Valentina Sampaio torna-se a primeira modelo trans da Sports Illustrated

A cearense de Aquiraz foi fotografada para a ‘SI Swimsuit’, uma edição voltada para roupas de banho em que modelos, atletas e celebridades estrelam ensaios com inspiração praiana.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 23 de Julho de 2020

A modelo Valentina Sampaio acaba de se tornar a primeira trans a posar para a prestigiada revista Sports Illustrated.

A brasileira ganhou notoriedade no cenário da moda internacional e já pode comemorar esta importante conquista. A publicação norte-americana é uma das mais conhecidas do ramo esportivo e sonho de consumo das maiores modelos e esportistas do mundo.

Famosa por apostar em capas com modelos de biquíni, a Sports Illustrated vem atendendo a pedidos por mais diversidade. Em 2016, a plus size Ashley Graham entrou para a história da revista. Já em 2019, Halima Aden apareceu vestida com burkini e hijab.

A modelo é uma das vozes ativas do movimento trans. “Enfrentamos risadinhas, insultos, reações de medo e violações físicas apenas por existirmos. Nossas opções para crescer em uma família amorosa e acolhedora, ter uma experiência frutífera na escola ou encontrar um trabalho digno são inimaginavelmente limitadas e desafiadoras”, afirmou Valentina em rede social.

Agora, em 2020, o veículo elencou uma profissional trans. Valentina Sampaio está em cliques da Swimsuit Issue. A edição anual de trajes de banho estará disponível on-line e chegou às bancas mundiais em 21 de julho. Na capa, estão Kate Bock, Jasmine Sanders e Olivia Culpo.

Valentina Sampaio protagonizou um shooting em clima praiano. Também deu uma entrevista à revista norte-americana. Pelo Instagram, a cearense comemorou a novidade. “Estou empolgada e honrada”, escreveu. “A equipe da SI criou outra edição inovadora, reunindo um conjunto diversificado de mulheres bonitas e com múltiplos talentos, de maneira criativa e digna”, acrescentou.

Além do ensaio, Valentina Sampaio participou de um vídeo em que fala de experiências próprias, como a carreira e a vida pessoal. Ela também abordou a dura realidade de ter nascido em um país perigoso para a comunidade LGBTQI.

“Ao ser trans, no Brasil, nós não temos as mesmas oportunidades. A porta está fechada para você, só por que você é trans. É difícil, eu tive que aprender a lutar por mim mesma. Estamos tendo alguns avanços, mas ainda temos muito a fazer, mesmo hoje em dia”, declarou. “Sinto-me forte e inspirada a lutar, não apenas por mim, mas por todos que represento”, completou.

Ver essa foto no Instagram

I am excited and honored to be part of the iconic Sports Illustrated Swimsuit Issue. The team at SI has created yet another groundbreaking issue by bringing together a diverse set of multitalented, beautiful women in a creative and dignified way. I was born trans in a remote, humble fishing village in northern Brazil. Brazil is a beautiful country, but it also hosts the highest number of violent crimes and murders against the trans community in the world—three times that of the U.S. Being trans usually means facing closed doors to peoples’ hearts and minds. We face snickers, insults, fearful reactions and physical violations just for existing. Our options for growing up in a loving and accepting family, having a fruitful experience at school or finding dignified work are unimaginably limited and challenging. 💜🧡💛❤️💚

Uma publicação compartilhada por Valentina Sampaio (@valentts) em

Comentários (4)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 29-07-2020 às 08:30 Alexandre
    Se o mundo mais não permite comentários insultuosos, como não filtrou esses 3 desses, babacas é infelizes, chorem ela vai continuar rica e linda, enquanto vocês vão continuar na vidinha medíocre de vocês.
  • em 25-07-2020 às 15:25 Putão
    Notei que ela tem gogó. Devia tomar hormônio logo.
  • em 24-07-2020 às 11:11 tarado
    kkkkk
  • em 23-07-2020 às 20:41 Rufião
    Parece o Dado Dolabella montado de drag queen, pronta para arrasar nas naiti...kkkkkkkkkkkkkkkkk.