Na tela

Vida de boxeador bissexual que matou oponente homofóbico pode virar filme.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 03 de Janeiro de 2018

A história de Emile Griffith, um boxeador bissexual que matou seu oponente homofóbico durante uma luta em 1962, pode virar um filme biográfico nas mãos do diretor Lenny Abrahamson e o produtor Ed Guiney. A dupla foi responsável pelo filme “O Quarto de Jack”, vencedor do Oscar em 2016.

Rumores sobre a produção do filme têm rodado desde 2015, mas agora parece que a ideia está realmente se concretizando.

História

Era 24 de março de 1962, quando o boxeador americano Griffith precisava subir aos ringues para defender seu título mundial. Para a luta, o lutador cubano Benny “The Kid” Paret foi escolhido para enfrentá-lo no Madison Square Garden. Durante a pesagem da luta, Paret supostamente zombou de Griffith, por conta dos boatos de que o americano era bissexual, agarrando sua bunda e chamando-o de “maricón” (o mesmo que “viado”).

Comentários (0)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.