Serial killer do Grindr é preso, mas põe polícia e aplicativo em xeque

Ao todo, Stephen Port matou quatro jovens homossexuais.

por Redação MundoMais

Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2021

Um júri, que avaliou a competência da Polícia Metropolitana de Londres, decidiu na sexta-feira (10) que houveram "falhas" na investigação dos crimes cometidos por Stephen Port por meio do aplicativo Grindr - geralmente utilizado por pessoas LGBTQIAP+. Segundo o inquérito, se as autoridades não tivessem cometido tais gafes, as vítimas do serial killer ainda poderiam estar vivas.

Segundo o júri, que vem recebendo evidências nas últimas 10 semanas, os policiais não deram a devida atenção à primeira vítima de Stephen, Anthony Walgate. O rapaz foi encontrado morto em junho de 2014, em frente à sua casa. À época, o próprio assassino chamou a polícia e alegou ter encontrado o jovem na rua, enquanto voltava para sua residência. Em sua condenação, Stephen foi punido por mentir às autoridades, entretanto, na época do assassinato ele não foi tratado como suspeito.

Após ser detido, a polícia confistou o laptop do assassino, no hardware foram encontradas conversas de Setephen e Walgate no aplicativo Grindr, além disso, foi possível saber que o rapaz morreu por conta de uma dose fatal de GHB, uma droga psicodélica que diminui os sentidos de quem a usa. "Acreditamos que houve falhas fundamentais nessas investigações desde o início, que pensamos que eram de nível básico, que implicitamente impactaram a investigação em seu ponto de partida", diz um trecho do comunicado do júri, que acrescenta. "O fato de que as linhas básicas de investigação não foram seguidas levou a uma investigação inadequada e, em última análise, deixou perguntas sem resposta. Mesmo depois disso, muitas oportunidades se apresentaram para rastrear e corrigir os objetivos que faltavam. Isso não foi conduzido".

Stephen Port assassinou mais três vítimas, todas usando GHB, mas demorou até a morte do quarto jovem para que a polícia tratasse as mortes como suspeitas e conectadas. Questionado pela Juíza Sarah Munro se o fato de a polícia não ter verificado Stephen Port no banco de dados genéticos afetou a solução do caso, o júri definiu. "Provavelmente contribuiu para a morte de outras três vítimas". A assessoria do aplicativo Grindr, até o momento, não se posicionou sobre o assunto.

Ao todo, Stephen assassinou quatro pessoas (foto abaixo): Anthony Walgate, Gabriel Kovari e Daniel Whitworth e Jack Taylor, todos homens e homossexuais.

Comentários (7)
  • em 14-12-2021 às 19:57 Beto
    Algo semelhante aconteceu no Paraná recentemente . Não dá para confiar em aplicativos de pegacao de jeito nenhum.
  • em 14-12-2021 às 19:26 Para Crente Conservador Bolsonarista
    Você está correto : Educação e orientação não resolve - a criança desmunecou , manda para a Igreja ( os líderes pedófilos dessas religiões irão agradecer imensamente ...)
  • em 14-12-2021 às 10:45 Lilica
    Todas vocês estão erradas. Cada um faz o que quer e vocês não tem que julgar por isso. As vitimas acreditaram e se iludiram. O.errado é a assassino.
  • em 14-12-2021 às 10:27 Leila Para Marcela
    Lava sua boca podre fedendo a esperma pra falar de mim kerida! Em momento algum ofendi as mana que faleceu, apenas comentei a realidade da vida, o ke realmente, infelizmente acontece! Essa falsa crente vive por aki falando merda e o site nem thun, deixa rolar solto, com certeza deve ser assinanta a mejera! Em fim, lixo és tu, sinha vagabunda!
  • em 14-12-2021 às 07:49 Marcelo
    PARA TODOS AQUELES QUE N SABEM O QUE COMENTAR: O MELHOR A FAZER É FECHAR A LATRINA, PARA QUE N SAIA TANTA SUJEIRA. QUE TIPO DE LIXO DE PESSOAS VCS SÃO? COMENTÁRIOS MEDÍOCRES SEM O MENOR RESPEITO AS PESSOAS. TEM NOJO DE VCS.
  • em 13-12-2021 às 21:54 Crente Conservador Bolsonarista
    Faltou orientação dos pais. Os pais percebeu que o filho começou a desmunhecar tem que levar pra igreja. Mas acha bonito porque é moda dar boneca prós meninos brincar de casinha aí da nessas coisas. Menino tem que brincar de carro e revólver de brincadeira. Tem que treinar os menino logo cedo nas brincadeira de homem macho.
  • em 13-12-2021 às 18:08 Leila Mascarenhas Bella Xuasximãn
    Mais uma vez a mesma historia né? Eu sempre falo, minhas fia, cuidado com esse negoço de homi/Maxo de APP, e infelizmente 90% das mana nem thun para os conselho, olha o resultado, 4 mana foram para o além por confiar em maxo de APP/Grindr! Gente, ki seca/tesão/cio é esse? Que mal conece o cara e ja sai reganhando as perna, até mermo levando pra dentro de casa? Num da para acreditar, que quase em 2022, com tanta informação, ainda tem bixa Mula cega/Terra seca/Loka, ke ainda cai na labia/Papo furado/171 de maxo de APP, é ri pra num xora! Em fim, com tudo, ninguem tem o direito de tirar a vida do proximo! Que o mal feitor, pague o devido preço! Boa noite.