Dança Burra II

Bailarino Marcelo Gabriel apresenta performance questionando os padrões da sociedade.

por Redação MundoMais

Sexta-feira, 10 de Janeiro de 2014

Marcelo dança para questionarMarcelo dança para questionar

O bailarino Marcelo Gabriel (Companhia de Dança Burra) está de volta ao palco para usar o corpo como forma de questionar o mundo atual – seus padrões, preconceitos e moral imposta pela sociedade tradicional. Ele apresenta neste mês em São Paulo, no Sesc Pinheiros, a performance "Dança Burra II".

Nos próximos dias 17, 18, 24 e 25, ele ocupa o Teatro do Sesc Pinheiros, sempre às 20h30, para apresentar o solo que é seu primeiro trabalho como coreógrafo, e que deu início a sua pesquisa em quedas, estabelece um diálogo entre artes plásticas, dança e Teatro. Marcelo cria uma instalação cênica apresentada em coletivas e salões de arte e que recebeu referência especial no XX Salão Nacional do Museu de Arte de Belo Horizonte em 1988.

"Dança Burra Parte 2" aprofunda a análise, tendo como fundamento a construção de signos de poder e dominação, sua estrutura no discurso e influência no corpo da linguagem. Sintoma cronificado pelo adestramento do gesto, seu reflexo no comportamento, normatizando o desejo em um corpo social amputado. Se você pensou no padrão heterossexual dominante sendo desconstruído, acertou.

Marcelo ministra também, entre os próximos dias 21 e 24, o workshop "Plataforma de criação para o ator dançarino", sempre das 15h às 17h. Os interessados devem enviar até 15 de janeiro curriculum para o e-mail danca@pinheiros.sescsp.org.br. Aqui embaixo tem um vídeo de “Prêt-à-Porter de Vísceras II”, apresentado em 2013, para você ter um gostinho do que vem por aí:

Serviço:

Sesc Pinheiros: Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros

R$ 2 a R$ 10

Duração: 60 minutos

Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.

Comentários (4)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 11-01-2014 às 21:02 normando roberto
    Tem alguma coisa errada no mundo, talvez seja a nossa contradição.
  • em 10-01-2014 às 12:25 arte é arte
    não se discute. vejamos nos museus, qualquer pedaço de vidro quebrado, hoje, é arte. talvez o que falta ao mundo é qualidade. atualmente, o lixo é luxo e o luxo é lixo. vai do conceito de cada um.
  • em 10-01-2014 às 12:17 Bb df
    Ficar comendo banana . Nao vai chamar atencao de ninguem. Se fossem pra comedia seria melhor.
  • em 10-01-2014 às 10:18 Mickey Pop Turma da Mônica
    Super mega curioso o titulo da dança performeçe dele ! Vale apena assister é prestigiar é desperta a curiosidade porqué ele retrata este titulo a sociedade puliceia paulista paulistana ! Wow wow .