ASSINE JÁ ENTRAR
Assine o MundoMais - promoção

Embaixador francês Jean-Marc garante investimentos para projetos LGBT+ no Rio

Jean-Marc Berthon realizou visitas a organizações não governamentais voltadas para a diversidade no Rio de Janeiro.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 30 de Janeiro de 2024

O embaixador francês dos direitos LGBT+, Jean-Marc Berthon, realizou visitas a organizações voltadas para a diversidade no Rio de Janeiro. Um dos locais privilegiados foi o KuzinhaNem, projeto da CasaNem que combate a insegurança alimentar e promove a geração de renda, localizado na Lapa, centro da capital carioca.

Recebido pela ativista Indianarae Siqueira, que é fluente em francês, o embaixador pôde se encontrar com representantes importantes, como a assessora Ariella Nascimento, em nome da parlamentar Benny Brioly, e o assessor especial da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, advogado Nélio Georgini, também membro da comissão de Direitos Humanos do Instituto de Arquitetos do Brasil.

Durante o encontro, Jean-Marc destacou a necessidade de uma aliança internacional para pressionar países que ainda criminalizam a comunidade LGBT+, visando advertências e, possivelmente, penalizações. Indianarae abordou as faltas de oportunidades enfrentadas pela comunidade no Brasil, levando muitos a situações de vulnerabilidade, desde a expulsão de casa até a vivência nas ruas.

O embaixador anunciou um fundo internacional destinado a ONGs LGBT+ em todo o mundo, revelando que suas embaixadas realizarão encontros anuais com organizações locais para produzir relatórios sobre a situação da comunidade em cada país. Nélio Georgini sublinhou a relevância de projetos como a CasaNem e destacou as alianças com iniciativas de acolhimento LGBT+, expressando, no entanto, a necessidade de mais recursos para garantir a continuidade dessas iniciativas nas cidades.

Ariella Nascimento abordou a importância da formação política da comunidade trans e sua representatividade no parlamento. O encontro também contou com a participação de Lohana Carla, representante do Instituto Trans de Favelas, sediado na Maré.

30-01-2024 às 19:27 &YU
Ta.