quero assinar Entrar na área VIP

Uma menina gay em Damasco

Blogueira lésbica envolvida em protestos na Síria é sequestrada por homens armados.

por Redação MundoMais

Terça-feira, 07 de Junho de 2011

Amina Arraf, uma menina gay em Damasco.Amina Arraf, uma menina gay em Damasco.

SÍRIA - Uma blogueira que ganhou projeção com textos sobre a revolta popular na Síria e sobre como é ser lésbica em seu país foi sequestrada por homens armados em Damasco, segundo afirmaram membros de sua família.

Amina Arraf tem dupla cidadania - americana e síria - e publicava textos em inglês com o pseudônimo de Amina Arraf, no blog A Gay Girl in Damascus (Uma Menina Gay em Damasco).

Ela teria sido vista pela última vez na segunda-feira à noite, quando iria se encontrar com uma pessoa envolvida com os protestos que vem sendo realizados no país há meses - e reprimidos com violência pelo governo do presidente Bashar Assad.

Segundo um texto publicado no blog A gay Girl in Damascus por Rania Ismail, prima de Amina, a blogueira teria sido levada por três homens armados, que a arrastaram para dentro de um carro. Segundo o post, o carro tinha um adesivo com o rosto de Bassel al-Assad, irmão do presidente sírio, morto em um acidente de carro, em 1994.

A prima contou que o pai de Amina está tentando descobrir quem a teria sequestrado, mas que isso é uma tarefa muito complicada, uma vez que a única testemunha do sequestro não anotou a placa do carro. Ele afirma que é difícil tentar rastreá-la, já que a Síria conta com ''18 diferentes grupos de polícia, bem como milícias e gangues''.

'Nós não sabemos quem a levou, então não sabemos a quem pedi-la de volta. É possível que eles tentem forçá-la a ser deportada', afirmou Rania Ismail.

A prima se mostra esperançosa no blog, entretanto, ao dizer acreditar que Amina será solta em breve. Se eles quisessem matá-la, já o teriam feito. É por isso que estamos todos rezando.

Em seu blog, Amina escrevia sobre temas como as aparentes contradições entre ser lésbica e muçulmana sunita praticante. Ela postava ainda poemas e comentários políticos sobre a revolta na Síria.

Amina ganhou destaque internacional recentemente ao ser tema de uma reportagem do jornal britânico The Guardian, na qual é chamada de ''uma improvável heroína da revolta em um país conservador''.

A campanha pela libertação da blogueira está sendo difundida pelo Twitter, com usuários postando mensagens sob a classificação #FreeAmina, e por meio da página de Facebook ''Free Amina Abdalla'', que já foi marcada com um ''curti'' por cerca de 2.500 pessoas.

Comentários (30)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 14-07-2015 às 23:22 gracy araujo
    vai firme menina, a luta faz parte de nossos ideais!!
  • em 10-12-2012 às 00:54 Yan
    Liberdade de expressão!
  • em 07-12-2012 às 21:21 Shau
    Infelizmente ainda temos que conviver com esse tipo de preconceito..
  • em 07-12-2012 às 21:20 Nayra
    Liberdade de expressão é um direito de todo cidadão.
  • em 21-11-2012 às 20:47 valeria
    o preconceito é algo que prejudica o lado psicologico e social do individuo.
  • em 07-07-2012 às 00:35 luciane
    espero que ela possa est bem,e que possa sair dessa com vida é claro!
  • em 30-06-2012 às 17:41 liz
    terrivel isso espero q ela esteja bem.
  • em 20-06-2012 às 11:19 Márcia Martins dos Santos
    Vamos fazer uma corrente, pra que tudo esteja bem com essa moça, e que nada de mal tenha acontecido. Agora preconseito não esta com nada, todos nós gostamos de ser respeitados, mas tem muinta gente que ão respeita a opção o próximo.
  • em 07-06-2012 às 14:36 carmem
    eesse lance de preconceito n ta com nada
  • em 30-05-2012 às 01:32 Zuila
    A pessoa não escolhe o que vai acontecer simplesmente acontece que pena esta moça deve ter sofrido muito sem niguem pra ajuda-lo
  • Mostrar mais comentários...