Entrar na área VIP

Queixa

Ordem dos Médicos abre inquérito a Gentil Martins por declarações homofóbicas.

por Redação MundoMais

Segunda-feira, 17 de Julho de 2017

O Bastonário da Ordem do Médicos (OM), Miguel Guimarães, citado pelo jornal on-line Observador, confirmou que “duas médicas já comunicaram que vão fazer queixa na ordem” contra as declarações do médico-cirurgião Gentil Martins, 87 anos (foto), ao semanário Expresso. A partir destas queixas, as declarações homofóbicas serão “analisadas pelos órgãos competentes”, confirmou o bastonário.

Na entrevista ao Expresso, Gentil Martins declarou que “é completamente contra os homossexuais”. Acrescentou ainda que a homossexualidade é “uma anomalia, um desvio de personalidade. Como os sadomasoquistas ou as pessoas que se mutilam”. As afirmações de Gentil, que já foi bastonário da OM, podem ferir o código deontológico dos médicos e o “dever que têm em ter um comportamento adequado à dignidade da profissão”, salienta o atual bastonário, Miguel Guimarães.

A deputada do PS Isabel Moreira apelou no Facebook a uma denúncia na Ordem dos Médicos, considerando que as declarações de Gentil Martins relativamente à homossexualidade "violam a deontologia médica e têm consequências negativas, graves, gravíssimas".

Assim que as queixas forem recebidas pela Ordem dos Médicos, serão analisadas pelo Conselho de Jurisdição da Ordem.

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • Rick-Rio

    Jorge Jorge belo texto parabéns.....

    em 23 de julho de 2017, às 05:13
  • Eduardo

    Jorge Jorge, não é ditadura gay não querido, é um preconceito que justificou e pode justificar abusos e violações contra a liberdade sexual, é estúpido e desumano da mesma forma que muitos médicos os médicos de antigamente diziam que negros eram inferiores. Gayzista? se ser gayzista é ser contra preconceito, sou com muito orgulho. O que joga um contra o outro é o preconceito, não falar contra ele. Engraçado que Hitler, Che Guevara, Fidel promoveram perseguições à homossexuais, mas os gays de hoje que são contra os resquícios dessas perseguições é que são os ditadores? Com certeza não. Também sou tolerante e respeitoso, mas não é por isso que vou abaixar a cabeça para aqueles que querem nos condenar à qualquer custo.

    em 19 de julho de 2017, às 20:44
  • Jorge Jorge

    O preconceito aqui é tentar amordaçar a voz de uma pessoa de 87 anos, apenas por ter expressado uma opinião, que, aliás, pelas circunstâncias de sua idade e pela evolução do tema, seguramente, lhe foi moldada na cátedra onde estudou Medicina e com a qual conviveu, enquanto pensamento científico, durante, pelo menos, setenta por cento de sua atividade médica. E é ainda mais lamentável que os poderes do Estado se movam, amedrontados que são, em favor de uma ditadura – a ditadura do gayzismo militante empresarial – que reivindica para si uma unanimidade jamais imaginada por Hitler, tampouco sonhada por Pol Pot ou idealizada por assassinos como Stálin, Fidel Castro e Che Guevara. Nutrida no drama pessoal de cada um de nós, que deseja como seus, tanto quanto o eram os povos dominados da história antiga, a ditadura gayzista, enquanto bebe uísque doze anos, trata de nos atiçar contra os outros, porque, para ela, nada mais somos do que cães saídos da selva, há coisa de duas horas, três se muito. Recuso-me a essa instrumentalização. Recuso-me. Como gay que sou, semeio o amor, não a ira. O respeito, não a incompreensão. A tolerância.

    em 18 de julho de 2017, às 00:58
  • Diego SP

    E ele com essa cara de pedófilo engana quem.

    em 17 de julho de 2017, às 20:52
  • jr

    cinta liga deve ser pouco pra essa maricona!!!

    em 17 de julho de 2017, às 13:23
  • Paulo Sérgio

    Homofóbicos são na maioria Gays enrustidos. Esse aí tem cara de putinha do negão da piroca, rsrsrs

    em 17 de julho de 2017, às 11:53
  • FRED

    O cara tem jeito de chupão de pica e é homofóbico? PQP

    em 17 de julho de 2017, às 11:22