Assine o MundoMais

Rejeição à união gay

O governo francês voltou a rejeitar o casamento gay, durante o primeiro debate realizado sobre o assunto no parlamento.

por Redação MundoMais

Sexta-feira, 10 de Junho de 2011

FRANÇA - O governo francês voltou a rejeitar o casamento gay, durante o primeiro debate realizado sobre o assunto no parlamento, que aconteceu nesta quinta-feira, após a apresentação de um projeto de lei pelo partido socialista, de oposição.

Este debate é uma oportunidade de mostrar o quanto a nossa sociedade preza o casamento, a segurança que ele traz em relação a outra uniões e o símbolo social que representa, declarou o Ministro da Justiça Michel Mercier na Câmara dos Deputados.

O casamento ainda representa a base da família, apesar de não ser o modelo único de união e de parentesco, afirmou. É justamente em razão da pluralidade de uniões possíveis que devemos respeitar as especificidades de cada um.

Em 1999, o governo do primeiro ministro socialista Lionel Jospin criou o Pacs (Pacto Civil de Solidariedade), um contrato de união estável que pode ser firmado por casais tanto homossexuais quanto heterossexuais.

O nosso governo iniciou um forte movimento rumo a uma igualdade de direitos entre parceiros de um Pacs e esposos, afirmou o ministro Mercier, do partido conservador UMP. Porém, "o casamento e o Pacs não tem vocação para tornarem-se similares de um ponto de vista familiar".

O deputado socialista Michel Bloche, relator do projeto de lei, lembrou que sete países europeus já reconheceram o casamento entre pessoas do mesmo sexo (Holanda, Bélgica, Espanha, Noruega, Suécia, Portugal e Islândia). Segundo Bloche, esses países, mesmo aqueles que como a França tem "cultura católica muito marcada", não foram "abalados nos seus fundamentos" por esse reconhecimento.

Ele também afirmou que apesar da França ter sido "pioneira" com a criação do Pacs, está hoje "atrasada". Precisamos alcançar um novo patamar no caminho da igualdade de direitos, completou.

Comentários (10)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 12-06-2011 às 23:51 nando bh
    sera que a frança preoculpa com outros assuntos de interesse do povo que mora lá? pois casar, ter opnião sexual eu acho que é coisa pessoal. desde de que eu não esteva roubando e nem traficando tenho direito a total liberdade de escolha. ate quando meu deus esse preconceito. vamos proculpar com coisas mais importante, e deixar o ser humano ser feliz do geito que ele acha melhor!!
  • em 11-06-2011 às 02:40 Gustavo - RJ
    EU COMENTEI BRANDEIRA, PORQUE ERREI NA DIGITAÇÃO RÁPIDA, MAS É BANDEIRA.
  • em 11-06-2011 às 02:38 Gustavo - RJ
    EU ADMIRO MUITO A FRANÇA TER ESSE TIPO DE ATITUDE, SE DIZER UM PAÍS SUPERIOR QUE OS OUTROS E AVANÇADO, PRA MIM! DEPOIS DISSO, EU VEJO A FRANÇA COM OUTRO TIPO DE OLHAR, UM PAÍS BAIXO, IGNORANTE E DE VÁRIOS BOSSALISTAS DE MERDA. QUEIMEM A BRANDEIRA DA FRANÇAAAAAAA!!!
  • em 10-06-2011 às 18:39 Fabrício SP
    Seria muito bom que um país com a França estabelecesse logo o casamento civil... é um país referência!
  • em 10-06-2011 às 17:12 Bruno MG
    @Elder Está enganado Elder. A França não é um país preconceituoso. Estudei la todo o ano de 2009 e cenas de homoafetividade é muito comum nas cidades e o melhor é que é vista com total normalidade pela população. A França foi pioneira no reconhecimento da união estável, não tenho dúvidas que em breve decretarão novas conquistas para os homossexuais naquele país. @luKAS Lucas, eu tenho tanta preguiça deste Plinio. Nossa. Como pode uma pessoa tão ignorante permanecer nas diretrizes do nosso país. Não é querer julgar, rs mas eu não sei não hein. rs Já vimos diversos casos de super homofóbicos que anos depois são descobertos... rs Será este mais um caso?
  • em 10-06-2011 às 17:11 Bruno MG
    @Elder Está enganado Elder. A França não é um país preconceituoso. Estudei la todo o ano de 2009 e cenas de homoafetividade é muito comum nas cidades e o melhor é que é vista com total normalidade pela população. A França foi pioneira no reconhecimento da união estável, não tenho dúvidas que me breve decretaram novas conquistas para os homossexuais naquele país. @luKAS Lucas, eu tenho tanta preguiça deste Plinio. Nossa. Como pode uma pessoa tão ignorante permanecer nas diretrizes do nosso país. Não é querer julgar, rs mas eu não sei não hein. rs Já vimos diversos casos de super homofóbicos que anos depois são descobertos... rs Será este mais um caso?
  • em 10-06-2011 às 13:55 Elder Henrique
    que pena um país tão apaixonante, tão desenvolvido ser tão preconceituoso. Ainda há de se aprender muito franceses.
  • em 10-06-2011 às 11:59 Ulisses
    é um medo .......... que não entendo.........como se nós fôssemos acabar com o mundo hetero.........so queremos viver sem medo, sem preconceito, livres..........
  • em 10-06-2011 às 11:14 lUKAS
    aQUI EM bRASILIA, O INSTITUDO plinio correia de oliveira( POLITICO), ESTA DISTRIBUINDO PANFLETO PELA CIDADE PEDINDO O POVO QUE ENVIE MENSAGEM PARA O sENADO PEDINDO A REJEIÇÃO DF DO PL 122,
  • em 10-06-2011 às 11:12 lUKAS
    iSSO É QUESTÃO DE TEMPO
  • Mostrar mais comentários...