Catar diz que vai ‘acolher’ gays na Copa, mas proíbe beijos

Líder do comitê alertou sobre as demonstrações públicas de afeto.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 02 de Dezembro de 2021

O comitê organizador da Copa do Mundo de 2022, no Catar, garantiu que o país vai acolher o público LGBTQIA+, mas alertou que demonstrações públicas de carinho devem ser evitadas.

Nasser Al Khater, líder do comitê organizador da Copa do Mundo, disse em uma entrevista à emissora ‘CNN’ que “ninguém se sente inseguro” no Catar. Ele ainda comentou que o australiano Joshua Cavallo, único jogador assumidamente gay entre as principais ligas de futebol, será bem-vindo na nação.

As declarações de Al Khater foram uma resposta a Cavallo, que afirmou no mês passado que ficaria “com medo” de jogar no Catar, pois a homossexualidade no país pode ser punida com até três anos de detenção.

“Joshua Cavallo seria bem-vindo no Catar, ninguém se sente ameaçado ou inseguro aqui. Nós somos um país acolhedor, tolerante e hospitaleiro, todos são bem-vindos aqui”, comentou o líder do comitê.

A autoridade catariana, no entanto, admitiu que o país árabe possui uma postura mais rígida em relação às demonstrações públicas de carinho em comparação com outras nações. Ele ainda pediu respeito por parte dos torcedores.

“O Catar e a sua região são mais conservadores, então as demonstrações públicas de afeto, que são desaprovadas, devem ser evitadas. É a única indicação a ser respeitada, tirando isso, cada um pode viver sua própria vida. Só pedimos aos torcedores que respeitem”, concluiu Al Khater.

Até o momento, 13 nações já estão classificadas para a maior competição de seleções do planeta, que ocorrerá entre 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022.

Comentários (13)
  • em 06-12-2021 às 11:26 Dalton H
    Mundo Mais, arranjem uma forma de banir esse crente bolsonarista do site! Já passou da hora de fazerem isso! Vamos começar 2022 sem essa criatura sem luz por aqui.
  • em 04-12-2021 às 02:37 Felipe
    No mais, esse tipo de notícia nada mais é do que matéria paga, que tem o objetivo de dourar uma pílula que não pode ser dourada. No Oriente Médio, bebês, somente Israel garante a liberdade plena, incluindo a liberdade afetiva dos homossexuais. Mundo Mais replica isto daqui porque ganha para mentir.
  • em 04-12-2021 às 02:34 Felipe
    Catar, gente, é Sharia. O resto é conversa fiada. No Ocidente somos livres porque o Cristianismo garante essa liberdade. O Islã jamais permite esse grau de liberdade. Hoje, por exemplo, surgiu uma Nossa Senhora trans, coisa de um babaca que atua na União Europeia. Foi provocado: faça o mesmo com Maomé. Lógico que não fará. Em ambos os casos, seria desrespeitoso. Ocorre que, no mundo cristão, que essa gayzada tanto abomina, porque é desinformada, há liberdade. Total. No Islã, nunca. E, enquanto isso, Londres e Paris estão tomadas pelos islâmicos. O dia que a liberdade do Ocidente acabar, o cara aquele que vestiu Nossa Senhora de trans saberá que o que fez o fez contra si próprio e não contra o Cristianismo, que buscou ofender.
  • em 04-12-2021 às 02:30 Felipe
    Esse crente bolsonarista é um coitado que se faz passar por isso ou aquilo. Não deem ouvidos a ele. É apenas um coitado.
  • em 03-12-2021 às 13:28 Ali Bá Bá Inxalá Morr&oa
    Discunjuro!
  • em 03-12-2021 às 11:05 Rodrigo Goiania
    Na boa, a página deveria banir ou bloquear todos os comentários desse "crente conservador bolsonarista", pois além do mesmo achar que está sendo engraçado propaga ódio.
  • em 03-12-2021 às 11:05 Rodrigo Goiania
    Na boa, a página deveria banir ou bloquear todos os comentários desse "crente conservador bolsonarista", pois além do mesmo achar que está sendo engraçado propaga ódio.
  • em 03-12-2021 às 02:00 Loiro
    O gay que se valoriza não vai a esse país. Nós vemos estar em lugares onde somos bem vindos e não apenas tolerados. Eles estão tolerando os gays nos jogos por conveniência e motivos financeiros.
  • em 02-12-2021 às 22:22 Crente Conservador Bolsonarista
    Não tem que acolher nada. O Brasil por exemplo ja tá cheio de gays se a gente for ficar acolhendo mais gays de outros países aí fica sem condição. O que adianta encher o país de gays e as mulheres não casar pra ter filhos e gerar renda prontidão ?
  • em 02-12-2021 às 17:34 Tricia
    Não iria a um país desse. Ridiculos. Nos dias de hoje ainda segregar pessoas, como se fosse perfeitos e dignos pra isso. FORA!!
  • Mostrar mais comentários...