As Coisas

Após premiação pela obra, autor gaúcho publica livro sobre contos gays.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 02 de Janeiro de 2019

Entre mais de 700 inscritos, o Prêmio SESC de Literatura deu pontos à diversidade em 2018. O vencedor da premiação foi “As Coisas”, um livro sobre contos gays. A obra é de autoria de um estudante gaúcho, Tobias Carvalho, que tem 22 anos. Trata-se de um livro que reúne diversos contos LGBTs que, de alguma forma, conectam entre si.

Tobias sequer esperava por vencer, tanto que o estudante de Relações Internacionais na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) não acreditou quando recebeu a notícia. Além de toda a importância em torno da premiação, a seleção foi feita por escritores renomados como Letícia Wierzchowski e Daniel Galera.

O escritor revelou que o edital foi, na verdade, um incentivo para finalizar “As Coisas”. Tobias considera que os contos são simples, no entanto, carregados de uma temática específica a respeito de como é viver sendo homossexual. As histórias contam situações do cotidiano atual, envolvendo aplicativos de relacionamento e comunicação dinâmica.

Com 23 contos que misturam a vivência pessoal e de amigos de Tobias, “As Coisas” retrata, também, a relação da sociedade e da família no que se refere à questão LGBT. A conquista do prêmio foi um propulsor para que o livro chegasse ao público.

Publicado pela editora Record, a tiragem inicial da obra foi de dois mil exemplares. Por isso Tobias Carvalho também não esperava, havia apenas planejado enviar o livro para editoras menores. “As Coisas” já está disponível para venda nas principais livrarias do Brasil, além de poder ser adquirido pela internet.

Comentários (12)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 04-01-2019 às 10:56 Estevao
    Já quero o livro
  • em 04-01-2019 às 10:55 Só de olho
    Povo, vcs ainda consideram os comentários desse tal de Jorge Jorge é.?
  • em 02-01-2019 às 23:47 Preguiça
    Jorge Jorge, não entendo o que você faz aqui. Seus comentários são completamente sem noção, desconectados do conteúdo do site, que é, em essência, de sacanagem. O site em si e a maioria das pessoas aqui não estão interessados em proselitismo político ou posicionamentos reacionários, equivocados, deturpados e enviesados sobre militância e política LGBTQ. Se você se incomoda com a militância, aqui não é lugar pra você. Não sei quantos anos você tem, mas chega a ser infantil a sua atitude de vir aqui despejar barbaridades na seção de comentários. Ninguém aguenta mais essa chatice! Além do mais, quando vocé desce o nível e ofende quem te deu réplica, você anula todo o seu discurso, porque sinaliza que só está certo o seu olhar, o seu posicionamento político, a sua crítica... Nossa, ano novo e comportamentos velhos, não muda e não se enxerga. Cara, não dá! Você faz para incomodar? Para chamar atenção? Se é isso, parabéns, seu intuito foi atingido. Se a ideia é “conscientizar”, o caminho e o lugar e o tom estão errados. Pensa nisso e dá um tempo. Um tempo para você mesmo. Para porque está feio.
  • em 02-01-2019 às 23:23 64 nunca mais!
    Jorge Jorge, na falta de respostas... restam as ofensas... kkkkkkk
  • em 02-01-2019 às 23:06 Jorge Jorge
    64 nunca mais! vá tomar no cu.
  • em 02-01-2019 às 19:04 Aloka
    Bonitinho...
  • em 02-01-2019 às 17:10 64 nunca mais!
    Sr. Jorge jorge e seu ressentimento facistóide. Explique-nos o Queiroz? Seu sumiço foi proposital não é? Essa olavete alaranjada ressentida... A sumidade pura ficou meio laranja? Para a intolerância e a ignorância teremos sempre a arte.
  • em 02-01-2019 às 15:38 Léo
    Não basta ser medíocre, é preciso atualizar o status sempre! Sucesso ao autor dos contos!
  • em 02-01-2019 às 14:22 Preguiça
    Jorge Jorge, você não ia parar de escrever aqui? Não ia sumir?
  • em 02-01-2019 às 13:03 Praneta +
    Força, meuzamo!
  • Mostrar mais comentários...