelotense é gay, mas não sei se esta é a mesma história que explica esta fama ridícula no resto do Brasil. Este vídeo nunca tinha ouvido falar, pra mim é novidade.
  • em 30-08-2013 às 20:49 titi
    Parabens para o Estado do Rio Grande do Sul, com essa iniciativa, que os outros estados fazem os mesmo, sou do parana.
  • em 30-08-2013 às 17:56 Arnold Filho
    É importante que os demais estados brasileiros e também o governo federal sigam o exemplo do Rio Grande do Sul, em sua política de inclusão das pessoas homoafetivas.
  • em 30-08-2013 às 15:31 Ivan
    O vídeo da "capoeira de gaúcho" que bombou no youtube e nos celulares, fez com que a ignorância associasse gaúcho a gay. Tanto que quando queres zoar com alguém basta chamá-lo de gaúcho, Isso ocorre muito em SP, embora o vídeo esteja desgastado. Bem que eu queria um peludo gaúcho de bigode, pra beijar na boca.
  • em 30-08-2013 às 14:26 colorado p/ Hitler
    Kkkkk, a fama que gaúcho tem? qual fama seu ogro? tu sabe a história por trás desta "fama", não, pois não é gaúcho e ainda é um ignorante, recalcado e enrustido. A ideia é ótima, só podia vir do RS, apesar de ser um Estado machista, racista e intolerante, não somos tão radicais quantos os estados do sudeste, norte e nordeste que assassinam e agridem homossexuais, quase que semanalmente se ouve um caso.
  • em 30-08-2013 às 12:36 samantha
    qro comer a careca da foto dilciaaaaaaa
  • em 29-08-2013 às 22:58 Guarulhos
    É promotor Henrique Limongi, que desautorizou o registro em cartório da união homoafetiva como vc verá esta campanha do seu visinho???
  • Mostrar mais comentários...