quero assinar Entrar na área VIP

Protesto

Livro que promete cura para homossexualidade causa polêmica na Espanha.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011

O livro "Comprender y sanar la homosexualidad" ("Compreender e curar a homossexualidade", em tradução literal), do psicoterapeuta Richard Cohen, foi retirado da livraria virtual de uma grande cadeia espanhola de lojas de departamentos, diante da avalanche de protestos.

A Federação Andaluza de Associações LGTB (lésbicas, gays, transexuais e bissexuais) afirmou nesta terça-feira (27) em comunicado, que o grupo El Corte Inglés retirou o livro de sua livraria virtual, embora ainda permaneça em suas lojas.

Segundo essa organização, a empresa também pediu desculpas nas redes sociais às pessoas que se sentiram "ofendidas" pelo livro.

Cohen, que diz ter "curado" durante os últimos quinze anos a "milhares" de homens e mulheres que sentiam atração por pessoas do mesmo sexo, escreveu o livro a partir de sua própria experiência pessoal, já que garante que, após ser homossexual "durante décadas", voltou a ser heterossexual.

"Se estamos decididos, contamos com o amor de Deus e o apoio de outras pessoas, a cura é possível", ressalta Cohen em entrevista publicada no site da editora que traduziu o livro para o espanhol.

A decisão de retirar o livro de sua loja virtual foi tomada pelo El Corte Inglés após uma iniciativa da Actuable, uma comunidade online de pessoas e organizações "que unem esforços para lutar contra as injustiças".

Em apenas três horas, segundo informou hoje em comunicado esta plataforma de ativismo, mais de quatro mil pessoas expressaram sua "indignação" pela venda do livro.

Para a Federação Andaluza de Associações LGTB, a retirada do livro é uma "vitória do ativismo".

"Foram de grande ajuda as ferramentas das novas tecnologias da informação e comunicação, que permitiram uma pronta e decisiva atividade por parte dos cidadãos", destacou esta organização em comunicado.

Na opinião da organização, o livro pode provocar "não só a desinformação radical sobre a própria classe LGTB, mas uma clara ameaça para os jovens homossexuais e transexuais e suas famílias baseada nos tão condenados e temidos tratamentos reparadores".
Comentários (42)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 03-01-2012 às 20:34 Douglas
    Sempre falamos em direitos iguais, quremos mesmos direitos, então pq tanta polêmica por cauda de uma livro ? Proibir é ditadura, esse livroa nem ia sair das livrárias, mas como sempre..... esses grupos chatos e que se incomodam com tudo, propagou tanto o livro que vai vender muiiito !! E já que queremos direitos iguais, deixa o cara lançar seu livro..e dai ? estão com medo de que ???? Ler quem quer, DIREITOS IGUAIS !!
  • em 02-01-2012 às 21:28 rogerio
    apesar dos vários erros de concordância, regência e pontuação; concordo com o proposto de Rodrigo.Parabéns , rodrigo você se colocou muito bem em sua narração e seu comentário
  • em 02-01-2012 às 18:53 Cristiano Cedilha
    Parabéns, Rodrigo. Seu comentário expressa a verdade da realidade homossexual. Todos temos muito a crescer como gente, e isso fica visível em alguns comentários que aparecem aqui.
  • em 02-01-2012 às 11:16 comprei
    comprei 40 livros de uma vez, quero que seja um best-seller e eu darei meu depoimento na Luciana Gimenez que sou ex-gay.
  • em 02-01-2012 às 10:42 Rodrigo
    Serei direto e pronto. Vou contar a história de uma pessoa daqui da minha cidade e irei usar a vida dele como meu argumento. Este gay que irei mencionar tem uma vida estável, já tem uma certa idade e é dono de uma pequena empresa. Pois bem, ele nunca se preocupou em namorar ou procurar alguém decente para ele. Ele preferia bancar, pagar aos carinhas da cidade e não importando de onde o carinha é, quem é a família, e que tipo de pessoa ele estava pagando e dando coisas, o que importava para ele era o sexo, pagou, deu a bunda dele e pronto. Pois bem, isso acontecia sempre e sempre, até que um dia ele passou a bancar um ladrãozinho safado daqui da cidade, um belo dia este ladrão tentou assaltar o comércio dele, onde estava cheio de clientes, mas ele não denunciou a policia. Passando alguns meses, este mesmo rapaz o qual ele pagava para ter sexo, foi roubar de novo o estabelecimento dele. Só que desta vez o ladrãozinho roubou não apenas ele, mas os clientes e desta vez ele chamou a policia. O ladrãozinho então disse que iria matar ele quando saísse da cadeia. Ele morreu de medo, aliais, ficou com medo. Ele conheceu um grupo evangélico o qual fez uma lavagem na mente dele, hoje ele esta namorando uma mulher, e vai casar com ela, ele já deve ter uns 50 anos por ai. Porém um dia passando em frente ao estabelecimento dele, vi ele conversando, continua o mesmo gay afeminado de sempre, a maneira como conversa, gesticula e tudo mais, eu não sou afeminado, não curto ser, sou macho, porém homossexual, porém ele é hiper afeminado e mesmo tendo digamos, deixado de ser ex- gay, ele tem todo o jeito ainda. O problema a ser analisado é: Ele sempre viveu na vida mundana do sexo. Ele sempre bancou os garotos para comerem ele e pronto, ele é um viado feio e pronto, ele nunca procurou encontrar alguém legal para ter algo legal, ele sempre preferiu os meninos, até mesmo quando era mais novo, e pagava para isso, dava roupas de marcas, dinheiro, dinheiro para os meninos irem a festa e nunca se preocupou de onde vinha os tais meninos, bastava as biba dizer que o garoto tinha uma neca boa, ele caia em tentação. Ou seja, tudo o que aconteceu com ele, não foi por que ele era gay, mas sim como ele vivia a vida dele, e a igreja sabe disso, mas claro, as igrejas irão usar o argumento que por ele ser gay, ele só queria sexo, e o vicio da carne, o qual discordo, é igual um gay que virou pastor e virou o tal ex-gay que morou na Itália, na Itália este pastor era travesti, fazia programa e usava drogas, e a culpa é por ser homossexual? Não, por que prefere os meios fáceis da vida para obter lucro. O próprio gay se afunda no seus próprios conceitos, não se dão valor e pronto. Eu sou gay, sou feliz por ser gay e antes de ser gay, sou homem e é nisso que eu viso minha vida, sou homem e sou gay, minha família sabe e me ama, até mesmo minha mãe que nunca pensei que iria me amar tanto. O gay hoje em dia são tudo fúteis, só querem sexo, homens sarados, só querem coisas fúteis, e acaba nunca construindo um valor maior, o sentimento, a verdade, a dignidade, o gay hoje não quer nada da alma e somente do corpo e por querer somente o corpo, acabam entrando nesta fria, e acaba culpando a homossexualidade dele e se forem esperto, culpem é o caráter, o modo de vida e não a homossexualidade. E acabam procurando esta cura que nem existe, casam, tem filhos e vive infeliz, fazendo seus filhos infelizes e assim por diante.
  • em 01-01-2012 às 19:38 vixi
    Ela está em devaneios V V
  • em 01-01-2012 às 16:45 Paco Salurte
    Absurdo, companheiro, é associar sexo com coisa do demônio. Fazer sexo oral não é pecado coisa nenhuma. É muito bom, saudável, desde que se tomem cuidados quanto à saúde. Alguns religiosos, pseudoreligiosos e fanáticos por certos credos relacionam sexo a coisa condenável por Deus. Outro dia, na Rótula das Cuias, ouvi um jovem comentar para uma moça que achava absurdo ela ir ao culto evangélico depois de passar a noite num baile funk. Desde quando dançar e se divertir são ações condenadas por Deus ? Só na cabeça dos fanáticos e dos reprimidos por seitas, muitas delas de olho no dinheiro dos fieis. E somente interessado nas cédulas. Que mal existe em passar a língua numa glande, tendo zelo pela higiene e pela saúde, sua e do parceiro, como se ela fosse uma serpente peçonhenta. A peçonha, aqui, irmão, simboliza o delírio de prazer que o sexo oral suscita para quem não enxerga as ações sexuais com o sentido de maldade com que alguns religiosos o encaram. Encaram-no em público, porque, nos bastidores, cavalgam, sugam, fazem frango assado e são penetrados ou penetram com vigor e múltiplos prazeres, passando a imagem de santos, castos, filhos do Altíssimo, batizados nas águas. Prefiro - e sou herege confesso - ser batizado num momento em que jorrre muito esperma sobre meu tórax, banhando-me de gozo e alegria. Sem culpa, sem remorso, sem hipocrisia, sem repressão de crredos que só nos tornam tolhidos e infelizes. Deus não está preocupado com tuas práticas sexuais, irmão. Ele está interessado em tuas POSTURAS ÉTICAS, também diante do sexo, e somente por elas tu responderás nos tribunais, exclusivos, de tua consciência. Sexo COM ÉTICA é bênção, luz, alegria, felicidade, crescimento e criação da Divindade. Obrigado pelo carinho de quem emitiu opiniões sobre o que escrevi. Não faço isso para aparecer, mas somente para contribuir para o debate e o crescimento de todos nós, como seres humanos.
  • em 01-01-2012 às 15:49 Psiquiatra
    laudo do homossexualismo: Existe um caminho o reto e o tortuoso, no tortuoso vc terá dificuldades porem muito prazer, luxúria e glamour, no reto vc terá uma vida digna, trabalho, trabalho, trabalho e sem muitos prazeres, festas etc... Em geral o gay prefere o caminho tortuoso. nao todos, porém a maioria escolhe o caminho mais dificil, perigoso mas com prazer carnal garantido
  • em 01-01-2012 às 15:04 Para Paco
    Concordo com vc! Sou feliz tb como gay. E o Espiritismo me ajudou muito. Feliz ano novo. Saúde e um bom amor.
  • em 01-01-2012 às 15:01 Lukas
    Imagina essa bicha velha que deu o seu cu por décadas agora em decadência resolveu "inventar" essa pra curar gay. Sei... É cada coisa! Isso me cheira a "golpe" e baixo! Feliz ano novo povo!
  • Mostrar mais comentários...