Instagram vai bloquear postagens homofóbicas sobre “cura gay”

No Brasil, a “terapia de conversão” é proibida desde 1999.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 21 de Julho de 2020

A “cura gay” e “cura trans” referem-se a formas de tratamento ou psicoterapia que pretendem alterar a orientação sexual de uma pessoa ou suprimir a sua identidade de gênero. No Brasil, esse tipo de atividade é proibida desde 1999.

Os “métodos” para isso incluem técnicas comportamentais, psicanalíticas, abordagens médicas, religiosas e até mesmo com violência.

De acordo com a diretora de políticas públicas do Instagram Europa, Oriente Médio e África, a empresa está mudando a forma com que lida com esse tipo de conteúdo. “Estamos atualizando nossas políticas para proibir a promoção de serviços de terapia de conversão”, afirmou Tara Hopkins à BBC.

No início do ano, o Instagram já havia proibido esse tipo de conteúdo em anúncios – quando a pessoa não escolhe o que quer ver. Desde o dia 10, a rede social prometeu banir a “cura gay” em qualquer formato dentro da plataforma. Eles também afirmaram que esse tipo de atualização pode levar um tempo para entrar em vigor, mas que medidas já foram tomadas.

Comentários (7)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 24-07-2020 às 00:40 Felipe
    Leo, meu amor, vou repetir isto daqui pra você, porque achei que ficou bem bonitinho. Mas, bicha, vê se consegue entender. Fará bem a senhora: Bloqueio, mordaça, esparadrapo. Hoje é contra João. Amanhã será contra Pedro. Depois de amanhã será contra Paulo. João é seu inimigo. Pedro seu arqui-inimigo. O problema é que Paulo é seu namorado. Você o ama. Esse é o problema. Gay, a censura está mais perto de você do que você ingenuamente imagina. Presta atenção, bi!
  • em 23-07-2020 às 18:11 Leo Snart
    Eu ia até comentar o brilhante raciocínio do amigo Jorge Jorge abaixo, mas vejo que ele confunde alhos com bugalhos. Achava que você tinha uma estratégia, mas vejo que não você não entende mesmo do que fala. Mas tenho de reconhecer sua devoção ao seu metre de botas sujas, olavo. Fico com a velha filosofia do Tchan: pau que nasce torto nunca se fará reto.
  • em 22-07-2020 às 10:23 Felipe
    A ditadura gay, que em nada fica a dever a do esparadrapo, de quem, aliás, é prima-irmã, adora falar em ressignificação, tenha lá o significado e abrangência que tiver. Assim, todo indivíduo pode ser o que quiser ser. Amanheço buceteiro, mas, se me der aquela vontade de dar a bunda no meio da tarde, por que não?... À noite, montada, serei drag. Amanhã de manhã, ogro. No final de semana, irei de calcinha à padaria. Tudo isso pode e ai de quem ousar dizer o contrário. Racista, nazista, fascista, misógino, homofóbico, supremacista. Todavia, o garoto de 16 anos passar com o psicólogo e, em terapia, compreender-se, o que eventualmente pode implicar num belíssimo relacionamento com uma xoxota. Não! Isso não pode, de jeito nenhum! O grande problema desse catatau de argumento fajuto, disfarçado de ciência, é que ele não para de pé. É como um livrinho de 12 páginas. Não para de pé. Não tem lógica, não tem racionalidade, porque serve exclusivamente a determinado propósito político. Meu amor, se você anda mamando uma rola, mas acha que pode, chupando uma boceta, até gostaria, vai lá, anjo. Vai fazer o que você quer. Não dê bola para essa infâmia toda, que anda atrás do teu cu, que precisam como instrumento político.
  • em 21-07-2020 às 22:15 Rainha
    Continuação...pararem de querer impor que é possivel mudar uma orientação sexual...pensamento magico de gente que quer ganhar dinheiro a custa de incautos e tolos...
  • em 21-07-2020 às 22:14 Rainha
    Já passou da hora desta gente otaria,charlatã,golpista como este governo conservador hipocrita ,de fachada...
  • em 21-07-2020 às 21:56 Felipe
    Faltou uma vírgula depois de Pedro.
  • em 21-07-2020 às 21:50 Felipe
    Bloqueio, mordaça, esparadrapo. Hoje é contra João. Amanhã será contra Pedro. Depois de amanhã será contra Paulo. João é seu inimigo. Pedro seu arqui-inimigo. O problema é que Paulo é seu namorado. Você o ama. Esse é o problema. Gay, a censura está mais perto de você do que você ingenuamente imagina. Presta atenção, bi!