Promoção Black Friday Promoção Black Friday Promoção Black Friday

Hamilton usa capacete com as cores do arco-íris em primeiro treino no Catar

Em entrevista coletiva, o inglês afirmou que considerava fundamental que entidades de direitos humanos internacionais acompanhassem mais de perto o que acontece no Catar e na Arábia Saudita.

por Redação MundoMais

Sexta-feira, 19 de Novembro de 2021

Conhecido por se manifestar sobre temas polêmicos e importantes, o heptacampeão mundial da Fórmula 1, Lewis Hamilton, mostrou mais uma vez seu posicionamento a uma grande causa.

No primeiro treino livre para o GP do Catar, que acontece neste final de semana, o inglês usou um capacete com as cores do arco-íris, em alusão à causa LGBTQIA+.

A peça foi desenhada por um brasileiro, Raí Caldato, artista que já havia aparecido em outras ocasiões com trabalhos no capacete de Hamilton. Para esse GP, Caldato optou pelo arco-íris de Daniel Quasar, um artista que se identifica como não-binário.

Além do desenho, o capacete do inglês trouxe a frase “We Stand Together” (estaremos juntos) ao invés da tradicional “Still We Rise” (ainda nos erguemos), frase antirracista.

Piloto pede escrutínio no Catar e Arábia Saudita contra violações dos direitos humanos

Na última quinta-feira, Hamilton já havia se manifestado contra a violação de direitos humanos no Qatar. O piloto pediu para que as violações sejam investigadas tanto no país-sede da corrida e da próxima Copa do Mundo de Futebol quanto na Arábia Saudita, que receberá o GP seguinte.

"Conforme as competições esportivas vão para esses locais, elas têm o dever de colocar em foco esses problemas. Esses lugares precisam de escrutínio. Direitos iguais são uma questão séria. Sei que esses países estão tentando melhorar nessas questões e que não pode mudar do dia para a noite”, disse a estrela do automobilismo.

O diretor-executivo da F1, Stefano Domenicali, disse, em entrevista à BBC, que a chegada da modalidade a esses países pode ajudar a gerar mudanças relevantes.

“Mudanças tão importantes não acontecem da noite para o dia. São mudanças culturais que levam tempo. Mas esse tempo pode ser acelerado pela chegada desses grandes eventos. E a Fórmula 1 terá papel importante nisso”, disse.

Comentários (3)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 21-11-2021 às 00:57 Felipe
    É apenas um aproveitador tentando surfar na onda. Lacrar custa caro. Alguém deve avisar isso a ele.
  • em 19-11-2021 às 20:18 Hamil
    Esse cara é demais!!!
  • em 19-11-2021 às 17:09 Lipe
    Corajoso.