Arco-íris

Ministério dos Direitos Humanos instala iluminação especial na semana de luta contra LGBTfobia.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 16 de Maio de 2018

O bloco A da Esplanada dos Ministério, onde fica o Ministério dos Direitos Humanos, é iluminado de um modo inédito na semana de luta contra a LGBTfobia. Desde a noite dessa segunda-feira (14), quem passa pelo local vê as cores do arco-íris dando destaque ao edifício.

O ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, frisa a importância desta semana para as pessoas LGBT. “Certos passos já foram dados, mas ainda é preciso que avancemos na luta pela garantia dos direitos humanos para todos”, afirma.

Para a diretora de Promoção dos Direitos LGBT, Marina Reidel, o ato representa um símbolo. “A visibilidade da população de LGBT é imprescindível para o avanço de políticas públicas que garantam todos os nossos direitos fundamentais”, destaca.

Nesta semana, o Ministério dos Direitos Humanos promove diversos seminários, assembleias, plenárias e painéis e atividades culturais. Para a próxima quarta-feira (16), está previsto o lançamento do Pacto Nacional de Enfrentamento à LGBTfobia. Nele, estados, Distrito Federal e o governo federal assumem o compromisso conjunto de enfrentar a violência LGBTfóbica.

Comentários (6)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 19-05-2018 às 22:35 Fábio
    Fora bolsolixo nazista
  • em 19-05-2018 às 22:34 Fábio
    Parabéns temos que enfrentar esses homofóbico nazistas que estão de olho na presidência
  • em 19-05-2018 às 08:45 Nereu
    Jorge Jorge..... não se esqueça que quem votou na Dilma elegeu o Temer.....
  • em 17-05-2018 às 08:33 Dona Florinda.
    Só sei, que nada sei, nesse mundão de meu DEUS! Beijos Caramelentos!
  • em 16-05-2018 às 12:25 Adriano
    Parabens!!E viva o Estado de Direito!!Caminhando sempre em frente!!Invisibilidade nunca mais!!
  • em 16-05-2018 às 11:13 Jorge Jorge
    Corrupto e impopular, abobado e sem nexo, Temer faz concessões ao movimento gayzista, imaginando que, mantendo essa quadrilha com as burras cheias de dinheiro público, poderá minimizar as hostilizações contra seu governo. É patético!