Acolhimento

Depois de papa Francisco, aceitação a gays e divorciados é maior na Igreja.

por Redação MundoMais

Quarta-feira, 18 de Abril de 2018

De acordo com teólogos, em entrevista à revista Exame, depois que o carismático papa Francisco assumiu a liderança da Igreja Católica, há cerca de 5 anos, que a aceitação de gays e casais divorciados aumentou nas paróquias.

Em entrevista ao veículo, Joana Nascimento, 44 anos, e Cícero Cilva, 51, comentaram sobre a questão de serem um casal que ainda não se casaram religiosamente, pois vinham de dois divórcios e, por isso, não podiam comungar. “É claro que dá vontade de comungar, mas já ficamos felizes de poder servir na Igreja. Pensei que, como a gente mora junto sem ser casado, nunca deixariam. Mas assim que Francisco se tornou papa, veio o convite”, contou Joana.

Os teólogos definem que este período de renovação mostra indícios de que muitas paróquias estão conseguindo compreender os ensinamentos do papa. “O que ele prega é que, antes de vermos o que há de diferente, a Igreja se firme no que nos une, que é o amor ao próximo. É a grande reviravolta”, analisa Francisco Borba Ribeiro Neto, do Núcleo Fé e Cultura da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). “No fundo, ele não propõe valores ou ideias diferentes dos antecessores, mas um posicionamento diferente”, define.

Já para Loreano Goulart, um dos coordenadores da Pastoral da Diversidade Sexual de São Paulo, as atitudes do papa mostram de que forma funciona o verdadeiro papel do acolhimento. “Não há acolhimento pela metade. Se você deixa a pessoa participar da missa, mas não da comunhão, está segregando, discriminando”, conclui.

Comentários (8)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 21-04-2018 às 01:05 Alagoano
    Dona Florinda, você nunca mudou ainda nem vai mudar nunca porque Deus não muda a natureza do ser humano. Não existe ex gay, existe frustrados que se casam nas igrejas e espalham que deixaram ser o que são por conveniência da família, nunca deixarão de ser gay e sentir o que sentem pelo simples fato de comer uma mulher...seguram a barra por um tempo e depois voltam a prática as escondidas enganando suas esposas. Conheço vários da igreja evangélica que vivem vida dupla e não por que escolheram simplesmente, mas por que não conseguem ser diferente daquilo que sua natureza pede que sejam... Você deve ser muito novinho ainda ou inocente demais pra acreditar em tudo que te prega...uma pena que um dia você vai passar por coisas semelhantes a tantas que você critica e abomina nos outros.
  • em 20-04-2018 às 08:24 Nere
    Para aqueles que elogiam esse tal de papa Chico.... procurem saber mais sobre ele..... inclusive pela passagem dele pelo Chile..... quem sabe vão mudar um pouco de opinião.... Não passa de mais um vagabundo.
  • em 20-04-2018 às 08:22 Nereu
    Sinceramente, estou pouco me lixando pela aceitação do papa.... da igreja.... dos pastores.... padres..... tô nem aí para a opinião deles. Nenhum dele pagam minhas contas. Nenhum deles tem direito de entrarem na minha vida. Apesar que eles entram mesmo assim, através de seus mandatos políticos... onde criam leis para todos.... O povo deveria deixar de ser besta e mandar esses caras para os infernos. Ninguém precisa de religioso para alcança Deus... Deus está dentro de cada um de nós.
  • em 19-04-2018 às 09:06 André RJ
    Esse Papa é D+.Ele segue os passos de Cristo.Ele sim é um verdadeiro cristão.
  • em 19-04-2018 às 04:38 Diego SP
    Está faltando um líder desse nas igrejas evangélicas.
  • em 18-04-2018 às 23:04 Jorge Jorge
    Dona Florinda, para ser honesto, também tenho reticências em relação ao pontificado de Bergoglio. O fato é que, como latino, vejo-o como um dos nossos. Alguém que reparte as nossas dores. Alguém, como diz Pepe Mujica, que, como nós, veio dos barcos. Não sei explicar. Creio que a Europa passa por um momento horroroso (http://sensoincomum.org/2017/07/26/o-fim-da-europa/) e me aflige imaginar que este papa esteja a contribuir para a ruína de nossa civilização ocidental, ao apoiar a imigração em massa e aliar-se a outros temas da desgraça politicamente correta. Veremos no que isso vai dar. Como figura humana, não há dúvidas, Francisco é dez!
  • em 18-04-2018 às 16:34 Jorge Jorge
    Ele está simplesmente seguindo Nosso Senhor Jesus Cristo. Ponto.
  • em 18-04-2018 às 12:41 Adriano
    Este Papa de fato,segue o que dizem as escrituras no tocante a amar o próximo.