Amor é Amor!

Porto Rico proíbe cura gay em crianças e adolescentes.

por Redação MundoMais

Segunda-feira, 25 de Março de 2019

O governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló (foto), afirmou que vai proibir a chamada “cura gay” no país. Esta terapia de reversão sexual, já causou polêmica no Brasil, justamente, porque a OMS, já retirou a homossexualidade da categoria doença.

“Como pai, como cientista e como governador de todos em Porto Rico, acredito firmemente que a ideia de que há pessoas em nossa sociedade que precisam de tratamento devido à sua identidade de gênero ou a quem ama não é apenas absurda, mas é prejudicial para tantas crianças e jovens que merecem ser tratados com dignidade e respeito ”, disse o governador em comentários citados na mídia local.

Rosselló acrescentou: “Eu me esforço para que Porto Rico seja uma sociedade na qual todos, não importa quem eles amem, possam ser aceitos e viver sem medo de perseguição. Isso inclui os mais vulneráveis ​​da sociedade, nossos filhos, que devem ser apoiados e amados. A terapia de conversão não beneficia ninguém de forma alguma, apenas causa dor e sofrimento inimagináveis. ”

Carmen Yulín Cruz, prefeita da capital e maior cidade de Porto Rico, San Juan, expressou apoio à decisão do governador. Ela escreveu no Twitter: “As terapias de conversão são desumanas e buscam privar os seres humanos de sua dignidade. Amor é amor. É um conceito simples. E o amor sempre vence o ódio. SEMPRE.”

Os porto-riquenhos são cidadãos americanos, mesmo que a ilha seja considerada um território organizado não-incorporado dentro da comunidade americana, e não como um Estado – eles podem votar em primárias partidárias, mas não elegem representantes para o Congresso ou o Senado.

A lei federal dos EUA se aplica a Porto Rico, como o Tribunal de Apelações do Primeiro Circuito lembrou o juiz Juan Pérez-Giménez em abril de 2016, quando a corte inferior tentou proibir a implementação da sentença da Suprema Corte legalizando o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país.

A comunidade LGBT em Porto Rico continua sendo alvo de preconceito e violência. No início deste ano, o assassinato de Kevin Fret, um rapper gay trapista de 24 anos de idade, chocou a comunidade, mas, como observou a revista Paper, também destacou a persistente homofobia contra a população LGBT.

Comentários (11)

Atenção: Insultos e comentários em desacordo com o tema poderão ser despublicados.

  • em 27-03-2019 às 07:18 HANNIBAL
    NÃO EXISTE CURA PARA O QUE NÃO É UMA DOENÇA !!!!!
  • em 26-03-2019 às 13:33 Armani Exchange
    Retrocesso? Qual? Com quase 4 meses de Bolsonro, continuo frequentando os mesmos ambientes que frequentava e beijando os mesmos homens que beijava. Cara, vai contar essa besteira noutro lugar, vai...
  • em 26-03-2019 às 07:05 Flávio S
    PARABÉNS PORTO RICO! ENQUANTO ISSO NO BRASIL VIVEMOS A AMEAÇA DE RETROCESSO... RETROCESSO
  • em 25-03-2019 às 21:27 C - 10
    Não há como curar gay. Não é doença, porra. Mas, no mais, pode tudo. Uma trans, por exemplo, ao se apaixonar por um homem, passa a ser heterossexual e não homossexual. Bom, se tudo é possível e permitido, segundo os próprios defensores dessas teorias todas, por que diabos o sujeito, eventualmente, não pode deixar de ser gay e reconduzir-se como hétero?! Isso prova que o tema tem muito de ideologização, que não deveria ter, e pouco de ciência. Nem o povo da ideologia de gênero sabe o que tá falando, porque tudo é uma maluquice absurda.
  • em 25-03-2019 às 20:24 Armani Exchange
    E ele confessa uma coisa de que já suspeitava: a maioria dos casais gays que se agarram em frente às pessoas, que se beijam efusivamente, fazem isso apenas para provocar. De novo: são movidos pelo ódio, não pelo amor, pela incompreensão que enxergam nos outros e não pela compreensão que reivindicam para si próprios. Pensam que insuflando, provocando, chegarão ao oásis. Oásis chegará aquele que sabe, e bem, tirar proveito disso, o militante gay.
  • em 25-03-2019 às 20:21 Armani Exchange
    Desculpem. Ele afirmou que anda à caça de homofóbicos. O resto de meu raciocínio vocês entenderão.
  • em 25-03-2019 às 20:20 Armani Exchange
    Esse cara que afirmou aqui que "é de caçar gays", o Beija-Flor, materializa o mais puro ódio e o erro mais crasso e mais recorrente dos que se dizem dispostos a lutar pelos gays. Ele está erradíssimo. Espalhando uma perspectiva de ódio, de sangue nos olhos, ele, sim, se torna intolerante e não aquele contra quem diz lutar e combater. Se esse tipo de raciocínio desaparecesse, nossa dignidade homossexual, que não é pequena, afloraria em paz. Impor o silêncio, reivindicar o silêncio das ditaduras de Stálin e Fidel. Não, gente. Não. Definitivamente, não é por aí!
  • em 25-03-2019 às 14:36 Porto Rico
    O governador de Porto Rico é um homem e tem cara de homem. Já os homofóbicos tem cara de maloqueiros .
  • em 25-03-2019 às 14:32 Beija -Flor
    Pra felicidade dos homofóbicos, cerca de 90% dos gays são mansos. Os gays brabos que são uma minoria fazem de tudo para encontrar com um homofóbico pela frente e não encontra. Mas há se eu pego. Eu sou de cassar, e levo a cassa muito a sério. Se vier com brabeza dança.
  • em 25-03-2019 às 14:18 Odeio Essa Raça !!!
    Forçar uma lésbica transar com homem é estúpro ! Quem defende essa canalhice tem mais que serem apedrejados e mortos! Já passou da hora desses homofóbicos procurarem o lugar deles.
  • Mostrar mais comentários...