Apenas 23 anos...

Jovem bissexual é assassinado após ser perseguido por motociclistas.

por Redação MundoMais

Segunda-feira, 05 de Janeiro de 2015

Júlio César da Silva tinha apenas 23 anos e estudava para prestar vestibular.Júlio César da Silva tinha apenas 23 anos e estudava para prestar vestibular.

MINAS GERAIS - O misterioso assassinato de um jovem bissexual em Astolfo Dutra, na Zona da Mata, está sendo investigado pela Polícia Civil. Uma das possibilidades apuradas por policiais da pequena cidade é de que o caso possa ter sido motivado por homofobia, porém outras possíveis motivações não são descartadas. Júlio César da Silva, de 23 anos, foi encontrado morto na manhã da última sexta-feira (2), com um tiro nas costas, próximo a um dos trevos do município.

De acordo com testemunhas, o jovem, que estava em sua moto, teria sido perseguido por pelo menos 2 km por uma dupla de motociclistas que gritavam: "O 'viadinho' vai morrer". Amedrontado, o jovem chegou a pedir socorro a moradores das casas por onde passava e suplicava para que chamassem a polícia.

"Já era bem tarde da noite, umas 23h da quinta-feira, quando escutei a gritaria. Eles passaram muito rápido aqui e o Júlio chegou a gritar o nome de uma amiga dele da rua. Pedia para chamar a polícia, porque ele ia ser morto. Parecia até uma brincadeira, mas como também houve tiroteio, todo mundo da rua se assustou. A cidade é pequena e está todo mundo espantado", contou um morador da cidade, de 43 anos, que pediu para não ser identificado.

Diante da situação, a Polícia Militar (PM) fez um rastreamento por toda a cidade, mas o jovem e os suspeitos não foram localizados. A vítima só foi encontrada morta na manhã desta sexta, por um amigo da família que o viu caído às margens da rodovia MG-285, a cerca de 300 metros do trevo de Astolfo Dutra. Quando os militares chegaram ao local, o rapaz já estava sem vida e com o corpo rígido. A motocicleta que ele usava foi encontrada próxima dele.

Investigação

A investigação do caso está sendo feita pela delegacia de Cataguases. Procurada, a assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que mais detalhes sobre o caso só poderiam ser repassados na segunda-feira (5). Porém, policiais ouvidos pela reportagem disseram que as informações sobre o crime ainda são escassas e que a polícia não descarta nenhuma hipótese de motivação para o crime, inclusive a de homofobia.

De acordo com o primo da vítima e funcionário público Deleon Silva, a família não possui suspeitas de ninguém. "Ele não tinha declarado sua bissexualidade para toda a família, e eu e alguns primos mais próximos já sabíamos. Mas não posso afirmar que o ocorrido tenha a ver com isso. Estamos todos muito impactados ainda. Sei que ele era um cara tranquilo e que não tinha rixa com ninguém", afirmou. Segundo o parente, o primo estudava para prestar vestibular.

Imagens das câmeras de estabelecimentos comerciais da cidade, por onde o rapaz foi perseguido, estão sendo recolhidas pelos policiais. A expectativa é que com as imagens se consiga identificar os suspeitos do assassinato. Até a tarde deste sábado (3), ninguém ainda havia sido preso.

Comoção

Além de toda comoção na pequena cidade, que possui uma média de um homicídio por ano, o Facebook de amigos e familiares da vítima também serviu de palco para homenagens ao jovem. A maioria das mensagens pedia por justiça e "investigação imediata da polícia".

Denuncie

A polícia pede que qualquer informação que ajude na investigação do crime seja repassada pelo telefone 181. A denúncia pode ser feita de forma anônima.

Comentários (25)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 09-01-2015 às 19:51 Alfredo
    Porra, antes de ficar levantando questões, bobas, devemos nos ater em tentar resolver a situação, visto, que pode acontecer com qualquer um, é preciso ser solidário com a família e entender que quem morreu é um ser humano, igual a qualquer um de nós.Penso que não existe motivo para alguém ser morto. Se existem pessoas idiotas o suficiente que se acham no direito de matar alguém, devem ser concientizadas que a vida fala mais alto e que isso não resolve porra nenhuma.
  • em 08-01-2015 às 08:32 Padrequinho P/ Xana Summer
    Isso que você escreveu nem é "abobrinha"! Então não é "meça" e sim, "messa"? Ah! Esses comentaristas são de um alto nível cultural! Durma-se com uma batatada dessa! Pior que falar abobrinha! Nem posso me sentir ofenddido com isso. Bom, com licença, pois tenho dois bons livros que ainda não terminei de ler, que comprei na semana do Natal.
  • em 07-01-2015 às 17:30 obrigada Xana Sumer
    Qualquer um percebe que Cláudia Nereu é leviana. Porém você se equivocou, meça é sim, flexão do verbo medir! E que ela fala muita abobrinha não tenha dúvida!
  • em 07-01-2015 às 16:22 leco
    Policia imcopetente, ja que a cidade é pequena e todo mundo se conhece e por isso ficaria muito facil descobrir quem fez essa barbaridade no outro dia.
  • em 07-01-2015 às 13:47 Xana Summer P/ Padrequinha
    Bicha metida a intelectual, vá aprender gramática, antes de vir aqui postar abobrinha. Não é meça e sim, messa, do verbo medir, com dois ss. Puxa vida, analfabeta.
  • em 07-01-2015 às 11:57 as mal amadas
    Qualquer um aqui percebe ate uma criancas que estao comecando a vida que todos esses comentarios partem de bichas mal amadas e mal comidas que vivem nesse site para pegar o contato dos atores e infelizmente contrata los para felicidade financeira deles. Kkkkk
  • em 07-01-2015 às 10:03 Padrequinho P/ Ave Maria sem graça
    Não insultei ninguém aqui. Apenas fiz algumas críticas a determinados comportamentos que beiram a irracionalidade de alguns aqui. E me considero, de uma certa forma, intelectual, sim, porque cultivo as coisas do intelecto, como a boa leiturae o estudo de temas afins. Não no sentido vaidoso da palavra. Deixo o baixo nível por sua conta e risco. Ou quem sabe, tudo isso que você acaba de escrever não é fruto de uma certa inveja ou despeito? Não me meça pelo seu padrão, poço de desrazão.
  • em 07-01-2015 às 06:46 ave maria cheia de graça...
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk! Só me faltava essa. Uma troncha, sem eira nem beira, dizer que é intelectual. Se fosse um pouco inteligente não insultaria pessoas que em momento algum chamou-a para conversa; daria um tapa com luva de pelica e ponto. Soltou o veneno em cinco linhas, e a matéria que requer mais atenção, aventou algumas pobres palavras. Tadinha! Queria te encontrar na rua, e arrebentar a sua boca, Claudia!
  • em 07-01-2015 às 03:53 Jaime L.
    QUE PENA, por mais uma vida que se foi por causa dessa intolerância cada vez mais evidente, e também por esses comentários podres de algumas pessoas, não tem cabeça pra fazer um comentário decente, não o faça ou vai bater umazinha já que entrou no site para isso, não?
  • em 07-01-2015 às 00:54 rodando a banca sp
    O mais ridiculo e que essas bichas ai de baixo ficam se insultando e se esquecem de ir para seus habitats naturais. Boates gays, dark room, banheiros e saunas gays sem contar nos matos, parques coisa que viado ama. Aqueles que resistem a essas tentacoes que fiquem no site somente olhando e escrevendo asneiras e nada mais. Tchau fui estou indo para uma pegacao na sauna. Bjos...
  • Mostrar mais comentários...