Katy Perry diz que não teria sobrevivido sem a comunidade LGBTQIA+

A cantora falou sobre a importância da população para sua carreira; Katy cresceu em uma família religiosa e conservadora.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 29 de Dezembro de 2021

A cantora Katy Perry seguiu os passos de artistas como Britney Spears e Céline Dion e se prepara para iniciar sua primeira residência em Las Vegas, chamada "Play", que deve começar no fim deste ano. Durante uma entrevista para a revista gay Out neste mês, ela falou sobre o impacto da comunidade LGBTQIA+ em sua carreira.

Katy afirma que o apoio que recebeu desta população foi muito importante para ela devido à sua criação, e que a comunidade se tornou parte da vida dela. "Esse é meu show, meu povo e minha vida cotidiana. Está na minha casa, no meu trabalho", começou a artista.

"Eu não teria sobrevivido sem a comunidade e, honestamente, não poderia. É incrível como o círculo se completou e o crescimento que aconteceu desde que comecei", apontou.

A cantora é filha de pastores e vem de uma família bastante conservadora. "Vim de uma criação muito protegida em que não era bom ser amiga de alguém da comunidade. Agora, essa é minha comunidade", afirmou.

Katy coleciona uma alta gama de canções que se tornaram importantes para a comunidade, como "Teenage Dream", "Carlifornia Gurls", "Firework" e muito mais. A música com a qual ela estourou, "I Kissed a Girl", fala sobre bissexualidade.

Na entrevista, Katy aprvoveitou para dar um spoiler do setlits da residência em Las Vegas. Segundo ela, as canções que mais fizeram sucesso entre LGBTs estarão presentes no repertório.

"As favoritas dos LGBTQIA+ estão de volta. Eu não tenho as cantado por muito tempo, mas os fãs pediram", afirmou. Katy disse que as músicas, no entanto, ganharam versões diferentes. "Demos a algumas novas batidas, estão muito melhores”.

Comentários (2)
  • em 06-01-2022 às 10:43 Xicréti Sabor Esperma
    Katy minha fia, famoso só sobrevive, porke tem os troxa/Puxa saca, verdade verdadera! kkkkkkkkkkkkkkkkk. Eu sou gay, passivão mermo, mais não sou fã de ninguém, pois fã, pra eu, é o mermo ki troxa!
  • em 30-12-2021 às 06:04 Beyoncé
    Não teria mesmo,.pois com essa voz fraca e desafinada, só sobreviveu por causa do pink money