Assine o MundoMais

Fardados na Parada Gay

Governador Sérgio Cabral diz que policiais e bombeiros poderão ir uniformizados na Parada Gay.

por Redação MundoMais

Segunda-feira, 16 de Maio de 2011

RIO DE JANEIRO - O governador Sérgio Cabral autorizou policiais e bombeiros a participarem uniformizados da Parada do Orgulho Gay. Ele disse que vai autorizá-los, inclusive, a usarem as viaturas. O anúncio foi feito durante o lançamento da Campanha Rio Sem Homofobia, nesta segunda-feira (16). As informações são do site do governo do Estado.

A campanha será veiculada nas rádios, televisões, cartazes, outdoors, busdoor, mobiliário urbano, folhetos, além de um site e itens promocionais, como camisetas, barracas de praia e blocos. A campanha estará nas ruas a partir de terça-feira (17), data em que se comemora o Dia Mundial de Combate à Homofobia. O tema ganhou uma data comemorativa desde 1993, e este ano terá a adesão de 102 países, dentre eles o Brasil, que vai marcar a luta do movimento GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e transexuais).

O governador acredita que, assim como fizeram os membros do Supremo Tribunal Federal, aprovando a união civil de pessoas do mesmo sexo, o Senado vai aprovar o projeto de lei 122/2006 que criminaliza a homofobia. Cabral também listou uma série de medidas que o governo tomou, nos últimos anos, para diminuir a discriminação que esse segmento da população sofre.

Além do governador, participaram da cerimônia o vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, a senadora Marta Suplicy, que representa a frente parlamentar GLBT no Congresso Nacional, o secretário-chefe da Casa Civil, Regis Fichtner, e o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, Rodrigo Neves.

Segundo o coordenador do Programa Rio sem Homofobia e presidente do Conselho Estadual dos Direitos da população LGBT, Cláudio Nascimento, a luta, agora, é fazer com que o Congresso Nacional aprove a lei que considera crime qualquer ato contra homossexuais.

"Um passo importantíssimo que nós demos foi a aprovação, no Supremo Tribunal Federal, da legalização da união civil de pessoas do mesmo sexo. Uma vitória que foi conseguida por meio de uma ação do governo do Estado. Isso dá orgulho ao Rio de Janeiro, que sempre foi vanguarda na história das transformações sociais do país (...) É preciso ter uma legislação que torne crime a prática da homofobia", disse ele.

Cláudio Nascimento informou também que, na terça-feira, sairão caravanas de 27 estados para pressionar o Congresso Nacional a votar o projeto de lei 122/2006, que criminaliza a prática de homofobia.

Fonte: G1

Comentários (15)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 19-05-2011 às 14:30 roberta
    concordo plenalmente,com thiagooo.e um grande passo
  • em 18-05-2011 às 11:55 IDEAL 1964
    NÃO ESTOU PROPONDO A NINGUÉM FAZER ALGO COMO JA COMENTADO A PARADA GAY PORÉM TEM QUE RESPEITAR A OPINIÃO DOS OUTROS.NO BRASIL A MUITO PMS E CIVIS QUE SEGUEM AINDA A CONSTITUIÇÃO ANTES DE 1988 OU SEJA ESTÃO NO MILITARISMO QUE JA SAIU DO BRASIL A UM CERTO TEMPO.EXITEM MUITO PRECONCEITO ,ARROGANCIA E MACHISMO COMO CERTO COMANDANTE QUE DISSE QUE SEUS POLICIAIS SÃO VIRIS!
  • em 17-05-2011 às 23:05 Lukas
    Acho que não entendi mesmo essa atitude do governador, isso não existe, imagina os policiais e bombeiros que quizerem ir na parada ,podem ir vestido com a farda e ainda podem usar o carro da policia, carro de bombeiro. Fiquei louco o o governador é que enlouqueceu?Se eles forem na parada de farda, pelo menos tem que assumir que estão ali porque são GAY, e usar carro oficial para assuntos particulares dá processo.
  • em 17-05-2011 às 07:40 Ciso Prado
    Há um mérito, indiscutível, nessa decisão do Governo do Rio, abrindo a possibilidade de que outros estados deixem oficialmente de ser homofóbicos. Isso, infelizmente, acontece, de fato. No entanto, todo o político se move por interesses mercadológicos, de fundo eleitoral. Não nos iludamos de que essa postura seja apenas uma demonstração de generosidade. Os votos dos gays, aos milhares, assumidos ou não, é que contam. Na frente da urna eletrônica, todos somos eleitores. Ela não nos pergunta qual nossa identidade sexual.
  • em 17-05-2011 às 02:42 allan
    lembrando que isso ja acontece em alguns paises como nos EUA, onde militares vao fardados nas viaturas e nos carros oficiais.
  • em 17-05-2011 às 01:33 jui
    aloka
  • em 16-05-2011 às 23:59 Celso
    Lukas de acorodo com seu comentário você realmente não entendu o q vc leu , pq na parada gay do RJ existe policias , bombeiros , gurdas municipais e ate seguranças particulares contratado pela produção do evento . O que o Governador quis dizer na sua fala é que os policiais e bombeiros que estiverem trabalhando ou de folga e quiserem ir a parada gay poderão usando seus uniformes e até carros oficiais , apenas isso ... Mais uma vitória do RJ que sempre sai na frente quando o assunto é população LGBT .
  • em 16-05-2011 às 22:33 Lukas
    Isso pode ser novidade no Rio, porque aqui em Brasilia todo ano a policia esta presente fazendo a segurança dos participantes, e digo mais, não caia na besteira de mexer com policial porque ele esta trabalhando e é uma autoridade, ele pode prender voce, ele não é go go boy.Se na parada do Rio não tinha segurança , isso era uma falha muito grande do governo local.
  • em 16-05-2011 às 21:24 Gaudêncio
    Eu vou à Parada do Rio e quero um bombeiro com uma "mangueira bem grande". Me aguardem. Sempre tive uma tara por fardados. Já transei com um do exercito e foi ótimo.
  • em 16-05-2011 às 21:23 Giancarlos Baldi, POA
    ADORO o Rio. Ipanema vai FERVER HORRORES!
  • Mostrar mais comentários...