ASSINE JÁ ENTRAR
Assine o MundoMais - promoção

Astro de ‘It’s Always Sunny in Philadelphia’ fala sobre ter sido criado por duas mães

Em documentário, Rob McElhenney falou sobre o amor e a admiração por suas duas mães, Helena McElhenney e Mary Taylor.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 01 de Fevereiro de 2024

Rob McElhenney, conhecido por seu papel em “It’s Always Sunny in Philadelphia” e também coproprietário do Wrexham, compartilhou o amor e a admiração por suas duas mães, Helena McElhenney e Mary Taylor. “Foi um grande presente”, afirma em entrevista ao documentário “Welcome to Wrenham”.

Helena, mãe biológica de Rob, teve a coragem de se assumir como lésbica após o divórcio, uma decisão que Rob aplaude, reconhecendo a coragem necessária em uma época em que relacionamentos gays eram desaprovados.

Em uma entrevista recente, Rob expressou sua empatia por Helena, destacando a coragem dela em viver autenticamente. Ele elogiou a capacidade de “reconhecer a quantidade de coragem que foi necessária para eles fazerem exatamente o que fizeram”. O ator vê a decisão de Helena como uma das coisas mais belas da cultura atual e reconhece o avanço em aceitação desde então.

Sobre crescer com duas mães, Rob compartilhou que não conhece outra realidade e descreveu como uma experiência positiva. Ele enfatiza que moldou sua visão de mundo e perspectiva, reconhecendo que nem todas as famílias são iguais.

No Dia das Mães de 2021, suas duas mães apareceram em um vídeo discutindo as superações em seu relacionamento de 39 anos. Rob compartilhou o vídeo nas redes sociais, expressando orgulho em chamá-las de “mãe” e enfatizando a diversidade das famílias.

Além de elogiar suas mães pela criação amorosa e solidária que proporcionaram a ele e seus irmãos. “Pelos padrões do sul da Filadélfia de 1984 , nossa educação não foi convencional, mas meu irmão, minha irmã e eu fomos capazes de reconhecer desde o início que nem todas as famílias eram exatamente iguais ou parecidas com o que víamos na televisão. “No entanto, não tínhamos nada além de amor, apoio, compaixão e empatia. E acho que isso nos permitiu florescer.”

04-02-2024 às 19:02 Crente Conservador Bolsonarista
Ele teve problemas psicológicos e sexuais por nao ter a presença de um pai. Viva a família tradicional
01-02-2024 às 15:20 ^^
É tudo uma relatividade. Quando os homens viviam bem menos que as mulheres, eram elas: mães e tias, que criavam proles numerosas! E nem sempre a homossexualidade era decorrente desse contexto! Faustão muitas vezes "criticou" tias solteironas, mas quem sabe ele possa ter tido a presença de tia ajudando a irmã! Já conversei com amigos que foram criados por pai e mãe, sobre a Insegurança deles - quarentões - sentindo alterações hormonais e da libido, casados, mas sem sentirem-se a vontade em conversar com os pais, deles!!!
01-02-2024 às 15:18 (^^~)........OOOOO........>>>>
Bunito esse maxo da foto.