Assine o MundoMais

Asilo político

Cresce o número de brasileiros gays no exterior que pedem asilo, alegando homofobia.

por Redação MundoMais

Quinta-feira, 05 de Abril de 2012

Os pedidos de asilo político feitos por brasileiros gays que vivem no exterior passaram de três, em todo o ano de 2011, para 25 apenas nos três primeiros meses deste ano. A informação é da ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais), que afirma ter remetido os casos à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

De acordo com o presidente da entidade, Toni Reis, os pedidos se referem a tentativas de asilo principalmente em países como Estados Unidos e Canadá, e ganharam força após notícias de violência contra homossexuais em cidades brasileiras como São Paulo –onde diversos casos foram notícia, ano passado, sobretudo com a avenida Paulista de palco das agressões.

"Não volto de jeito nenhum: aqui sou um ser humano, não uma condição", desabafa brasileiro que vive no Canadá.

Segundo Reis, apesar de remeter à SDH os casos que chegam, a própria associação ainda não assumiu um posicionamento formal sobre esses pedidos. O motivo, diz ele, é a possibilidade de que parte dos autores desses pedidos se valham de casos recentes de violências contra homossexuais no Brasil como escudo a tentativas de asilo político tentados, mas não obtidos.

Temos cartas de pessoas dizendo que não dá pra viver no Brasil, e sempre com a alegação de homofobia no nosso país. Antigamente endossávamos esses pedidos com um relatório de assassinatos de homossexuais --foram 3.500 ao longo de 20 anos--, além do fundamentalismo religioso de um Bolsonaro da vida, disse Reis, referindo-se ao deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que provocou a ira dos defensores dos direitos LGBT, ano passado, com declarações polêmicas e consideradas ofensivas.

Para o militante, no entanto, o aumento de pedidos de asilo omite a adoção de políticas públicas específicas ao público LGBT, por exemplo, e a conquista de direitos civis, por meio do poder Judiciário, como a união estável garantida ano passado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Sabemos que algumas pessoas usam a questão da homofobia para tentar mesmo o asilo político. E não somos um Irã. Mas também é fato que os homofóbicos estão ‘saindo do armário’, o que torna um absurdo a homofobia ainda não ter sido criminalizada, defende Reis. Acho que ainda dá para viver aqui; se piorar, aí a gente vai mesmo ter que sair do país, completou.

Direitos Humanos

Procurada, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República informou, por meio de nota, que “tem trabalhado para enfrentar a violência homofóbica no Brasil de forma preventiva e repressiva”, seja por meio de campanhas institucionais ou em parcerias com veículos de comunicação, ou por meio de termos de cooperação com as secretarias estaduais de Segurança Pública.

A nota diz ainda que o governo brasileiro “cumpre com as recomendações das Nações Unidas e está realizando o levantamento dos dados de homofobia no Brasil” e ressalta que o cidadão pode denunciar casos pelo telefone 100, 24 horas por dia, anonimamente. Esses dados, continua a SDH, “demonstram que o Brasil desenvolve políticas públicas para que a população LGBT não seja obrigada a sair do país devido a sua orientação sexual”.

Não foram informados, contudo, quais encaminhamentos foram dados a pedidos de asilo que a ONG ABGLT afirma ter repassado à SDH.

Comentários (40)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 16-05-2012 às 09:04 SANTA PACIENCIA !
    PRONTO, TUDO AGORA É HOMOFÓBICO !!!! OS GAYS GOSTAM MUITO DE CHAMAR ATENÇÃO !! SEJAM DISCRETOS E VIVAM EM PAZ !!!
  • em 14-05-2012 às 23:50 tito
    puro oportunismo, agora descobriram uma desculpa pra ficar no exterior e usufruir dos beneficios do asilo político...só tem gente querendo se dar bem, por que a reportagem não nos mostra o perfil dessas pessoas que estão pedindo asilo? se foram realmente vitimas de homofobia? e quem coseguiu asilo? pedir é uma coisa, ganhar é outra...
  • em 11-04-2012 às 09:16 ALEKSYAPARIS
    QUANDO VEJO REPORTAGENS E NOTÍCIAS DE HOMOFOBIA CONTRA GAYS E TRAVESTIS NO BRASIL É NESSA HORA QUE ME DÁ POUQUISSÍMO ORGULHO DE SER BRASILEIRA,ME TERRORIZA BASTANTE NUM PAÍS QUE POR LEI TEMOS O DIREITO LIVRE DE EXPRESSÃO,MAS,INFELIZMENTE EM PLENO SÉCULO XXI AINDA EXISTE TANTA GENTE COM PENSAMENTO TÃO RIDÍCULO E HOMOFÓBICO. É INACEITÁVEL TANTA BRUTALIDADE E O PIOR VÊ UMA REPORTAGEM EM QUE GAYS PEDEM ASÍLIO EM OUTROS PAÍSES POR CONTA DA VIOLÊNCIA HOMOFÓBICA.
  • em 10-04-2012 às 23:03 Edison Fernandes
    Povo burrinho mesmo esses que defendem o Brasil, sera que quando levarem uma "lampada" na cabeça ou forem espancadas quando sairem de um bar ou casa noturna ou mesmo terem o rosto desfigurados por um skinhead vao continuar defendendo esse lixo??? Claro que nos outros países aindam existem sim homofobia; mas existe leis tambem, principalmente nos paises desenvoldivos; é por isso Dandara ignorante que ninguem pede asilo no Paraguai, pois só la consegue ser pior do que aqui!!! Recentemente uma transexual foi agredida por duas mulheres loucas num MC Donalds nos EUA, e sabem o que aconteceu? As duas estão presas sem direito a fiança e podem pegar até 30 anos de prisao por tentativa de assassinato! E se fosse no Brasil? Ja estariam soltas na rua e iriam cumprir pena pagando cesta basica !
  • em 10-04-2012 às 13:26 dandara
    Ta boa neh, meu bem? As bichas nao pedem asilo no Paraguai, neam? Só no truque. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. vai pro exterior limpar latrina de gringo depois querem pagar de finas. ai ai ai
  • em 09-04-2012 às 19:02 ai ai
    Conheci anos atrás uma bicha namorava um famoso publicitario que morreu de HIV. Até entao a bicha era dessas, Brasil é isso Brasil é aquilo.. se dividia entre Rio De Janeiro e Miami, tinha casa nas duas. Quando tava no RIO era só elogias na casa dela em Sunny isles sul da Florida, até que a bicha desaparece, o pai politico do ES foi lá saber o ocorrido, o por quê do sumiço, abre o apto tava tua vazio e os vizinhos relataram que tinha sido morto mas nao tinha como identificar pq fizeram a limpa no Apto , mataram e depois queimaram o apto. foi enterrado como indigente na Florida num cemiterio que o pai e a familia nao conseguiu localizar. Nao entendo essa ilusao como esse dae da foto diz AGORA SOU HUMANO, sim mas continua sendo um HUMANO BICHA. Eu juro eu tento entender mas nao consigo. Onde, onde que estes países lhe dao segurança somente por ser gay? e o Matthew shepard e os pais no meio-oeste americano que matam bebes que eles desconfiam serem homossexuais, sim DESCONFIAM e matam, tem no youtube... Quer mais intolerancia que isso, dae eu leio AGORA SOU HUMANO somente pq mora no canada? olhaaaa lá nao cuspa no prato que NASCEU hein
  • em 08-04-2012 às 17:03 Jonas
    É MESMO BRASILEIRO GOSTA É DE CU. É LIBERAL PROBLEMA É A CORRUPÇÃO; CURRUPÇÃO TEM DEMAIS!
  • em 08-04-2012 às 16:26 Passiva
    Ahhhh taaaaa...as bibas estão querendo green card pra viver nos EUA e estão pagando de molestadas! To loka entaum! Onde q um gay não pode circular livremente? Ok, em SP houve pancadaria...mas e se esquecem dos muitos dias que gays bjam na boca na frente da praça da Sé, na avenida Paulista , na Augusta...e ninguém faz nada? Homofobia está em todo lugar! Acooordem não banquem as sem-verognha! Quer ir morar fora arruma outra desculpa, não denigram nosso país como um lugar ruim a ponto de pedido de exílio...vergonha na cara, pô!
  • em 08-04-2012 às 14:39 Ao Ruy
    E nao somos exagerados, digo por exemplo aquelas bizarrices de NY ou Amsterdam , Berlin que os gyas tem aquela breguice de LEATHER. Fiquei um semestre na Australia pra DEsaprender o Ingles e nossa nao vi nada de TOLERÂNCIA por lá. Aliás nem vi viado lá. Agora mulheres, olha lá é cada homem pra vcs....que meu deus, andar na rua é um catalogo de modelos
  • em 08-04-2012 às 12:08 Ruy
    Não acho o Brasil um país tão homofóbico como é colocado pela mídia. A maioria dos gays brasileiros é super feliz, tem liberdade para transar com quem e onde quiser (até em locais públicos, "destinados" para isso), e ainda podemos nos casar no civíl. Temos leis favoráveis a nós como nenhum outro Estado. Temos saunas, cinemas, boates, pontos de pegação, tudo que os gays procuram para serem felizes. E os brasileiros aceitam bem mais a sexualidade gay (no sentido de tolerar) quanto a muitos outros países. Resumindo: é legal e divertido ser viado aqui no Brasil! Um país onde o sexo é muito liberal, mesmo com tanta hipocrisia. O sexo anal é muito mais comum aqui que em outros lugares, o brasileiro é muito mais aberto, em vários sentidos, mesmo sendo um país católico.
  • Mostrar mais comentários...