Assine o MundoMais

Conservadorismo

Favorito às eleições na Espanha defende fim da união gay e volta das touradas.

por Redação MundoMais

Sexta-feira, 18 de Novembro de 2011

ESPANHA - A eventual vitória dos conservadores nas eleições de domingo na Espanha, causa grande preocupação no país entre representantes de grupos de defesa de direitos de minorias e setores progressistas da sociedade.

Mariano Rajoy (foto), candidato do Partido Popular e favorito para substituir o socialista José Luis Rodriguez Zapatero, anunciou que promoverá, durante seu mandato, o "resgate de valores tradicionais". "Na Espanha se perderam muitos valores que nestes tempos de crise devemos recuperar", disse ele em um comício em Barcelona.

Por declarações como esta e pelas posições defendidas pelo Partido Popular, o temor é de que o eventual governo conservador se empenhe em revogar leis aprovadas durante os dois mandatos prévios socialistas como a do casamento gay, do aborto, da memória histórica (que obrigou a retirada de símbolos da ditadura militar de espaços públicos) e da proibição de fumar em bares e restaurantes.

O presidente do Fórum Espanhol da Família, Benigno Blanco, disse esperar que Rajoy "seja congruente se chegar a governar, pelas posturas que teve na oposição, porque tivemos 19 leis injustas que causaram uma grave crise moral na Espanha, tão ou mais profunda do que a econômica", afirmou

Dano brutal

Em declarações à BBC Brasil, o líder da organização que defende os valores tradicionais com o lema "Falando bem das coisas boas", disse que o período socialista provocou "um dano brutal na qualidade das famílias, na saúde sexual dos jovens e um dramático número de abortos".

Por isso classificou de inegociáveis as revogações de diversas leis. Especialmente as que permitem o aborto, a do divórcio "expresso" (que dissolve casamentos em três meses) e do casamento gay.

Grupos de esquerda, feministas, laicos e gays vêem a revogação dessas leis como uma afronta. "Se ele se atrever a revogar a lei, nos terá em frente em plena trincheira. Porque não aceitaremos esta atitude retrógrada de privação de direitos civis conquistados democraticamente e apoiados pela maior parte dos cidadãos", desabafou Antonio Poveda, presidente da Federação de Lésbicas, Gays, Transexuais e Bissexuais.

O defensor dos direitos dos homossexuais acha que Rajoy "sempre vai contra os direitos fundamentais de minorias" e que pretende agradar a grupos influentes como a Igreja Católica.

Igreja

O clero espanhol não se pronunciou sobre as promessas de campanha do partido conservador, mas já deu seu parecer sobre as eleições e o que devem fazer os fiéis.

No fim de outubro, a Conferencia Episcopal divulgou um comunicado com o título de "Nota ante as eleições de 2011", afirmando que "é nossa obrigação de pastores da Igreja orientar o discernimento moral para a justa tomada de decisões que afetam o bem comum, como é o caso das eleições".

Sem citar siglas partidárias nem nomes de candidatos, o clero, que participou de manifestações contra as leis do casamento gay e aborto e criticou publicamente o governo socialista por estas medidas, ratificou seus pontos de vista.

A igreja definindo como "perigosas e nocivas" as leis que "permitem que casamento seja mais do que uma a união entre um homem e uma mulher". E afirmou que as "decisões políticas devem ser morais e justas de acordo com a natureza do ser humano".

Imigração e tourada

Outras intenções polêmicas do candidato conservador são os cortes em todos os setores, exceto aposentadoria e as privatizações de veículos de comunicação, saúde e educação e a nova lei de imigração.

Rajoy pretende criar um "modelo de imigração circular", segundo o programa eleitoral. Isso significa que os estrangeiros poderão entrar na Espanha para trabalhar quando houver emprego. Quando estes acabarem, deverão sair do país.

Também quer estabelecer um teste de "hispanidade". Para regularizar a situação, o imigrante deverá ser sabatinado sobre a cultura e história espanhola.

Outra das tradições defendidas pelo candidato conservador é a tourada. Rajoy promete blindar a permanência do espetáculo que divide a opinião pública entre os que defendem o evento secular e os que o consideram práticas cruéis contra um animal. As touradas, segundo o programa de Rajoy, merecem "proteção de nossa tradição histórica e cultural".

Fonte: BBC

Comentários (37)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 23-11-2011 às 11:19 Rodrigo
    Sobre o aborto acho que deveria sim ser aceito, porém dependendo do caso, da idade da pessoa, o grau que isso iria provocar na pessoa, pois tem gente sendo estuprada e gerando filho e isso ficará na mente desta mulher para o resto da vida. Este candidato ai quer se mostrar macho, pois acho um absurdo estas touradas os quais ele quer tanto proteger, queria ver um toureiro jogar ele na arena e enfiar espadas até ele morrer e ver como ele se sente. Cultura, é uma cultura espanhola, pode até ser, mas isso é uma cultura antiga, de povos nada evoluídos, os quais os novos povos estão tentando apagar, é uma cultura bestial, feia e sem propósito, pois o touro não pediu para estar ali, o touro nem sabe o motivo de estar ali, só saberá sofrer quando começa, e morrer por um crime que nunca cometeu. Por mim, Deus deveria dar uma forçar descomunal nos touros, para que eles acabem com os toureiros um por um, e assim todos os toureiros passassem a ter medo.
  • em 22-11-2011 às 11:17 Dara Danonela p/ Bruninho
    Fofinho, deve ser um bom leitor de jornal,mas jamais uma democracia pode se transformar numa ditadura da maioria. Outro papel importante da lei é sim educar,ou seja dizer onde a sociedade qr chegar.Sabe aquela fazse onde surgiu o estado e entregamos nossa liberdade absoluta em troca de proteção,pois bem, como contratantes devemos sempre saber ql a finalidade, ql o futuro do contrato,senão nos dedicaríamos ao caos. Lá nos objetivos fundamentais ca CF está"construir uma sociedade livre,justa e solidária sem preconceito de sexo cor idade ou outra forma de discriminação". Se a norma não protegesse a minoria, ceramente avanços sociais não aconteceriam pois as classes dominantes estão satisfeitas com a realidade consagrada, negros continuariam escravos por aqui, mulheres continuariam com direitos limitados, os trabalhadores continuarima sem qqer direito trabalhista...O Estado se propõe a garantir o bem estar de todos e a regualar a relação entre setores disproporcionais...Agora,essa crise na Espanha é mais do que esperada, com os gastos absurdos do Estado espanhol só poderia dar nisso. Já leram sobre a farra de direitos sociais do espanhol? depois de usurparem todo o ouro da América espanhola(e perderem),a população vivia muito bem(Não era a toa a brasileirada ir ser ilegal lá)...A farra acabou,esses países terão que abaixara a cabeça e aceitar que o que se planta colhe. Se bem que se houvesse justiça a maioria dessas grandes potencias deveria arcar com o ônus da fome no mundo,por trás daquela casca de civilizados,aqueles monumentos suntuosos escondem a exploração cruel do mundo(o pior: o caos do continente africano pós neocolonialismo).
  • em 22-11-2011 às 08:56 Bruninho
    Quanto ao terrorista da Noruega, você chegou a ver as idéias do cara? Isso se encontrou tanto no face como no tratado que ele escreveu, de mais de 1500 páginas. O cara era maçom, favorável ao aborto em certos casos (isso não é de direita), fissurado em uma série de vampiros da TV - Blood Ties, por World of Warcraft, jogo on line de RPG, amigo declarado do gestor do maior site pornográfico do país, anti-islâmico até a medula, crítico do papa, chamado por ele de "traidor", porque a Igreja Católica mantêm diálogo inter-religioso... E simpatizante rasgado de Israel, por ser "o maior baluarte anti-islâmico" de hoje... O cara é megalomaníaco e psicótico, mas não é louco... Extrema-Direita geralmente tem alguma coerência em seus fundamentalismos... E cuidado ao associá-los a loucos homicidas, porque antes de tudo não dá para rotular nenhum movimento por uma pessoa só. E segundo, que, malucos assassinos na esquerda são muito frequentes também, basta ver Pol Pot, Mao Tse Tung, Stalin, que mataram milhões...
  • em 22-11-2011 às 08:43 Bruninho
    Felipe RJ, é uma máxima que, para toda ação há uma reação, Zapateiro foi muito incisivo nas medidas que tomou para mudar segundo a lei a mentalidade do povo espanhol. E o mesmo povo que deu um voto de consciência a ele agora retirou, e certamente não é apenas por causas econômicas. Por mais secularizado que seja o espanhol de hoje, mentalidades não mudam a golpes de caneta, ninguém vai virar pró gay, pró aborto e socialista do dia para a noite. As populações costumam ser mais conservadoras do que os políticos, veja o caso do Brasil, há décadas dominado por partidos de inspiração esquerdizante, e que no entanto sempre sofrem desgastes quando tentam acelerar políticas ousadas.Infelizmente a mídia não focou por exemplo as manifestações contra o aborto na Espanha, que foram imensas - em REAÇÃO a Zapateiro.Berlusconi não é de extrema direita, é um fanfarrão que só conseguiu tanto sucesso porque a Itália deve estar realmente falida de políticos sérios. Ele tinha viés conservador, mas não era ultra-nacionalista, nem xenófobo, nem se via radicalismo em suas medidas.
  • em 22-11-2011 às 04:58 MENDONÇA
    A ESPANHA SE FUDEU! ELEGERAM UM DITADOR! QUE DEUS PROTEJA A ESPANHA!
  • em 21-11-2011 às 23:55 Paulinho
    Isto não me assusta porque um dia eles vão descobrir entre eles "um mostro assim como eu acho que eles pensam da gente os gays" então eles descobriram que seus filhos,netos,netas e outros que eles talvez amam também são gays aí sim eu quero saber, vão matar ou deixar viver seus queridos será que eles não pensam nisso (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk). Como eu sou inteligente.
  • em 21-11-2011 às 18:00 De Felipe RJ para Bruninho
    Errata: Onde está escrito "Então para os senhores feudais" le-se "então para os senhores de engenho".
  • em 21-11-2011 às 17:45 De Felipe RJ para Bruninho
    A extrema direita é tão boa que na Noruega, 87 pessoas foram mortas brutalmente por esses extremistas num atentado terrorista. Ainda vc fala de democracia? "Ofensivas SIM, porque os que foram contra estas medidas se sentiram invadidos" Então para os senhores feudais que usavam negros como escravos, a atitude da Lei áurea foi uma ofensiva contra eles? Na Alemanha idem, dê uma olhada no que está ocorrendo por lá com a extrema direita e o neo nazismo surgindo. Aqui no Brasil, existem grupos de extrema direita caminhando para o mesmo nível. Falam dos muçulmanos, mas no caso da Noruega e Alemanhã quem está gerando violência gratuita é a extrema direita. Isso para não falar do ilustríssimo Berlusconi que saiu com o rabo entre as pernas, Berlusconi é? Sim ele é da extrema direita e o governo Italiano conservador está entre um dos países piores na crise da Zona do Euro. Em todos os regimes existem problemas, a democracia é a menos pior delas.
  • em 21-11-2011 às 12:25 Bruninho
    A maioria esmagadora do povo espanhol votou nesses candidatos, e essas promessas eram de conhecimento PÚBLICO. Pois então, votaram sabendo que os conservadores da centro-direita buscariam esse tipo de coisa. E é muito natural que elegam deputados assim, porque dessa forma contrabalança um governo que raiou pela extrema esquerda. No governo Zapateiro, até líderes muçulmanos tentaram (com a ajuda do governo) retomar catedrais católicas, tentando reabrir feridas de guerras seculares... Lembremos: os espanhóis optaram por este governo, com todas as suas bandeiras, e o candidato conservador levou a maior votação da história do país. Democracia é isso. Aceitar a vontade popular, mesmo não concordando com ela, afinal de contas os setores conservadores aturaram 8 anos de PSOL e todas as suas ofensivas a favor das minorias. Ofensivas SIM, porque os que foram contra estas medidas se sentiram invadidos, assim como muitos agora sentem-se invadidos com uma eventual revogação destas leis de aborto, casamento gay, etc.
  • em 20-11-2011 às 23:57 De Felipe RJ para Nereu
    "Vc quem deve procurar os da sua laia... FDP..." Já vi que para fatos não existe argumentos plausíveis ou então o que sobra pelo seu linguajar é xingamentos e agressões verbais. Gosta de barraco? Eu não gosto, sou civilizado demais pra isso, discussão saudável eu aceito, troca de ofenças, tô fora! Aprenda a ser mais educado ou talvez vc tenha esquecido de tomar seu remedinho hoje, tá muito descontrolado!
  • Mostrar mais comentários...