Tráfico

Espetáculo fala de garoto de programa que se envolve no mundo da criminalidade.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 11 de Abril de 2019

Filho das desigualdades da sociedade latina, Alex é sedutor e também violento. Quando criança, sonhava em ser astronauta, mas acaba por virar garoto de programa e logo se envolve com uma organização criminosa. Tem prazer em seu papel de assassino de aluguel, descreve com orgulho suas matanças. Mas quer se redimir toda hora e vai à igreja se confessar.

É, afinal, um herói ambíguo e complexo, como os países latinos, diz o dramaturgo e diretor franco-uruguaio Sergio Blanco sobre o personagem de “Tráfico”, monólogo que tem sessões em São Paulo nesta semana depois de passar pelo Festival de Teatro de Curitiba.

Blanco costuma fazer referências à mitologia em suas obras. Aqui, faz de Alex quase um personagem bíblico. Tem 33 anos, como Cristo, trabalha numa rua chamada Jerusalém (de uma cidade latina indefinida) e fala da mãe como uma santa.

SERVIÇO:

• Tráfico - quarta (10) e quinta (11), às 21h
• Sesc Vila Mariana, r. Pelotas, 141, Sampa. Preço: R$ 9 a R$ 30, classificação 16 anos

Comentários (7)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 14-04-2019 às 09:02 Só de olho
    Alguém comentou sobre boys antipáticos e arrogantes e eu concordo, mas muitos gays também são assim. Tem uns com quem você vai puxar papo e basta eles verem que não fazemos o tipo padrãozinho já ignoram. Isso não tem nada a ver com ser ou não ser garoto de programa, tem a ver com educação mesmo. Porém, tem uns garotos de programa que se acham, viu? Se acham OS machos e olham para os clientes como as bichonas desesperadas pra dar o cu e chupar a rola deles. Por isso que tenho resistência em ficar com eles. Se bem que isso também acontece entre os gays que não são GPs, mas aí é só a gente não ser facim, né?
  • em 14-04-2019 às 08:54 Só de olho
    Existem bandidos que se escondem por trás da profissão de GPs, assim como existem bandidos que se escondem por trás das profissões de médicos, professores, engenheiros, cozinheiros, juízes, advogados, etc etc etc. Por exemplo, um médico de um importante hospital particular do Recife assassinou há poucos anos atrás um colega , por maldade e inveja. Em relação a garotos de programa, o meu preconceito era, ou ainda é, em relação a "esperteza" de alguns, que beiram mais a desonestidade que prática de crimes, e também em relação ao sexo, pois sempre acho que vá ser algo mecânico, que eles vão querer enrolar, enrolar e só enrolar. Tudo pelo dinheiro! Um amigo meu, que costuma ficar, já me disse que tem de todo tipo, do honesto ao desonesto, como em qualquer profissão. Do atencioso ao enrolão, do gaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaato casado com mulher e com filhos, às vezes até com uma profissão fixa, como um jogador de futebol que ele conheceu e ficou ( detalhe: ele é gordinho e o cara foi super atencioso, educado , respeitoso e gostoso na cama). Na sauna que frequento em Recife tem GPs, uns até legais, que sabem chegar sem forçar ou encher o saco insistentemente, maaaas, num passado recente teve uns que foram expulsos, proibidos de entrar lá, justamente por causa de uso de drogas. Eu soube que até passaram a morar nas ruas, entregues às drogas. Um desperdício de vida. A droga É UMA DROGA! Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas tem muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiitos clientes que os procurava para usar drogas lá dentro. Iam para as suítes fazer festinha. Até hoje isso deve acontecer.
  • em 13-04-2019 às 19:43 BOY
    SOU GAROTO DE PROGRAMA SIM FAÇO ATIVO E PASSIVO DO CLIENTE SÓ QUERO O DINHEIRO NÃO SOU BANDIDO.
  • em 11-04-2019 às 21:27 Pau de Jumento
    Agora, esse boy-ex aí é veado também. Macho passa fome, mas não dá a bunda e não come cu. Quem faz isso é veado. Portanto, todo GP é gay!
  • em 11-04-2019 às 21:26 Pau de Jumento
    NO Arouche, 99% dos GP de rua são bandidos. Tomem cuidado!
  • em 11-04-2019 às 17:32 Para EX-Boy
    Fio, em resumo, verder o corpo é humilhante, seja gay ou hétero, concorda! E outra, não bote todo gay na mesma cesta, tenho 34 anos, estou ficando veio, mais vacilão jamais! Tem muito gay gente boa, honesto, e infelizmente, tem aquela meia duzia de demonio, para tentar sujar os demais viados, mais felizmente, não conseguem! Nunca precisei pagar por sexo, sou casado a 10 anos, fico pasmo, como tem gente que paga uma fortuna por meia hora de cruza? Já tive um amigo, já faleceu, que tinha 2 amigos que eram GP, conheci os 2, pensa em 2 caras arrogantes e antipaticos!? Lógico que não são todos, mas sempre tem o capiroto na manada, para tentar estragar o negoço! Sobre isso de ser GP, é muito arriscado, só as DST, misericórdia! Boa noite, se cuida!
  • em 11-04-2019 às 14:10 Ex-BOY
    Fiz programa durante um bom tempo, mas um bom tempo mesmo, e digo; gay é um bicho vacilão, quanto mais velho mais vacilçai fica, pior que se acham espertos. Eles me levavam para residencia deles, davam toque para os porteiros, porteiro dava toque pra mim de forma ironica, tipo , lasque com esse viado. Certa vez um gay ficou assustado comigo , parou perto da viatura de policia para dar um toque a eles, mesmo o gay comigo. Policial olharam pra ele e ignorou. Gays não percebem, mas existe uma comunicação corporal entre o boy , porteiro do prédio, policial. Enfim, acho que os caras percebiam que eu era do bem.