Novas ferramentas

Bill Gates fala de soluções milagrosas contra a AIDS até 2030.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 27 de Janeiro de 2015

Bill GatesBill Gates

Duas novas ferramentas de combate à AIDS devem estar disponíveis até 2030 na forma de vacina ou novos tratamentos intensivos com drogas, o que deve acabar com a maior parte dos casos da doença, disse Bill Gates durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

Gates, cuja fundação de filantropia destina milhões de dólares em pesquisa médica, afirmou que “dois milagres” devem ser alcançados nos próximos anos. “Estamos muito otimistas de que neste período de 15 anos vamos conseguir obter estas duas ferramentas”.

Uma vacina atuará na prevenção de novas infecções entre populações suscetíveis, enquanto novos tipos de tratamentos intensivos com drogas devem eliminar a necessidade dos infectados de tomarem medicamentos por longos períodos

Bill Gates criou a Fundação Bill & Melinda Gates, entidade que destina milhões de dólares para pesquisas na área de saúde. Além dos tratamentos contra a AIDS, o trabalho de combate à malária também está avançado.

“Não veremos o fim da AIDS, disse Gates na apresentação. “Mas tanto para a malária como para a Aids teremos ferramentas que nos permitirão ter uma redução de 95 a 100 por cento dos casos, estas ferramentas serão inventadas neste período de 15 anos”, concluiu

Comentários (16)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 20-01-2018 às 12:23 Drizella.
    Esse homem não sabe de nada! A verdadeira solução é JESUS, fato! Beijos Brasil!
  • em 28-01-2015 às 19:15 NP
    Galera, não espalhem informações erradas. É verdade que um indivíduo pode auto controlar a infecção por HIV e não desenvolver AIDS durante um longo período. Mas somente com o acompanhante regular de um médico é que se pode determinar o momento adequado para iniciar a terapia com drogas anti-retrovirais e garantir que esse indivíduo continue a não desenvolver AIDS. A doença ainda não tem cura, ainda pode matar, mas os medicamentos existentes podem garantir que ela nunca se manifeste. Sobre os efeitos colaterais da medicação: um bom especialista saberá orientar sobre medidas para eliminar esses efeitos. E é certo que em breve estarão disponíveis drogas mais potentes, mais eficientes e muito mais bem toleráveis pelo organismo. Como o Bill Gates anunciou em Davos, também em breve os medicamentos deixarão de ser diários, podendo se transformar em doses semanais, mensais ou até mesmo anuais para controlar a multiplicação viral.
  • em 28-01-2015 às 17:25 Bem informado
    20/5/1983! Em 2013 comemorou-se os 30 anos da descoberta de Montagnier.
  • em 28-01-2015 às 17:19 Bem informado P/ In Recife
    Querido, se você tem preguiça de buscar no Google, lá vai. Os primeiros casos de AIDS foram notificados nos EUA em 1981. Quem primeiro identificou e isolou o HIV foi o médico francês Luc Montagnier, do Instituto Pasteur de Paris, em 20/5/2013, com a colaboração de sua colega Françoise Barré-Sinoussi. Depois, em abril de 1984, foi a vez do americano Robert Gallo, do Instituto Nacional do Câncer, em Maryland, EUA. Porém. somente Montagnier e Barré-Sinoussi viriam a receber o Prêmio Nobel de Medicina, em 2008. Somente em 2008! Foi uma longa disputa entre os franceses e o norte-americano.
  • em 28-01-2015 às 09:15 Pedro
    JR, já consegui aumentar minha imunidade mudando a rotina e hábitos alimentares. faço todo acompanhamento medico, só não uso medicação.
  • em 28-01-2015 às 07:03 Hawardh
    Tratei-me 15 anos e há mais de 20 descobri que tinha o HIV. Nunca tive doenças oportunistas, e quando percebi que já não precisava de tanto coquetel que tomava, os insípidos insistiram a que eu tomasse. Resultado- tive início de insuficiência renal- detalhe: era o efeito colateral de um dos componentes. Fui negligenciado, mas fazem-se de santos, que agiram corretamente. Enfim, nunca mais voltei ao centro de referência em AIDS quando através de exames e longo período sem coquetel, descobriu-se que o meu próprio organismo livrou-se do HIV. Mas frequentava o médico dos rins, que no começo me respeitava, me tratava bem e até entendia que fui vítima de erro e abuso médico. Só que na última consulta, mostrou-se imparcial, contaminado pela arrogância dos que me tratavam, que culpam o HIV pela insuficiência. Aqueles vivem em contanto com este, para saber de como andas a minha saúde, mas com desdém, dizendo livres de culpa e que o marginalizado sou eu. Conclusão: não mais irei para suas consultas, pois fui e ainda sou afetado psicologicamente pela negligência, e luto para poder trabalhar e não passar preocupações a meus amigos de trabalho e família. Mesmo com lesão nos rins, posso viver a vida inteira sem ter que fazer diálise; não tomo mais o remédinho que controlava minha pressão arterial e diminuiu-se a perda de proteínas. Urino normalmente e exame de ultrassom revelou que meu aparelho urinário está conservado. Claro, terei que evitar o sal e anti-inflamatórios a vida inteira, e optar por alimentos naturais. Livrei-me do HIV, fato, e venci a insuficiência renal. Vida normal, e se um dia tiver que voltar a estes imbecis, que seja para a morte!
  • em 27-01-2015 às 23:57 In Recife
    Gente a quantos anos descobriram a Aids??? década de 80 eu acho, eu nem era nascido ainda. E até hoje não descobriam uma cura??? É óbvio que já descobriram a cura da Aids, mas os laboratórios farmacêuticos que podem ficar hiper mega milionários $$$$$ vendendo um coquetel de remédios para as pessoas pelo resto da vida, não se limitariam apenas enquanto a vender poucas doses da cura numa dose de remédios por no máximo duas semanas, dois meses no máximo, o que seria um prejuízo imenso para os laboratórios farmacêuticos.
  • em 27-01-2015 às 23:28 Hawardh p/ JR
    Engano seu, meu querido! E o que é de bom os bons samaritanos não revelam a quem mais interessa. Há organismos, sim, que sozinhos se imunizam contra o HIV, claro que depois de vários anos de terapia em que o vírus se enfraquece! Eu sou um, e não quero ser privilegiado, pois acredito que muitos portadores já devam estar nessa condição. Nenhum portador que trabalha, estuda e sonha, merece ser abalado emocionalmente dentro de um consultório porque porta o mal. Eles são cruéis quando antecipam o que PODE acontecer- e que muitas vezes não acontece! Falando sério: apesar de toda formação, são aprendizes e ansiosos! Cuidem-se, porque não é fácil lidar com essa gente!
  • em 27-01-2015 às 23:08 2030 EITA 20 CASA !
    Nunca irá havera cura para este mega virus rico fabulso chic glamur fashion poder doença simples é rapida de se abater é descarta-se da figura MAIS VERIL poder aos ILGBTT ! Use é abuse faça com cabeça com prazer usando é abusando dela antes depois pre preveser CAMISINHA CAMISINHA COLORIDAS .
  • em 27-01-2015 às 23:07 Jonas
    A princípio, não há uma vacina milagrosa que cure o HIV instantaneamente, porém é possível chegar à cura funcional, ou seja, não tomar os arvs em tempo prolongado e infinito, como acreditavam os céticos! É direito que todo paciente fique a par dos resultados de seus exames feitos no ambulatório, e debater com os amigos quais os avanços e retrocessos no tratamento. Infelizmente é uma realidade: médicos gostam de somente entre eles falar sobre a saúde dos pacientes- e você tem de se submeter a seu juizo e confiança, contudo como diz um trecho filosófico: "maldito é o homem que confia em outro". Se vc, portador, perceber que determinado remédio está lhe causando mal por ter certo efeito colateral, e nada é feito, reclame na saude.com, que lá técnicos especializados analisarão o seu caso. Mas nunca "abandone" o tratamento, pois há avanços na medicina que atende os pacientes. Lutemos contra o medo que nos impõem, achando que com essa atitude nos manterão cativos. Somos livres! Nada de policiamento, monitoramento e hipocrisia! Pagamos impostos e ninguém trabalha de graça, portanto a ideia de gratuidade é leviana e interesseira! Sempre ouvi coisas negativas, antecipadas, que no final não se concretizaram, como avaliaram os céticos acostumados com a morte! Se no juramento de Hipócrates diz-se que a vida está acima de interesses econômico financeiros, por que nos antecipam os males, sem sequer termos chegados lá? Curas milagrosas acontecem, quando o erro é intencional! Bendito Deus, nosso Senhor, que nos deu os sinais! E que cada ida ao médico, saiamos confiantes, e não amedrontados, mesmo que o mal revelou-se. Ninguém, ser humano algum, é maior que Deus, tampouco dono da verdade!
  • Mostrar mais comentários...