Apresentador é condenado após chamar modelo trans de raça desgraçada

Sikêra Jr., da RedeTV, terá de pagar R$ 30 mil à modelo Viviany Beleboni, que encenou a crucificação de Cristo na Parada LGBT.

por Redação MundoMais

Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020

O apresentador Sikêra Jr., da RedeTV, foi condenado a pagar R$ 30 mil de indenização a atriz e modelo transexual Viviany Beleboni, que encenou Jesus Cristo crucificado durante a Parada LGBT de São Paulo, em 2015. As informações são da Folha.

A ação ocorreu após Sikêra Jr. usar a imagem da modelo para falar de um crime cometido por um casal de lésbicas.

“Isto é um “lixo”, uma “bosta”, uma “raça desgraçada”, afirmou o apresentador, em seu comentário.

Segundo a reportagem da Folha, Sikêra defendeu-se no processo dizendo que em momento algum quis compará-la às assassinas e que “apenas emitiu opinião sobre movimentos que, como a Parada Gay e seus adeptos, tratam com chacota os símbolos do cristianismo”.

Em sua decisão, o juiz Sidney da Silva Braga argumentou que ficou demonstrado que o apresentador se utilizou da transexualidade e da imagem da modelo para associá-la à prática de um crime.

“O fato de a autora ser artista reconhecida não autoriza que possa ter sua imagem exposta sem autorização e ser chamada de ‘raça desgraçada’ em contexto de crítica à prática de um crime que com ela não tem qualquer relação”, disse o magistrado na sentença.

Homofobia é crime!

Desde junho de 2019, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o crime de homofobia deve ser equiparado ao de racismo.

Os magistrados entenderam que houve omissão inconstitucional do Congresso Nacional por não editar lei que criminalize atos de homofobia e de transfobia. Por isso, coube ao Supremo aplicar a lei do racismo para preencher esse espaço.

Entretanto, apesar da notícia positiva, poucos LGBT sabem o que podem fazer caso sejam vítimas de algum crime do tipo.

Como denunciar pela internet

Em casos de homofobia em páginas da internet ou em redes sociais, é necessário que o usuário acesse o portal da Safernet e escolha o motivo da denúncia.

Feito isso, o próximo passo é enviar o link do site em que o crime foi cometido e resumir a denúncia. Aproveite e tire prints da tela para que você possa comprovar o crime. Depois disso, é gerado um número de protocolo para acompanhar o processo.

Há aplicativos que também auxiliam na denúncia de casos de homofobia. O Todxs é o primeiro aplicativo brasileiro que compila informações sobre a comunidade, como mapa da LGBTfobia, consulta de organizações de proteção e de leis que defendem a comunidade LGBT.

Pelo aplicativo também é possível fazer denúncias de casos de homofobia e transfobia, além de avaliar o atendimento policial. A startup possui parceria com o Ministério da Transparência-Controladoria Geral da União (CGU), órgão de fiscalização do Governo Federal, onde as denúncias contribuem para a construção de políticas públicas.

Comentários (9)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 08-08-2020 às 13:00 Antonio
    Creio que as associações e também os cidadãos ativistas devem de forma permanente processar esse senhor toda vez que cometa o crime de descriminação, agressão ao ser humano homossexual. As possibilidades de ganha da causa e ganho de indenização é enorme ou quase cem por cento garantida .
  • em 08-08-2020 às 11:45 Flávia
    Bemmmm feitooooooooo
  • em 08-08-2020 às 10:58 Felipe
    Nós estamos vivendo um tempo de mordaça e silêncio, em que todo conservador, para os progressistas, simplesmente deveria deixar de existir.
  • em 08-08-2020 às 10:56 Felipe
    Nós estamos vivendo um tempo de mordaça e silêncio, em que todo conservador, para os progressitas, simplesmente deveria deixar de existir.
  • em 07-08-2020 às 23:15 Rainha
    Retificando:conservador.
  • em 07-08-2020 às 23:13 Rainha
    Certissimo...contra este tipo de gente processo é pouco...como o governo é concervador,tds acharam em seu ledo engano q iriam tripudiar em cima dos LGBts e ficaria por isso mesmo...estou adorando ver o numero de LGBTs processando o povo...isto deixa claro o momento em que vivemos que as pessoas sao tao burras se vitimizam atras da liberdade de expressao para destilar o que ha de pior dentro de si principalmente contra as minorias...LGBTs avante...esta gentalha mediocre nao passara...como o ditado "os caes ladram mas a caravana passa"...nós passaremos e eles que latam e fiquem cada vez mais pra trás com seus preconceitos mesquinhos e hipocrisia.
  • em 07-08-2020 às 15:18 Motocicrista Lambreta 5.0
    Se fufu....agora terá de pagar o preço. Mas, isso tb vale para esses humoristas dos tempos modernos, que fazem piada zuando, tirando sarro até mesmo com os defeitos fisicos das pessoas, e etc...! Esses tb deveriam pagar o preço, para poder respeitar o seu semelhante! Mas, fazer o que né, tem um bando de bitolado, que venera esse tipo de gente.......pois é, vamos de mau a pior! Boa tarde.
  • em 07-08-2020 às 13:41 Continuando
    Muitos héteros também pode sofrer preconceito por segmentos moralistas da sociedade.
  • em 07-08-2020 às 13:39 Complicado
    Confesso que não sei o que é homofobia e o que não homofobia. Existe um segmento na sociedade tão moralista que a pessoa não consegue distinguir se é homofobia ou não. Posso até processar por homofobia, mas pode parecer oportunismo. Já presenciei gays estimulando héteros atacar um gay por o estilo de vida que esse gay leva.