Para celebrar Dia do Orgulho LGBTQIA+, National Geographic vai fazer marcha virtual

No domingo, 28, o canal Nat Geo exibirá séries e documentários originais que abordam o dia a dia da população LGBT no mundo, a luta dos ativistas e as questões de gênero na sociedade.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 24 de Junho de 2020

No próximo dia 28 (domingo), a National Geographic se une a iniciativas para a comemoração do Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, data que torna visível uma jornada desafiadora e esperançosa no caminho da igualdade de direitos para a comunidade.

Para gerar ainda mais conscientização e conhecimento sobre o assunto, a Nat Geo oferece uma maratona de programação temática com séries e documentários que abordam a realidade da comunidade gay no mundo, a luta de ativistas e como as questões de gênero têm sido debatidas na sociedade. Entre os conteúdos estão “Explorer Investigation: Intolerância LGBTI+”, “O Que Nos Define?”, “Transgêneros” e o episódio sobre a comunidade gay na Índia de “Explorer 2.0”.

Além disso, levando em conta o contexto atual de isolamento social e com o objetivo de criar um espaço no qual as pessoas possam se expressar livremente e se orgulhar de quem são, a Nat Geo convida o público a participar da campanha #OrgulhoNatGeo. A iniciativa consiste em um grande desfile virtual composto por vídeos enviados pelo público, celebrando em suas casas pela América Latina todas as características que os tornam seres humanos únicos neste mundo.

A marcha virtual acontece no dia 28/06, a partir das 15h35, com o canal mostrando de maneira contínua todos os vídeos recebidos durante a exibição de “O Que nos Define?”. Para fazer parte da iniciativa, os espectadores poderão subir seus vídeos no Twitter com a hashtag #OrgulhoNatGeo até o dia 15/06.

Durante todo o mês de junho, no site da National Geographic Brasil, o público pode aprender mais sobre o caminho da igualdade de direitos para a comunidade LGBTQIA+, através de perfis de personalidades de destaque e retratos íntimos de pessoas que residem em países onde a homossexualidade é ilegal.

Comentários (6)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 24-06-2020 às 17:30 Para Felipe.
    Verdade!!!
  • em 24-06-2020 às 12:03 Felipe
    Desconfie de empresas que erguem bandeiras gays. Eles estão usando a sua homossexualidade, meu caro. Mas não esqueça: não emprete seu cu a ninguém.
  • em 24-06-2020 às 11:13 cada uma...
    acabei de olhar... o Q é para pessoas tem quem "questionamentos" sobre sua própria sexualidade, ou seja, não se consideram heterossexuais. Ou seja: gay (ou sapa). O "I" é um tal de intersex, pessoas que não se encaixam em nenhum gênero. Ou seja, uma gay transtornada. Portanto: gay (ou lésbica, claro). Aí vem o "A", porque decidiram colocar "assexuados" no grupo agora também. E o + significa todo o resto, é isso? Ou seja, héteros? Ou o + são outros tipos de gays com transtornos? Para, né...
  • em 24-06-2020 às 11:08 p/siglinha
    Concordo... quem consegue lembrar esse monte de letra?? na minha época era GLS e tava ótimo. O que é esse Q? E o I? gente... para, né...
  • em 24-06-2020 às 10:45 Concordo
    Concordo, falam tanto em não rotular,.mas só no que vejo nessa sigla são rótulos. Ninguém quer ser rotulado, mas todos ficam ofendidos cada vez que recriam a sigla sem a letra correspondente a sua caixinha, pois não se enquadra em nenhuma das outras. Cadê a coerência?
  • em 24-06-2020 às 10:42 Siglinha
    Essas gay em vez de se preocuparem com pautas sérias ficam se incomodando com uma sigla que já beira o ridículo. LGBTQIA++++ @wwwxyz, poupem-me