De portas abertas

Ian Matos, atleta brasileiro de salto ornamental, assume homossexualidade.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 07 de Janeiro de 2014

Ian Matos, de 24 anos, nasceu em Belém do Pará mas morou há 7 anos em Brasília. O jovem atleta, que acaba de se mudar para o Rio de Janeiro, contou que a capital não só o ajudou a treinar suas habilidades para o salto ornamental como tornou possível o desejo de viver abertamente sua sexualidade.

Em entrevista ao Corrêio Brasiliense, Matos falou pela primeira vez sobre sua orientação sexual. Praticante da mesma modalidade, o atleta revelou que a saída de armário do britânico Tom Daley também impulsionou a sua vontade de tornar publico quem realmente ele é.

“Quando vi [Tom Daley se assumindo], brinquei com um amigo. Falei que ia fazer também. Ele aconselhou que eu esperasse passar as Olimpíadas do Rio [em 2016] para não deixar de receber patrocínio. Não acho que vá me atrapalhar, mas também não posso pensar que o mundo concorda comigo”, declarou.

Segundo o atleta, que já foi três vezes campeão brasileiro na prova de trampolim de 1 metro, ser homossexual assumido no esporte é o mesmo que se assumir gay no colégio ou em qualquer outra situação em que possa sofrer bullying.

“Parece que, por ser homossexual, você já começa um nível abaixo. Ouvi muito ‘não vou perder para um viadinho’ ou ‘não acredito que você perdeu para o viadinho’”, contou.

Para Ian Matos, o fato de atletas brasileiros não se assumirem é devido não só ao preconceito no meio esportivo como na sociedade. “As pessoas não estão preparadas para lidar com isso”, concluiu.
Comentários (24)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 14-01-2014 às 08:30 Fábio Modesto
    Na verdade eu não entendo essas discussões sobre homossexualidade.... eu não tô nem aí se o cara é gay, se não é... Pra que dar tanta importância p uma coisa que não depende da pessoa. Cada um nasce de um jeito é isso não impede de desempenhar o papel que seja na sociedade.
  • em 10-01-2014 às 20:02 Love
    Mas sempre seremos julgados por ser gay, como o carater dos gays fossem todos iguais.
  • em 10-01-2014 às 01:34 DOUGLAS
    MANO NEM PRECISAVA FALAR TAVA NA CARA TÁ.......
  • em 09-01-2014 às 23:03 KAKA OLIVEIRA
    Não consigo entender porque nesta sociedade hipócrita o cara se assume como gay e pode perder patrocinios etc como gay fosse alguem burro. Acorda Brasil o importante é o carater, o profissionalismo o que muitos que se dizem heteros no congresso não são. Cambada de hipócritas. Seria uma injustiça negarem os patrocinios para o Ian,
  • em 09-01-2014 às 15:33 Delicinha
    Ai que tudo! É isso aí bofe, arrasa cas colega!!! E pra vc caceteiro, tem que assumir sim, porque só assim vamos ganhar força pra podermos ser nós mesmos!
  • em 09-01-2014 às 13:22 CACETEIRO
    ALGUÉM PODE ME DIZER PORQUE QUE TEM QUE ASSUMIR??? ALGUM HETERO ASSUME QUE É HETERO???
  • em 09-01-2014 às 10:56 Nadador
    "Santos volumes!"
  • em 09-01-2014 às 03:17 Estevao/PE
    Ainda vou ver um grande idolo do futebol se assumindo, e depois dele diversos outros. E para os Corinthianos nao zoarem com Sao Paulinos e vice-versa, tem que ser dois dois times e quem a gente menos imagina. Imaginem soh a cara dos babacas homofobicos e viados enrustidos das torcidas organizadas destes e de outros times!
  • em 08-01-2014 às 21:11 Nadador P/ Lele
    É muito difícil você ficar olhando para aqueles "recheios" medonhos na beira da piscina, sem ficar excitado de tesão! Falo por experiência própria, pois sou nadador profissional aqui do meu culube. Muitas vezes preciso desviar o olhar, pensar em outras coisas, conversar, disfarçar. Pior é no vistiário. Que sufoco!
  • em 08-01-2014 às 20:42 Lele
    Como ele deve aguentar o tesão vendo os oponentes usando sungas?? Eles ficam juntos no vestiário? hehehe Difícil trabalho!
  • Mostrar mais comentários...